A Independência do Brasil na Barra

compartilhe

A notícia da Independência do Brasil chegou ao lugar da Barra.

A notícia da Independência do Brasil chegou ao lugar da Barra somente em 9 de novembro de 1823, um ano e dois meses após o grito de D. Pedro I às margens do rio Ipiranga.

A aclamação dos moradores ao novo regime ocorreu na antiga praça da Trincheira, que depois recebeu o nome de praça Nove de Novembro em homenagem a essa data histórica. Nos dias de hoje, o “progresso” passou por cima desse logradouro que existiu na área em frente ao Museu do Porto.

O juramento de obediência ao imperador brasileiro se deu na manhã do dia 22 de novembro, na Fábrica Imperial, que se localizava nos arredores da atual praça Dom Pedro II.

Primeiro, juraram os vereadores e, logo depois, os membros da junta de governo e as autoridades civis e militares: “Juro obediência, fidelidade e adesão à pessoa de S. M. Imperial o Senhor D. Pedro de Alcântara, primeiro Imperador Constitucional do Império do Brasil”.

A nova junta governativa da ex-província do Rio Negro foi eleita no dia seguinte e tinha como presidente Bonifácio João de Azevedo (natural da vila de Barcelos) e Luiz Ferreira da Cunha como secretário.

Os outros três componentes eram Raimundo Barroso de Bastos, Plácido Moreira de Carvalho e João da Silva e Cunha. A posse desta junta pós-Independência se deu no dia 24 de novembro de 1823.