A Amazônia lograda, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo “A Amazônia Lograda” escreve que a opulenta região da Amazônia foi mais uma vez lograda. Apesar da promulgação da Carta Magna, a comissão de orçamento da Câmara dos deputados desprezou a verba que seria destinada aos melhoramentos da Amazônia. Ademais a Amazônia precisa ser olhada com aquela atenção que sempre fez por merecer.

Visualizar

Os Larápios, de Agnello Bittencourt

Os larápios estão se multiplicando por toda parte. A arte de roubar e de furtar aperfeirçoa-se e se alastre de modo assustador. Já se foi o dia em que podíamos dormir de portas abertas e que as casas comerciais dispensavam os cofres fortes, pois se guardavam as grandes quantias em gavetas.

Visualizar

Estradas de rodagens, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo “Melhoramentos da Amazônia” elenca os melhoramentos que a Amazônia necessita: Estradas de rodagens, catequeses de selvagens e apoio as indústrias. Não está completa a lista dos melhoramentos reclamados pela Amazônia, cuja execução dependerá da entrega aos respectivos governos.

Visualizar

Dia de Finados, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt descreve em sua artigo suas impressões sobre o Dia dos Finados. “Tristes recordações avassalam nosso espírito e confrangem o nosso coração neste dia consagrado aos morto. É justo que reverenciemos, no compungimento de uma grande saudade, os entes que privaram conosco… Como grãozinhos da ampulheta do tempo, esperemos lá fora, na luta da sociedade, que chegue a nossa queda, ouvindo a consoladora sentença: Laborum Meta”

Visualizar

A samaumeira do Ayapuá, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo “A samaumeira do Ayapuá”, escreve sobre a enorme samaumeira de 65 metros de altura, que domina gigantescas e lindas castanheiras tendo-as como visinhas. Este belo exemplar do mundo vegetal foi filmada por Silvino Santos  em 1921, para o filme “O País das Amazonas”. Portanto, a samaumeira do ayapuá é uma sentinela dos séculos

Visualizar

Maguari, sentinela do lago, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo “Maguarí, sentinela do lago” escreve sobre o Ardea Socoi, o maguari, a maior das garças indígenas. Que comumente é encontrado nas embocaduras de lagos e igarapés de nossa região. Amante de sua liberdade, o maguarí é indomesticável.

Visualizar

Necessidade de uma predial, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo, comenta que Manaus precisa de uma empresa predial, rara é a capital que não tem uma organização desta natureza. Manaus está cheia de terrenos baldios, inclusive na parte central. Portanto, precisamos crescer e agasalhar a população.

Visualizar

Balanço entre duas épocas, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo no O Jornal, descreve sobre o passado (1910) e o futuro da cidade de Manaus (1946). Bittencourt fala sobre um artigo de uma revista de quatro décadas atrás, que previa para esta cidade uma grandeza surpreendente, algo que não se realizou.

Visualizar

Exposições-feiras, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt em seu artigo no O Jornal, trata do alto preço da alimentação pública na cidade de Manaus. Estamos a cogitar de meios, que tornem nesta capital menos cara a alimentação pública. Para isto serão realizadas exposições feiras, com a participação de lavradores e criadores.

Visualizar

Desobstrução dos rios, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt, em seu artigo, descreve sobre o apelo aos representantes do Estado no Parlamento Nacional, sobre a desobstrução dos nossos rios. Acontece, todavia, que “esses caminhos que andam” nem sempre são livres à navegação, pois apresentam em certos trechos, paus e pedras de fácil destruição, sendo elas muito mais raras, sobretudo nos baixos rios.

Visualizar

No arraial da política, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt, em seu artigo escreve sobre a carta enviada pelo Marquês de Pombal, ministro de D. José I, ao capitão general Mello e Póvoas, quando este ia assumir o governo da Capitania do Maranhão, lhe recomendava ponderação e paciência tanto para os grande quanto para os humildes. “Não serve para governar, um homem que pratica ou consenti desonestidade”.

Visualizar

Benefício enganoso, fome verdadeira, de Agnello Bittencourt

Agnello Bittencourt utiliza-se de um livro de contos infantis de um conhecido escritor português para ilustrar a situação do Amazonas. No conto fala-se de florestas, de terrenos férteis e de grande fartura. Agnello faz um comparativo com o Amazonas que em 6 anos disparou seu custo de vida, mesmo sendo um Estado rico. No conto, o governo não deixa desprotegida a agricultura, pois é do campo que se tira a riqueza de um país.

Visualizar

O Jornal, 9 de julho de 1965

Artigo onde Aristóphano faz uma análise social sobre o comportamento dos homens e mulheres bem afortunados e como fazem uso de seu dinheiro.

Visualizar

O Jornal, 8 de julho de 1965

Artigo sobre os discursos dos políticos para as próximas eleições em 1965, sobre os espetáculos verbais ditos em praça pública.

Visualizar

O Jornal, 6 de julho de 1965

Artigo sobre o apoio do jornal “O Estado de São Paulo” ao Golpe Militar no Brasil e a campanha contra a cubanização do país.

Visualizar

O Jornal, 4 de julho de 1965

Sobre a Lei das Incompatibilidades, lei em processo de aprovação no Congresso Nacional EM 1965.

Visualizar

O Jornal, 3 de julho de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony, publicado em O Jornal no dia 3 de julho de 1965.

Visualizar

O Jornal, 2 de julho de 1965

Artigo sobre a dificuldade de aprovação pela Câmara dos Deputados, da lei de incompatibilidades.

Visualizar

O Jornal, 1º de julho de 1965

Artigo sobre a Lei das Incompatibilidades do governo do Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 29 de junho de 1965

Aristóphano em seu artigo faz uma comparação dos tempos políticos da República Velha com os novos tempos de 1965 da Ditadura Militar.

Visualizar

O Jornal, 28 de novembro de 1945

Nota sobre uma partida de 30,510 quilos de pirarucu trazidos pelo navio Alegria, do rio Solimões, para os srs. Oscar Santos & Cia e Martins Pinheiro & Cia.

Visualizar

O Jornal, 29 de novembro de 1945

O Conselho Penitenciário se reunirá, na Penitenciária do Estado em sala especial, sob a presidência do professor dr. Waldemar Pedrosa.

Visualizar

O Jornal, 27 de novembro de 1945

Nota sobre negociação para a compra de uma motocicleta com “side-car”, para uso de funcionário encarregado da fiscalização do Serviço de Limpeza Pública.

Visualizar

O Jornal, 30 de novembro de 1945

Demetrio Hermes de Araujo assumiu cargo de diretor técnico do Serviço de Fomento Agrícola do Estado, durante a ausência do titular efetivo.

Visualizar

O Jornal, 25 de novembro de 1945

Nota sobre aviso de suspensão de audiências públicas, devido ao acúmulo de serviço com a proximidade das eleições.

Visualizar

O Jornal, 27 de junho de 1965

Artigo sobre o descontentamento dos oficiais das três armas com os rumos político-administrativos do país.

Visualizar

O Jornal, 01 de dezembro de 1945

Os srs. Felismino Soares e Socrates Bomfim, candidatos do Partido Trabalhista Brasileiro a deputados federais, não teriam passado nos crivos da L. E. C.

Visualizar

O Jornal, 24 de novembro de 1945

Nota sobre a realização de comício de propaganda política pelo Partido Social Democrático, às 20 horas, na praça principal de Constantinópolis.

Visualizar

O Jornal, 02 de dezembro de 1945

Para evitar grandes saídas de carne verde, o administrador do Mercado Público, dr. Alfredo Paes Barreto, colocou guardas nos portões.

Visualizar

O Jornal, 26 de junho de 1965

Artigo sobre o problema do abastecimento de alimentos em Manaus na década de 1960.

Visualizar

O Jornal, 23 de novembro de 1945

Nota sobre solicitação de aumento de salário, por meio de abaixo-assinado, dos oficiais de justiça em exercício na vara criminal desta capital.

Visualizar

O Jornal, 22 de novembro de 1945

Nota sobre o navio Vitória, da frota da S.N.A.P., que conseguiu escapar da enchente e foi encontrado em frente ao porto Repouso.

Visualizar

O Jornal, 24 de junho de 1965

Artigo sobre os elementos subversivos e corruptos que a Revolução no Brasil punira.

Visualizar

O Jornal, 21 de novembro de 1945

Nota sobre a exoneração do general Angelo Mendes de Morais, do cargo de diretor das Armas, e nomeação do general Mario Ramos.

Visualizar

O Jornal, 20 de novembro de 1945

Nota sobre multas aplicadas pela fiscalização municipal, por infração do Código de Postura, aos trabalhadores de carne verde.

Visualizar

O Jornal, 04 de dezembro de 1945

O festejado cordão de foliões suburbanos, denominados “Brigue Constantinopolis” terá início a rua Manoel Urbano. – Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 18 de novembro de 1945

Convite aos órgãos estudantis da capital e estudantes em geral para uma reunião sobre a construção da Escola Agronômica da Amazônia.

Visualizar

O Jornal, 05 de dezembro de 1945

Continua a falta de água em Manaus. E “já chegamos ao ponto extremo de ter que adquirir o líquido preciso em latas” e por valores altos.

Visualizar

O Jornal, 23 de junho de 1965

Artigo sobre a insatisfação dos coronéis responsáveis em chefiar as conclusões do IPMs , os mesmos estavam sendo pressionados pelo governo do Amazonas em concluir seus trabalhos.

Visualizar

O Jornal, 17 de novembro de 1945

“A Sociedade Amazonense de Assistência aos Lázaros e Defesa Contra a Lepra recebeu os seguintes donativos: Cr$ 100,00, da senhora Maria Carioca de Sousa “.

Visualizar

O Jornal, 06 de dezembro de 1945

Em solenidade, aconteceu a inauguração de um curso de Inglês, Francês e Estenografia, que funcionará sob a direção do professor Paulo Leon de Oliveira.

Visualizar

O Jornal, 07 de dezembro de 1945

Reassume, hoje, o cargo de prefeito de Manaus, o engenheiro Jaime Araujo, que se afastou para disputar as eleições como deputado federal.

Visualizar

O Jornal, 22 de junho de 1965

Artigo onde Aristóphano Antony faz uma breve comparação sobre os debates que ocorriam entre os nossos representantes políticos nas duas Casas do Congresso nacional, em fins do Império e início da República, com os debates que ocorreram em 1965.

Visualizar

O Jornal, 08 de dezembro de 1945

Será fundada, no bairro da Cachoeirinha, por pessoas de destaque e comerciantes, uma agremiação denominada Sociedade Progressista do Bairro de Cachoeirinha.

Visualizar

O Jornal, 09 de dezembro de 1945

Será entregue, no Grupo Escolar Saldanha Marinho, os diplomas das alunas da Escola de Corte, Costura e Bordado “São José”.

Visualizar

O Jornal, 20 de junho de 1965

No artigo “Tumultos e Divergências”, Aristóphano fala sobre as manifestações populares as ruas contra o Regime Militar no Brasil.

Visualizar

O Jornal, 19 de junho de 1965

Artigo cuja pauta refere-se à reforma da legislação eleitoral vigente no Brasil em 1965.

Visualizar

O Jornal, 17 de junho de 1965

Artigo que relembra o evento revolucionário ocorrido em 29 de outubro de 1930 em Manaus, a véspera para os revoltosos se transformarem em em dirigentes do país, houve manifestações favoráveis a Dorval Porto, governador do Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 16 de junho de 1965

Artigo sobre o comentário especial feito pelo presidente Castelo Branco sobre a internacionalização da Amazônia, em 1965.

Visualizar

O Jornal, 15 de junho de 1965

Sobre o desmembramento do território do Estado do Pará em cinco territórios que viriam a ser governados por interventores, em 1965.

Visualizar

O Jornal, 12 de junho de 1965

Artigo sobre a desmoralização da democracia no país e a participação dos partidos políticos na cooperação desse descrédito no período da Ditadura Militar.

Visualizar

O Jornal, 11 de junho de 1965

Artigo sobre as ações do bloco político revolucionário que atuou no Congresso Nacional em prol o presidente do Brasil Humberto de Alencar Castelo Branco, em 1965.

Visualizar

O Jornal, 11 de dezembro de 1945

“[…] O sr. presidente da República arbitrou em Cr$ 210.000,00 a subvenção para 1946, destinada à prelazio do rio Negro, em Wauapés”

Visualizar

O Jornal, 12 de dezembro de 1945

Raimundo Augusto de Araujo, fiscal do Município, está sendo citado em edital, pedindo que reassuma o cargo em prazo de 20 dias o exercício de suas funções.

Visualizar

O Jornal, 13 de dezembro de 1945

Soubemos que o Interventor Federal baixará um ato equiparando os salários dos médicos do Serviço de Socorros de Urgência aos dos sanitaristas classe C.

Visualizar

O Jornal, 14 de dezembro de 1945

José Alves de Sousa Brasil assumiu o exercício do cargo de diretor da Faculdade de Direito do Amazonas. – Coluna Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 15 de dezembro de 1945

Há rumores de que o Dr Jatir Pucú de Aguiar teria pedido demissão do cargo de diretor dos Serviços Técnicos do Estado, devido aos ataques feitos contra ele.

Visualizar

O Jornal, 16 de dezembro de 1945

Alfredo Paes Barreto, administrador do Mercado Público, afirmou que o Prefeito Jaime Araujo assinou um decreto nomeando 6 servente interinos para o Mercado.

Visualizar

O Jornal, 15 de novembro de 1945

” O Escritório de Assuntos Inter-Americanos […] realizará hoje, na Escola Técnica de Comércio Solon de Lucena uma sessão cinematográfica […]”.

Visualizar

O Jornal, 13 de novembro de 1945

“Recebemos do dr. Helso Ribeiro a comunicação de ter assumido, no dia 8 do corrente mês, o exercício do cargo de delegado de Segurança Política e Social […]”

Visualizar

A Gazeta, 11 de agosto de 1959

“Em Parintins, Júlio Belém, deputado do PSD, tem lançado ataques infundados ao governador Gilberto Mestrinho, Plínio Coelho e aos trabalhistas em geral.”

Visualizar

A Gazeta, 10 de agosto de 1959

“O deputado Pessoa Montenegro declarou entre amigos que gostaria de deixar a política, entregando o comando, em Uricurituba e Barreirinha […]”

Visualizar

A Gazeta, 08 de agosto de 1959

“O vereador João Braga, atualmente integrado a bancada do PST, consoante publicações feitas pela imprensa local, na reunião de segunda-feira […]”

Visualizar

A Gazeta, 07 de agosto de 1959

“Até agora, a oposição não lançou candidato à Prefeitura de Boca do Acre, antigo reduto eleitoral do ex-deputado Danilo Correa.”

Visualizar

A Gazeta, 06 de agosto de 1959

“Ao que tudo indica, o PSD ficará reduzido aos srs. Pereira da Silva e Danilo Corrêa. Os que estão na terra pouco valem eleitoralmente […]”

Visualizar

A Gazeta, 05 de agosto de 1959

“No Palácio Rio Negro, […] o Dr. Assis Peixoto, assessor de assuntos municipais, recebe deputados, prefeitos, vereadores, líderes do interior.

Visualizar

A Gazeta, 04 de agosto de 1959

“Estão em Manaus os vereadores trabalhistas de Parintins, srs. Antônio Maia, Raimundo Djard Vieira e Acioli Teixeira. Maia é candidato à Prefeitura.”

Visualizar

A Gazeta, 03 de agosto de 1959

Arthur Virgílio Filho, da bancada trabalhista na Câmara Federal, estará em Manaus e deve participar da campanha municipal, da capital e do interior.

Visualizar

A Gazeta, 01 de agosto de 1959

“O industrial Arnóbio Oliveira começo muito bem as suas atividades parlamentares.” Itacoatiara, a velha Serpa, ganhou mais um defensor.

Visualizar

O Jornal, 11 de novembro de 1945

” Sabemos que o aumento de vencimentos ao funcionalismo público civil e militar será concedido, a título provisório, pelo atual governo da República”.

Visualizar

A Gazeta, 31 de julho de 1959

Durante os meses de agosto e setembro de 1959, o sr. Arlindo Porto, estará em viagem e quem assumira a liderança será o sr. Renato de Sousa Pinto.

Visualizar

A Gazeta, 30 de julho de 1959

“A ‘representação’ de 10 mil cruzeiros para os deputados estaduais saiu do cartaz, felizmente. Trata-se de flagrante inconstitucionalidade […]”

Visualizar

A Gazeta, 29 de julho de 1959

“Alguns oposicionistas ligados ao PSD andam sonhando com as secretarias que o sr. Pereira da Silva teria pedido ai governador Gilberto Mestrinho.”

Visualizar

O Jornal, 10 de novembro de 1945

” O presidente da República decretou, designando o ministro Mario Moreira da Silva, atual diretor geral do Conselho Federal do Comércio Exterior, para ministro do Brasil, na Suíça”.

Visualizar

A Gazeta, 28 de julho de 1959

Confira a lista dos deputados federais do Amazonas eleitos em 1945.
Os jornais estão divulgando as notícias das atividades do governador Gilberto Mestrinho.

Visualizar

A Gazeta, 27 de julho de 1959

A coluna questiona se será realizadas eleições nos novos municípios do Amazonas, pois os candidatos já foram apresentados. O TRE ainda não deu resposta.

Visualizar

O Jornal, 09 de novembro de 1945

” Estiveram visitando, à tarde de ontem, a Diretoria da Fazenda Pública, o sr. interventor federal, desembargador Emiliano Stanislau Afonso e o secretário geral Péricles Morais”.

Visualizar

A Gazeta, 25 de julho de 1959

“Mais um fracasso dos boateiros não há desentendimento entre o prefeito Lóris Cordovil e o ex-prefeito Ismael Benigno.” – Coluna Instantâneos Políticos.

Visualizar

O Jornal, 08 de novembro de 1945

” Temos informações de que será nomeado chefe de Polícia do Estado o dr. Paulo Jobim, professor contratado da Faculdade de Direito”.

Visualizar

A Gazeta, 24 de julho de 1959

“Está na Assembleia, integrando a bancada trabalhista, o sr. Abdala Sahado. Foi covnocado em razão do afastamento do sr. Josué Cláudio de Sousa.”

Visualizar

O Jornal, 07 de novembro de 1945

” O sr. Adalmir Braga de Sousa propôs à Interventoria Federal a quantia de Cr$ 60.000,00, pela compra da lancha ‘Onça’, de propriedade do Estado”.

Visualizar

A Gazeta, 22 de julho de 1959

“Assumiu a presidência da Assembleia o sr. Anfremon Monteiro, líder trabalhista de Humaitá.” – Coluna Instantâneos Políticos.

Visualizar

A Gazeta, 21 de julho de 1959

“O Dr. Assis Peixoto, assessor de assuntos municipais, não pretende disputar uma cadeira de deputado federal no próximo pleito.”

Visualizar

O Jornal, 10 de junho de 1965

Artigo que parafraseia sobre a política romana narrada nas Cartas de Lucílio, onde Nero gosta de ser adorado e ter o poder em suas mãos.

Visualizar

A Gazeta, 20 de julho de 1959

“Parte final do comentário político do Jornal do Brasil sobre a reunião que assegurou o apoio de prestigiosos líderes da política brasileira […]”

Visualizar

O Jornal, 06 de novembro de 1945

” O presidente do D.A.S.P. homologou o concurso para provimento do cargo da classe inicial da carreira de telegrafista, do Ministério da Viação”.

Visualizar

A Gazeta, 18 de julho de 1959

Instantâneos Políticos continua a publicar sobre a candidatura do Marechal Teixeira Lott e aspectos apresentados pelo Jornal do Brasil.

Visualizar

O Jornal, 04 de novembro de 1945

” Podemos informar que, até agora, só o dr. Julio Nery solicitou exoneração do Conselho Administrativo do Estado.” – Coluna Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 8 de junho de 1965

Artigo sobre partidos políticos envolvidos com o ex-presidente da República, o comunista João Goulart, em plena Ditadura Militar.

Visualizar

A Gazeta, 17 de julho de 1959

“Na secção ‘Coisas de Política’ [do Jornal do Brasil], sob o título ‘Operação almoço fez do Marechal Lott candidato mineiro, civil e pessedista’ […]”

Visualizar

O Jornal, 04 de outubro de 1946

” Mais alguns dias Manaus estará recebendo, honrosamente, a visita do embaixador Teotonio Pereira, da República Portuguesa”.

Visualizar

A Gazeta, 16 de julho de 1959

“O nome do deputado federal Artur Virgílio Filho aparece nos principais comentários políticos do Rio de Janeiro. Começou muito bem o parlamentar […]”

Visualizar

O Jornal, 6 de junho de 1965

Artigo sobre a mendicância em Manaus, problema social que assolava um grande número de pessoas na cidade na década de 60.

Visualizar

A Gazeta, 15 de julho de 1959

“O deputado Renato de Sousa Pinto tem no deputado José Cláudio de Sousa um amigo sincero. Está sempre em contato com o Presidente da Assembleia […]”

Visualizar

A Gazeta, 13 de julho de 1959

As Prefeituras Municipais de Itacoatiara, Urucurituba, Urucará, Barreirinha, Itapiranga e Parintins são governadas por indivíduos do PTB.

Visualizar

A Gazeta, 11 de julho de 1959

“Os trabalhistas do Careiro estão unidos em torno dos deputados Alfredo Campos, Francisco Queiroz e do ex-prefeito Almir Diniz de Carvalho.”

Visualizar

A Gazeta, 10 de julho de 1959

“Trabalham em comum acordo os srs. Arlindo Porto e Sergio Pessoa Neto, salientando-se que o líder da maioria contra com o apoio do sr. Pessoa Neto.”

Visualizar

A Gazeta, 09 de julho de 1959

O deputado Josué Cládio de Sousa, presidente da Assembleia, assumirá o governo do Estado do Amazonas durante a viagem do governador Gilberto Mestrinho.

Visualizar

A Gazeta, 08 de julho de 1959

“O deputado Magalhães Pinto, presidente do Diretório Nacional da UDN, visitará Manaus no ano corrente, possivelmente acompanhado do sr. Jânio Quadros.”

Visualizar

A Gazeta, 07 de julho de 1959

“O deputado Arlindo Porto não acredita em aumento de subsídios dos deputados estaduais. E mais: enfrentará, se aparecer, o movimento ‘aumentista’.”

Visualizar

O Jornal, 5 de junho de 1965

Artigo que faz um balanço sobre o primeiro ano da Revolução Militar no Brasil. As Forças Armadas apresentou um saldo positivo sobre o golpe.

Visualizar

A Gazeta, 06 de julho de 1959

“O deputado Simão Abinader está solidário à política criteriosa do governador Gilberto Mestrinho e ingressará, oficialmente, no Partido Social Trabalhista.”

Visualizar

O Jornal, 03 de outubro de 1946

” Já desistimos de apurar se há de haver época, em Manaus, em que seja possível instaurar uma Polícia de Preços […] realmente eficiente”.

Visualizar

A Gazeta, 04 de julho de 1959

“O deputado Josué Cláudio de Sousa, pela sua experiência parlamentar, é o conselheiro dos jovens trabalhistas que estão na Assembleia.”

Visualizar

Companhia Editora Nacional-Hiléia Amazônica

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre a segunda edição da obra de Gastão Cruls, Hiléia Amazônica, publicada pela Companhia Editora Nacional em forma de coleção “Brasiliana”.

Visualizar

A Gazeta, 03 de julho de 1959

“O prefeito Loris Cordovil afirma que não disputará cargo eletivo, quando foi indagado sobre seu ingresso no Partido Social Trabalhista.”

Visualizar

A Gazeta, 02 de julho de 1959

Simão Abinader deixou a UDN e deverá ingressar no Partido Rural Trabalhista. “O deputado mais votado da ‘eterna’ tem razões para abandonar a agremiação.”

Visualizar

A Gazeta, 01 de julho de 1959

Josué Cláudio de Sousa, presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, está em atividade política no objetivo do crescimento do Partido Trabalhista.

Visualizar

Um século depois, de Anisio Jobim

Anísio Jobim fala em seu artigo sobre a comemoração do primeiro centenário de elevação do Amazonas à categoria de Província pela lei 582 de 5 de setembro de 1850.

Visualizar

5 de setembro 1950, 1º Centenário da Província

Anísio Jobim em seu artigo fala da comemoração do primeiro centenário da criação da Província pela Lei 582, de 5 de setembro de 1850 mas sua Instalação ocorreu somente em 1º de janeiro de 1852.

Visualizar

A Gazeta, 30 de junho de 1959

Os políticos do interior que chegam a Manaus dão notícias do crescimento do prestígio do Partido Trabalhista Brasileiro, devido ao Gilberto Mestrinho.

Visualizar

Primeiro Poeta Amazonense

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre a vida de Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha, reconhecidamente o primeiro poeta amazonense. Quase toda sua produção foi perdida em um naufrágio.

Visualizar

O Jornal, 04 de junho de 1965

Artigo sobre a subemenda apresentada pelo deputado pessedista Nelson Carneiro concedendo poderes ao Supremo Tribunal Federal de cassação aos direitos políticos durante a Ditadura Militar no Brasil.

Visualizar

Poetisa Matilde Areosa escreve belo soneto

Coluna Você sabia de Júlio Uchôa: Matilde Areosa, esposa de Antônio Duarte de Matos Areosa, escreveu um soneto e gravou na lápide de sua filha, cometida com febre amarela. Tal homenagem mostra a imensa dor da perda da poetisa.

Visualizar

Manoel da Gama Lobo D’almada

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre a chegada a Amazônia do então capitão Manoel da Gama Lobo D’Almada em 1770, para governar a capitania de São José do Rio Negro.

Visualizar

O Jornal, 03 de junho de 1965

Artigo sobre a voz que o povo representa no jogo político.

Visualizar

Subcomissão Nacional de Folclore

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre a fundação e instalação em uma sala do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA) da subcomissão Amazonense de Folclore tendo como presidente o senhor Renato Almeida.

Visualizar

O Jornal, 02 de junho de 1965

Artigo sobre as emendas apresentadas pelo governo do Amazonas sobre a Reforma do Código Eleitoral.

Visualizar

Fim da escravidão no Amazonas

As leis que contribuiram para a extinção gradual da escravidão na antiga Província do Amazonas são citadas na coluna de Júlio Uchôa.

Visualizar

O Jornal, 1º de junho de 1965

Artigo sobre a Política de um modo geral, visão do que ocorria em 1965.

Visualizar

Homenagem a Leopoldo Péres

Anísio Jobim em seu artigo fala da homenagem póstuma a vida e obra de Leopoldo Péres que com seu desaparecimento foi um grande golpe para o Amazonas e a cultura brasileira.

Visualizar

Sociedade Emancipadora Amazonense

Em festivais, realizados pela Sociedade Emancipadora Amazonense, eram entreguem cartas de libertação a escravos no Paço da Câmara Municipal de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 30 de maio de 1965

Artigo sobre julgamentos que estavam sendo adiados pela Justiça do Estado do Amazonas, visto que, os inquéritos políticos-militares estavam sendo procrastinados intencionalmente.

Visualizar

O Serviço Geográfico do Exército (S.G.E)

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre o trabalho realizado pelo coronel Dácio Cesar sobre “A ocupação holandeza no Brasil” estudadas sobre as cartas topográficas do S.G.E. (Serviço Geográfico do Exército).

Visualizar

O Jornal, 02 de outubro de 1946

” A ‘semana inglesa’ não foi instituída, nesta capital, para ser miseravelmente defraudada.” – Coluna O Jornal Comenta, publicada em O Jornal.

Visualizar

A deposição de Turiano Chaves Meira

A 23 de julho de 1924 o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, doutor Turiano Chaves Meira, foi deposto e Manaus vivenciou graves acontecimentos.

Visualizar

O Jornal, 29 de setembro de 1946

” O governo do Estado deve estar atento para esse fato, e não hesitar em afastar dos cargos os que incidirem em tais erros”.

Visualizar

Fundação da Sociedade Emancipadora do Amazonas

A Sociedade Emancipadora Amazonense foi instalada em 6 de fevereiro de 1870. Mais de 300 pessoas compareceram a “festa da liberdade”.

Visualizar

A extinção da escravidão no Amazonas

Em 1840 foram computados, na Comarca do Alto Amazonas, 940 escravos; em 1850, 750; em 1860, 1.026, em 1869, 581 e em 1881, 1.716 escravos. Foi criada muito antes da Lei do Ventre Livre, a Sociedade Emancipadora Amazonense, que tinha por finalidade manumitir a maior quantidade de alforria aos escravos da Província do Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 28 de setembro de 1946

” E louvamos o ponto de vista do nosso chefe do executivo, com relação ao ponto de vista jornalístico sobre os vários problemas que se referem ao Estado”.

Visualizar

Construção da estrada Manaus-Boa Vista do Rio Branco

A primeira tentativa da construção de uma estrada de ferro entre Manaus e Boa Vista do Rio Branco, foi do engenheiro civil Rodrigo Carlos da Câmara Júnior. A concessão seria anulada, se no período de 2 anos os trabalham não tivessem sido iniciados.

Visualizar

Reedição da obra de João Leda

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre a reedição da obra “Vocabulário de Rui Barbosa” de autoria do filólogo e escritor João Leda.

Visualizar

O Jornal, 29 de maio de 1965

Artigo sobre a demonstração do quadro político regional e nacional de 1965.

Visualizar

A libertação dos escravos na Província do Amazonas

O dia 10 de julho de 1884, é a data que marca a extinção da escravidão na Província do Amazonas. J.B de Faria e Souza escreveu sobre essa data.

Visualizar

O Jornal, 27 de setembro de 1946

” Segundo estamos informados, a cerveja vem sendo, para certos comerciantes desta praça, uma fonte de lucros verdadeiramente escandalosa […]”.

Visualizar

Raul Azevedo escreve no Diário Oficial do Estado

Raul de Azevedo escreveu, em 1948, no Diário Oficial do Estado, como se consumou a evasão de sementes de seringueira, em larga escala, pelo Porto de Manaus.

Visualizar

IGHA homenagea Vilvaldo Palma Lima

Anísio Jobim em seu artigo fala da homenagem póstuma a memória do ilustre sócio fundador e orador perpétuo do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas, IGHA, Vivaldo Palma Lima.

Visualizar

O cinquentenário do Teatro Amazonas

Coluna “Você sabia?” escrita por Júlio Uchôa para o jornal A Gazeta. Júlio Uchôa escreve sobre o cinquentenário do Teatro Amazonas. E tambem sobre Domenico de Angelis e as obras no Salão Nobre.

Visualizar

O Jornal, 25 de maio de 1965

Artigo sobre a Amazônia, retratada ao longo dos anos por autores regionais e nacionais que a estudaram e descobriram um lado desconhecido da Região Norte.

Visualizar

O Jornal, 26 de setembro de 1946

” O impaludismo está grassando livremente, no interior do Estado, matando os caboclos numa proporção assustadora” – O Jornal Comenta.

Visualizar

Estrada de rodagem: de Lábrea a Humaitá

Em agosto de 1919, o engenheiro Erasmo Gnone foi designado para continuar o serviço de exploração e levantamento da estrada de rodagem de Lábrea a Humaitá, tendo como auxiliar o tenente Cícero Corrêa.

Visualizar

O Jornal, 24 de setembro de 1946

” … procurem imediatamente a enfermaria infantil da LBA e deixem, ali, no ambiente arejado daquele pavilhão de cura, os pequeninos entes”.

Visualizar

Obra sobre a figura de Caxias

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre o recebimento do livro “Novos aspectos da figura de Caxias” escrito pelo Diretor do Arquivo Público Nacional sr. E. Vilhena de Moraes.

Visualizar

Governador Silvério Nery

O governador Silvério Nery, chegou a conclusão de que somente uma secretaria poderia exercer o serviço público com economia ao Estado. Então é extinta as demais secretarias e é criada a Secretaria Geral do Estado.

Visualizar

O Jornal, 23 de maio de 1965

Sobre o comunista Miguel Arraes e seus envolvimentos relacionados à Segurança Nacional durante o Regime Militar no Brasil.

Visualizar

O Jornal, 21 de setembro de 1946

” Os guardas-civis e guardas-noturnos da cidade constituem duas das classes mais desfavorecidas que existem em Manaus”. – O Jornal Comenta.

Visualizar

Instalação do Liceu Provincial

O Liceu Provincial, construído na antiga Praça 28 de Setembro, atual Praça Heliodoro Balbi, foi inaugurado a 5 de setembro de 1886.

Visualizar

Primeira Constituição do Amazonas

Eduardo Gonçalves Ribeiro, como substituto de Augusto Ximeno de Villeroy, decretou a primeira Constituição Política do Estado do Amazonas a 13 de março de 1891.

Visualizar

Anisio Jobim e suas impressões sobre salvador

Anísio Jobim em seu artigo fala sobre sua participação como representante do Amazonas na IX Reunião das Assembleias Gerais de Geografia e Estatística realizada na cidade de Salvador.

Visualizar

O Jornal, 22 de maio de 1965

Artigo sobre a internacionalização da Amazônia por parte do governo da República, à época administrado pelo presidente marechal Castelo Branco.

Visualizar

Antes rua Municipal, depois Avenida 7 de setembro

A rua Municipal, atual avenida 7 de setembro, recebeu tal denominação do Superintendente Municipal de Manaus, dr. Basílio Torreão Franco de Sá.

Visualizar

A Fábrica de cerveja ou Cervejaria Amazonense

A Fábrica de cerveja ou Cervejaria Amazonense, foi idealizada pelo engenheiro Antonino de Miranda Corrêa. Antonino trouxe da Alemanha o maquinário e dois técnicos para trabalharem na fábrica.

Visualizar

O Jornal, 21 de maio de 1965

Artigo que faz destaque a algumas cartas escritas por eleitores a alguns políticos descrevendo sobre suas dificuldades de vida.

Visualizar

Luis Alaysa Y Paz Soldan, Mi País

Anísio Jobim em seu artigo comenta sobre o livro de 490 páginas, com título “Mi Pais” escrito por Luis Alaysa Y Paz Soldan, geógrafo e historiador peruano grande conhecedor de seu país.

Visualizar

Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha

Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha escreveu o soneto Cultor das Musas, por ocasião do assassinato de uma mulher mameluca em Belém.

Visualizar

O Jornal, 20 de maio de 1965

Artigo que aborda sobre a moralização da Justiça no Brasil como principal promessa da Revolução de 1964.

Visualizar

Climatologia Médica de Hermenegildo de Campos

O livro de Hermenegildo de Campos “Climatologia Médica do Estado do Amazonas” de 1910, foi usado por Lino de Macedo para explicar sobre a enchente e vazante do rio Amazonas.

Visualizar

Uso do termo Hiléia – Selva

Anísio Jobim comenta sobre o livro do escritor Henrique Pérez Arbeláez de Bogotá e a utilização do termo Hiléia (selva) que foi utilizado pela primeira vez por Martius em 1824.

Visualizar

O Jornal, 19 de maio de 1965

Artigo sobre o inconformismos dos oficiais das três armas contra o governo federal sobre o golpe realizado no Brasil em 31 de março de 1964.

Visualizar

Associação Comercial do Amazonas-ACA

Anísio Jobim em seu artigo fala de sua admiração pela Associação Comercial do Amazonas e da dedicação da mesma em defesa e amparo da borracha para o progresso do Amazonas.

Visualizar

Pedra fundamental do Liceu Provincial

Em 25 de março de 1881, ocorreu o lançamento da pedra fundamental do edifício do Liceu Provincial, no governo do Dr. Sátiro Dias.

Visualizar

A enchente do rio Amazonas

Você sabia que “no porto de Manaus a subida das águas, de novembro a março, é devido ao represamento do Rio Negro pelo Amazonas”? E que os afluentes do rio Amazonas não enchem ao mesmo tempo como se sabe.

Visualizar

Inauguração do Hotel Amazonas

A colocação da pedra fundamental foi em 28 de abril de 1947. A inauguração do imponente edifícil do Hotel Amazonas foi em 7 de abril de 1951.

Visualizar

O Jornal, 20 de setembro de 1946

” E não temos a menor dúvida de que, ante o ato subordinativo, ele, lá com os seus botões, há de dizer como nós: Assim não!”.

Visualizar

Breve relato sobre a gripe espanhola no Amazonas

Na coluna de Júlio Uchôa, após fazer uma breve pesquisa ele traz um pouco sobre a gripe espanhola que irrompeu em Manaus no ano de 1918, quando os primeiros praças foram internados na Santa Casa.

Visualizar

O Jornal, 19 de setembro de 1946

” O Asilo de Mendicidade Dr. Thomas, como todos sabem, é uma entidade que tem atravessado as mais cruas fases […]”. – O Jornal Comenta.

Visualizar

Os escravos na Província do Amazonas

Segundo a Lei Rio Branco ou Lei do Ventre Livre, existiam no Amazonas em 7 de outubro de 1881, 175 escravos do sexo masculino e 160 do sexo feminino, perfazendo um total de 335 escravos.

Visualizar

O Jornal, 18 de setembro de 1946

” Depois de exaustivos trabalhos, o poder legislativo conseguiu, finalmente, fixar em táboa rasa a súmula dos princípios que nortearão a náu estatal […]”.

Visualizar

A Gazeta, 09 de maio de 1953

Você sabia que a Alfândega de Serpa foi criada em 25 de janeiro de 1874, sendo seu primeiro Inspetor João Antonio da Silva Egues?

Visualizar

O Jornal, 17 de setembro de 1946

” Os automóveis oficiais. – é verdade valha – destinam-se ao uso dos chefes de repartições em assuntos estritamente relacionados ao serviço”.

Visualizar

Conselho Nacional de Geografia

O Conselho Nacional de Geografia em 31 de outubro de 1952, alterou a superfície Estado do Amazonas de 1.595.818 para 1.593.281 km quadrados.

Visualizar

O Jornal, 15 de setembro de 1946

“Há o caso de um cidadão que, depois de tomar assiduamente uma série de certo produto farmacêutico, deu de perder forças e debilitar-se assustadoramente …”

Visualizar

As primeiras Comarcas do Alto Amazonas

Você sabia que as primeiras comarcas desdobradas da Comarca do Alto Amazonas, no regime monárquico, foram as do Solimões (1853) e de Parintins (1858)? Em 1873 foi criada a Comarca do Rio Negro depois a de Itacoatiara (1876), Rio Madeira (1878), Lábrea (1883) e do Alto Solimões (1884).

Visualizar

O Jornal, 14 de setembro de 1946

” Nós não devemos olhar os males do passado e sim para as possibilidades do futuro …” Sizeno Sarmento – Coluna O Jornal Comenta.

Visualizar

O Jornal, 13 de setembro de 1946

” […] estabelece serem inelegíveis para governadores os que, até 18 meses antes da eleição, houverem exercido, interinamente, a função de presidente da República”.

Visualizar

O Jornal, 12 de setembro de 1946

” Pleitearam, em novo impulso, a indenização do nosso Estado pela fração de terras perdidas, e mais uma vez o plenário […] eliminou-lhes a reivindicação”.

Visualizar

Teatro Amazonas, quanto foi gasto?

Segundo documentos oficiais : “Discordam os pesquisadores das cousas regionais, quanto ao valor real da construção do Teatro Amazonas”. Na edição do Jornal do Norte, de 27 de junho de 1906: “Tem o Estado dispendido ate 31 de dezembro de 1903, o valor de CR$ 5.170:269$871. Tal obra é exorbitante diz a reportagem.

Visualizar

O Jornal, 11 de setembro de 1946

” A mocidade estudantina do Amazonas […] irá realizar a instalação, no dia de hoje, em vários pontos da cidade, de diversas ‘bancas de queixas’ […]”.

Visualizar

Cadeira de primeiras letras da Vila de Manaus

O cidadão Joaquim Pereira da Mota foi nomeado para reger a cadeira de primeiras letras da vila de Manaus em 1841. Mota também fazia anotações anuais sobre o desenvolvimento individual de seus alunos.

Visualizar

Os gastos do Tesouro Público no Amazonas

No quadro de gastos realizado em 1906, o Teatro Amazonas e a Penitenciária, entre outros, estão na lista dos 10 maiores gastos do Tesouro Público.

Visualizar

Inauguração do Moinho Municipal

A inauguração do Moinho Municipal, aconteceu na administração de Basílio Torreão Franco de Sá, em 4 de janeiro de 1920. Importado do Rio de Janeiro na administração do superintendente Antônio Aires de Almeida Freitas, o moinho foi montado num barração de madeira, coberto de telha de zinco, no sítio Aracati.

Visualizar

1ª Exportação de borracha do Vale Amazônico

Em 1827, segundo estatísticas oficiais, foi realizada a primeira exportação de borracha do Vale Amazônico, pela então Província do Grão Pará, com a pequena quantidade de látex de 31.365 kg no valor oficial de CR$ 9.361,00.

Visualizar

A Gazeta, 11 de abril de 1953

Você sabia que “o Banco Amazonense, fundado a 17 de dezembro de 1903, em Manaus, começou a operar meses depois, com aceitação geral”?

Visualizar

Superintendente Agnello Bittencourt

Você sabia que a Escola de Comércio foi inaugurada a 22 de fevereiro de 1910, sendo Superintendente Municipal de Manaus, o professor Agnelo Bittencourt?

Visualizar

Curiosidades sobre o Relógio Municipal

Você sabia que o Relógio Municipal de Manaus, na Avenida Eduardo Ribeiro, foi erigido pelo Prefeito José Francisco de Araújo Lima. E que sua base quadrangular tem 5 metros de altura e é rodeada de pedra com moldura de cimento.

Visualizar

Construção do jardim da Praça da Constituição

O Interventor Alvaro Botelho Maia dirigiu ao Dr. Francisco Campos, então Ministro da Justiça, um memorial publicado no Diário Oficial em 1939. O superintendente coronel Adolfo Guilherme de Miranda de Lisbôa em 1906 determinou a construção da Praça da Constituição.

Visualizar

A Gazeta, 05 de maio de 1949

“Soubemos que os Cr$ 35.000,00 apresentados como saldo da verba de Cr$ 450.000,00 foram localizados com o deputado Paulo Pinto Nery.”

Visualizar

A Gazeta, 04 de maio de 1949

“Há rumores de que os soldados da Polícia, ao depredarem o Cine Politeama, estavam sob influência política.” – De Relance.

Visualizar

A Gazeta, 03 de maio de 1949

Dizem que o Governador Leopoldo Neves estaria inclinado a renunciar devido aos grandes aborrecimentos que lhe trouxe a interinidade do Menandro Tapajoz.

Visualizar

A Gazeta, 02 de maio de 1949

“O deputado Homero de Miranda Leão disse, da tribuna da Assembleia, que não deve a sua eleição a Partido e sim aos seus amigos de Maués.”

Visualizar

A Gazeta, 30 de abril de 1949

“A Crítica mentiu quando veiculou a informação a respeito da história de um recibo de Cr$ 75.000,00 por uma partida de móveis adquirida por Cr$ 60.000,00.”

Visualizar

A Gazeta, 29 de abril de 1949

“O estudante Deolindo Freitas Dantas acaba de atestar com sua recente derrota na União dos Estudantes do Amazonas, ser um fracasso na política estudantil.”

Visualizar

A Gazeta, 28 de abril de 1949

“O deputado Paulo Pinto Nery queria que nos silenciássemos sobre o caso do transporte de móveis da Assembleia, pela importância de CR$ 25.000,00.”

Visualizar

A Gazeta, 27 de abril de 1949

Um escândalo atinge a Assembleia Legislativa do Amazonas, noticiado no A Crítica, sobre a compra de móveis cujo recibo foi passado com valores aumentados.

Visualizar

A Gazeta, 26 de abril de 1949

O Banco da Borracha está fazendo alguns pagamentos, naturalmente, não há dinheiro para liquidar todas as contas que já passam de 10 milhões de cruzeiros.

Visualizar

A Gazeta, 25 de abril de 1949

O senador Alvaro Maia recebeu em conferência, no salão da Biblioteca do Palácio Monroe, o sr. Claudio Borges, líder do PSP.

Visualizar

A Gazeta, 23 de abril de 1949

Os comandos sanitários vão começar a agir nos cafés e botequins. Em seguida, visitarão os cinemas, especialmente onde impera a sujeira de verdade.

Visualizar

O Jornal, 10 de setembro de 1946

“É uma vergonha para a Prefeitura que os encarregados das obras da comuna ainda não tenham conseguido lutar contra a simples oposição de uma represa […]”.

Visualizar

A Gazeta, 22 de abril de 1949

O regresso de Cunha e Silva à Prefeitura de Boca do Acre está preocupando os amazonense pelo temor de que ali aconteça os ruins acontecimentos de Coari.

Visualizar

O Jornal, 08 de setembro de 1946

” Basta dizer que a maioria das casas de refeições, nesta capital, está cobrando seis a oito cruzeiros, no mínimo, por cada prato que vende […]”.

Visualizar

A Gazeta, 21 de abril de 1949

“Alguns deputados já começaram a se descuidar do cumprimento de seus deveres.” A De Relance afirma que as comissão não se reúnem por falta de coro.

Visualizar

O Jornal, 07 de setembro de 1946

” Em todos os quadrantes onde impera a bandeira auri-verde, comemora-se, hoje, o dia da Independência.” – O Jornal Comenta.

Visualizar

A Gazeta, 20 de abril de 1949

O comício que os dissidentes trabalhistas fizeram constituiu uma demonstração de força e prestígio dos comandados do vereador Walter Raiol.

Visualizar

O Jornal, 06 de setembro de 1946

” Vem os trabalhadores da ‘Harbour’, em Manaus, de obter uma vitória espetacular, pela qual tiveram aumentados […], os seus vencimentos mensais”

Visualizar

A Gazeta, 19 de abril de 1949

O Departamento de Educação tem feito reclamações contra as transferências, remoções e extinções de escolas, durante o governo interino de Menandro Tapajoz.

Visualizar

A Gazeta, 18 de abril de 1949

“Pouca gente sabe que a avenida Eduardo Ribeiro esteve na iminência de alagação em consequência da queda de uma tromba d’água.”

Visualizar

O Jornal, 05 de setembro de 1946

“Não é a primeira vez que a imprensa tem registrado os apelos do professor Arthur Bezerra, diretor da Escola ‘Cinco de Julho’, situada na Cachoeirinha […]”.

Visualizar

A Gazeta, 16 de abril de 1949

“O sr. Antovila conduz parte dos CR$ 200.00,00 que diz haver reunido para ‘comprar os votos dos caboclos’. Ele vem disposto pro que der e vier.”

Visualizar

A Gazeta, 14 de abril de 1949

“O governador Leopoldo Neves, diante da incapacidade administrativa do sr. Chaves Ribeiro, está tomando providências que ao prefeito de Manaus compete.”

Visualizar

O Jornal, 03 de setembro de 1946

“Se todos seguissem o que disse Vargas, deixando para a rua os assuntos de caráter vis-a-vis, então, quem sabe, a nossa Constituição seria promulgada a 7 de Setembro”.

Visualizar

A Gazeta, 13 de abril de 1949

Os funcionários do Departamento de Saúde estão com os salários atrasados há dois meses, afirma a coluna De Relance em abril de 1949.

Visualizar

A Gazeta, 12 de abril de 1949

O deputado Aureo Melo afirmou que a ala dissidente do PTBA é um partido pobre, sem elementos para distribuir o dinheiro do Estado com os clubes de futebol.

Visualizar

A Gazeta, 09 de abril de 1949

“A mentira do dia: A Caixa Econômica está facilitando empréstimos ao funcionalismo estadual…” – Coluna De Relance em abril de 1949.

Visualizar

A Gazeta, 08 de abril de 1949

A Assembleia Legislativa do Amazonas rejeitou, por unanimidade, um projeto que beneficiava o sr. Lacerda, presidente do diretório udenista de Educandos.

Visualizar

A Gazeta, 07 de abril de 1949

A coluna De Relance do Jornal A Gazeta publica em 07 de abril de 1949: “A mentira do dia: O PSP está recebendo numerosas adesões…”

Visualizar

A Gazeta, 06 de abril de 1949

A coluna destaca as conversas que tem ocorrido pela cidade em torno da propaganda do nome do desembargador André Araújo para sucessor de Leopoldo Neves.

Visualizar

A Gazeta, 05 de abril de 1949

“Afinal de contas, vereador Walter Raiol, era firma comercial ou estrebaria que ia fazer negócio no cambio negro com a farinha de trigo?” – De Relance.

Visualizar

A Gazeta, 04 de abril de 1949

Segundo a De Relance, o prefeito Chaves Ribeiro levará o governador Leopoldo Neves ao Mercado Municipal para mostrar a fileira de “ratoeiras”.

Visualizar

Assembleia Legislativa do Amazonas

“Na Assembleia Legislativa está reinando ‘a santa paz do senhor’, entre todas as bancadas […] Quanto tempo durará essa calmaria, nós não sabemos”.

Visualizar

Coluna De Relance, Antóvila Vieira

A Coluna De Relance fala sobre a atuação de Antóvila Vieira na Câmara Federal. Sua atuação à frente da Prefeitura de Manaus deixou muito a desejar na questão financeira. Em conversas, é quase certa a não renovação de seu mandato.

Visualizar

A Gazeta, 31 de março de 1949

O governador Leopoldo Neves está preocupado com a situação financeira do Estado do Amazonas e os fornecedores também estão, afirma a coluna De Relance.

Visualizar

A Gazeta, 30 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada em 1949 no A Gazeta, levando informações e críticas sobre a sociedade amazonense e nossos representantes políticos.

Visualizar

A Gazeta, 29 de março de 1949

“A cidade está tão suja, tão suja que, qualquer dia, o prefeito escorrega numa casca de banana e cai…” – M. J. Antunes sobre a falta de limpeza em Manaus.

Visualizar

A Gazeta, 28 de março de 1949

O jornalista Pedro Cordeiro de Melo, em suas viagens ao Amazonas, dizem, faz sempre boa colheita nos cofres do Tesouro Estadual.

Visualizar

A Gazeta, 26 de março de 1949

João Conrado teria escrito à jornais desmascarando a “invencionice do eixo Eirunepé – Barcelos, já conhecida como história de ‘cobra grande'”.

Visualizar

A Gazeta, 25 de março de 1949

“O senador Severiano Nunes persiste em querer convencer o deputado Almeron Caminha de que o deputado Josué Cláudio de Souza não está com a verdade.”

Visualizar

A Gazeta, 24 de março de 1949

Aderson Menezes, prometeu falar, na Assembleia, acerca da posição de outro deputado, Vicente Mendonça Junior, que ora fala por um partido e ora pelo outro.

Visualizar

O Jornal, 31 de agosto de 1946

” É justo, portanto, que também eles tenham a vantagem decorrente das horas livres, amenizadoras das atribuições quotidianas”.

Visualizar

O Jornal, 30 de agosto de 1946

“As notícias acerca das atividades iniciais do sr. Sizeno Sarmento, aliás, são as primeiras demonstrações desse objetivo, e o fato nos causa grande satisfação.”

Visualizar

O Jornal, 27 de setembro de 1949

M. J. Antunes, em conjunto com o cronista Josué Claudio de Souza, fazem um apelo para comprar passagens para o tratamento de saúde de um menino doente.

Visualizar

O Jornal, 29 de agosto de 1946

” […] tudo faz crer que o combate entre guaporinos e amazonenses venha a se constituir um dos memoráveis pleitos do atletismo que se tem realizado por aqui.”

Visualizar

O Jornal, 23 de maio de 1948

Sobre a construção do hospital para tuberculosos no bairro Cachoeirinha, o colunista se diz contra desabrigar várias famílias pobres que moram no local.

Visualizar

O Jornal, 28 de agosto de 1946

” Apelamos mesmo para as pessoas que possam edificar moradias, em Manaus, a que façam, quando tenham necessidade de melhores condições de habitação […]”.

Visualizar

O Jornal, 20 de maio de 1948

Está em foco a discussão, na Câmara Municipal de Manaus, sobre o caso da localização do futuro hospital para tuberculosos.

Visualizar

O Jornal, 08 de fevereiro de 1948

O Interventor Álvaro Maia fez um decreto que cria o serviço de assistência médica e farmacêutica gratuita às pessoas carentes de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 27 de agosto de 1946

” O governo amazonense e, em particular, a Diretoria da Fazenda Pública, precisam voltar as suas vistas para o Posto de Fiscalização do nosso Estado […]”.

Visualizar

O Jornal, 26 de dezembro de 1947

Manaus já dispõe de um serviço de transporte regular e M. J. Antunes enaltece o sr. Xenofonte Antoni, “esforçado Inspetor do Tráfego Público” em Manaus.

Visualizar

O Jornal, 21 de dezembro de 1947

Oscar Carneiro fez sérias censuras, na Câmara Federal, ao fato do vice-presidente daquela casa haver utilizado o carro do Parlamento em serviços estranhos.

Visualizar

O Jornal, 24 de agosto de 1946

“Não é mais possível iludir a gravidade da situação mundial, diante do que vem acontecendo entre os 600 milhões de chineses […]”.

Visualizar

O Jornal, 23 de agosto de 1946

” Há, seguramente, mais de um mês que foi encaminhado pela Cooperativa dos Bancários um requerimento à Junta Comercial do Estado […]”.

Visualizar

O Jornal, 21 de novembro de 1947

Houve eleições para vereadores em Manaus e o colunista M. J. Antunes afirma que os manauaras deixaram de comparecer em diversas seções eleitorais.

Visualizar

O Jornal, 20 de setembro de 1947

M. J. Antunes fala de uma menina de 3 anos que está com cancro em um dos olhos e a falta de recursos não permite que ela seja operada na capital do país.

Visualizar

O Jornal, 27 de maio de 1947

O colunista fala da discussão que a Assembleia Estadual do Amazonas tem travado a respeito da forma que deve embarcar a juta.

Visualizar

O Jornal, 22 de agosto de 1946

“As orquestras que se vem fazendo ouvir nos salões dos nossos melhores clubes recreativos justificam, à sociedade, essa expressão paradoxal: entusiasmo morto”.

Visualizar

O Jornal, 14 de março de 1947

Moradores do bairro Constantinópolis reclamam da tarifa que tem sido cobrada pela passagem nas pequenas embarcações que levam as pessoas à cidade.

Visualizar

O Jornal, 04 de março de 1947

M. J. Antunes visitou o “Educandário Gustavo Capanema, onde se encontram os filhos dos hansenianos […] umas das admiráveis obras de assistência social.”

Visualizar

O Jornal, 21 de agosto de 1946

” E ainda: Por que só agora os poderes encaram de frente esse complexo problema, que tantos males já tem causado à Nação?”

Visualizar

O Jornal, 26 de janeiro de 1947

“Achamos plausível que seja tomada uma atitude para que se obtenha um menor índice de prostituição, dentro, porém, de normas objetivas e não draconianas.”

Visualizar

O Jornal, 20 de agosto de 1946

” É oportuno relembrar esse formidável trabalho, de paciência e de pesquisa, justamente quando uma nova paz, […] está sendo trabalhada na ‘Cidade Luz’.”

Visualizar

O Jornal, 18 de agosto de 1946

” Quem frequenta restaurantes e cafés de Manaus é testemunha da ausência completa do asseio que predomina nesse ambiente”.

Visualizar

O Jornal, 08 de setembro de 1946

“Marchei, mocidade, para a luta que vindes de declarar aos açambarcadores, aos detentores do cambio negro.” – M. J. Antunes em sua coluna em O Jornal.

Visualizar

Os vencimentos dos magistrados do Estado

Anisio Jobim em seu artigo apoia o aumento dos vencimentos dos magistrados do Estado, uma vez que o custo de vida está muito elevado.

Visualizar

A subida do rio Maú, de Anisio Jobim

“Ofereceu-se ocasião de ir ao Rio Maú, subir a sua corrente, enfrentar as suas cachoeiras, os rápidos que naquele rio são temerosos”

Visualizar

Os 32 anos de fundação do IGHA

Criado pelo dr. Pedro de Alcântara Bacelar, uma das mais antigas instituições culturais do Estado, o Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas, completa 32 anos de fundação. em 1949.

Visualizar

Homenagem a Huascar de Figueiredo

Anisio Jobim homenageia João Huascar de Figueiredo, confrade da Academia Amazonense de Letras que havia falecido há pouco tempo.

Visualizar

O naturalista Alfred Russel Wallace

Segundo Anisio Jobim, o filósofo e naturalista Alfred Russel Wallace saiu da fria Inglaterra em busca das paisagens do Amazonas, chegando ao Pará em 1848.

Visualizar

Adriano Jorge, artigo de Anisio Jobim

“O sr. Adriano Jorge é uma das figuras de mais acentuado relevo no meio cultural amazonense.” – Trecho do artigo de Anisio Jobim.

Visualizar

Aspectos de São Paulo de Olivença

“São Paulo (de Olivença) derivou da antiga povoação de São Paulo dos Cambebas, assim chamada por haver em outros tempos índios Cambebas.”

Visualizar

O dia do Centenário – 24 de outubro de 1948

Texto de Anisio Jobim “A alma amazônica rejubila-se no dia de hoje […] data do centenário da elevação de sua capital à categoria de cidade.”

Visualizar

Elevação de Manaus à categoria de cidade

Anísio Jobim faz homenagem ao Centenário da “elevação da antiga Vila de Manaus à categoria de cidade, pela Lei 145 de 24 de outubro de 1848.

Visualizar

O Jornal, 18 de maio de 1965

“[…] muitos milhões de brasileiros que aplaudiram, às primeiras horas, a revolução de 31 de março, estão com ela desencantados, desiludidos mesmo.”

Visualizar

O Jornal, 16 de maio de 1965

[…] a Fundação Getúlio Vargas informava que o custo da vida, em todo o país, aumentara pela elevação constante dos preços dos gêneros e serviços básicos.

Visualizar

O Jornal, 15 de maio de 1965

A notícia sobre a internacionalização da Amazônia voltou aos jornais. “O célebre problema da hiléria, tão combatido no Congresso Nacional […]”

Visualizar

O Jornal, 14 de maio de 1965

“Parece que o Ministro da Justiça, senhor Milton Campos, não está afinando bem, há bastante tempo, com o alto comando revolucionário […]”

Visualizar

O Jornal, 24 de julho de 1946

“A notícia que um matutino publicou, sob título ‘Constituída, em São Paulo, a Companhia Brasileira de Fiação’, merece um reparo, ligeiro comentário […]”

Visualizar

A Gazeta, 27 de junho de 1959

“O deputado Almino Afonso está em franca atividade política, ajudado pelo sr. Arlindo Porto, líder da maioria no Palácio Ruy Barbosa.”

Visualizar

A Gazeta, 26 de junho de 1959

“O senador Cunha Melo está em Manaus recebendo as homenagens que merece pela dedicação dispensada aos problemas do Amazonas.”

Visualizar

A Gazeta, 25 de junho de 1959

“O deputado Isaac Sabbá, nos próximos dias, viajará rumo ao município de Tefé, para incentivar o movimento pró eleição do sr. Orlando Marinho.”

Visualizar

A Gazeta, 23 de junho de 1959

“No Careiro, os trabalhistas segue a orientação dos srs. Alfredo Campos, Francisco Queiroz e Almir Diniz de Carvalho, e continuam em franca atividade […]”

Visualizar

A Gazeta, 22 de junho de 1959

M. J. Antunes comentava em sua coluna no A Gazeta sobre os assuntos políticos e a atuação dos representantes amazonenses no âmbito regional e nacional.

Visualizar

A Gazeta, 20 de junho de 1959

Nos meios políticos, dividem-se as opiniões sobre a realização ou não de eleições nos municípios criados em dezembro de 1955.

Visualizar

A Gazeta, 23 de março de 1949

O Diretório Estadual do PTB expulsou das fileiras dessa agremiação os deputados Aristophano Antony, Plínio Coelho, Aureo Melo e Nobre da Silva.

Visualizar

A Gazeta, 22 de março de 1949

“Onde estão sendo feitas as reuniões políticas que se verificavam nos Palácios Rio Negro e Rio Branco, durante a ausência do governador Leopoldo Neves?”

Visualizar

A Gazeta, 21 de março de 1949

O deputado Almeron Caminha, quando integrava as hostes severianistas, era considerado o chefe político de maior prestígio no interior do Amazonas.

Visualizar

A Gazeta, 19 de março de 1949

O deputado Vicente de Mendonça Júnior andou preocupado com a sua posição político-partidária, não resolvida durante a vinda do sr. Severiano Nunes a Manaus.

Visualizar

A Gazeta, 18 de março de 1949

O deputado Vivaldo Palma Lima pretende, no próximo pleito, candidatar-se a Assembleia do Amazonas. Deixando sua vaga na Câmara Federal para o seu filho.

Visualizar

A Gazeta, 17 de março de 1949

O novo presidente da Assembleia do Amazonas, deputado Negreiros Ferreira, está disposto a acabar com várias regalias dos colegas.

Visualizar

O Jornal, 16 de julho de 1946

O colunista visitou a “Colônia Antônio Aleixo”, dirigida pelo Dr. João de Paula Gonçalves, onde se encontravam 300 pessoas doentes de lepra.

Visualizar

O Jornal, 05 de julho de 1946

A empresa The Tramways of Manaus fornecia energia elétrica, mas seus serviços foram pauta de várias reclamações por parte do colunista M. J. Antunes.

Visualizar

O Jornal, 03 de julho de 1946

“Não temos expressões para qualificar a pasmaceira do nosso governo ante a atitude cínica e revoltante com que vem a Manaus Tramways encarando os serviços que lhe são confiados.”

Visualizar

O Jornal, 23 de maio de 1946

O colunista M. J. Antunes questiona a respeito das medidas práticas que o governo estaria buscando para combater a crise que assolava o Amazonas e o país.

Visualizar

O Jornal, 21 de maio de 1946

“[…] Há certos problemas confiados à Prefeitura que, muito ao invés, de serem melhorados estão, dia a dia, piorando e piorando assustadoramente.”

Visualizar

O Jornal, 17 de agosto de 1946

“A liberdade de imprensa, como todas as demais liberdade individuais não somente compreende direitos, mas deveres.” – O Jornal Comenta.

Visualizar

O Jornal, 08 de agosto de 1946

“[…] Visto do outro ângulo, e encarando a possibilidade de uma fusão de udenistas e trabalhistas, como estava sendo esperado.”

Visualizar

O Jornal, 07 de agosto de 1946

“O dr. presidente da República assinou, ontem, o decreto que deu um substituto ao dr. Júlio Nery, na Interventoria Federal do Amazonas.”

Visualizar

O Jornal, 06 de agosto de 1946

Confira a coluna O Jornal Comenta, publicada em O Jornal, e leia tudo sobre os assuntos que são destaque na política amazonense.

Visualizar

O Jornal, 04 de agosto de 1946

“Jamais tivemos a menor sombra de dúvida sobre o resultado das conversações tendentes a formar uma poderosa coalizão […]” – Coalizão Fracassada.

Visualizar

O Jornal, 03 de agosto de 1946

“Já está se tornando monótono, à força cotidianamente repetido, esse vai-não-vai a que tem sido submetida a candidatura do sr. Rui Araújo.”

Visualizar

O Jornal, 02 de agosto de 1946

Foi destaque o discurso de Milton Lessa Marinho em Parintins por ocasião das festividades receptivas ao interventor Júlio Nery.

Visualizar

O Jornal, 1º de agosto de 1946

A coluna publica sobre o telegrama passado pelo Diretório Regional da UDNA ao deputado Severiano Nunes, representante do nosso Estado na Constituinte.

Visualizar

O Jornal, 02 de novembro de 1945

Leia a a coluna Gazetilhas que abordava assuntos políticos, sociais e econômicos que embalavam a sociedade amazonense de 1945.

Visualizar

O Jornal, 01 de novembro de 1945

As notícias que chegam à Capital é de que o capitão Ene Garcez dos Reis pediu demissão do cargo de governador do Rio Branco.

Visualizar

O Jornal, 31 de outubro de 1945

A Sociedade Amazonense de Assistência aos Lázaros e Defesa Contra a Lepra recebeu do Dr. Menandro Tapajós a quantia de Cr$ 200,00.

Visualizar

O Jornal, 30 de outubro de 1945

Em homenagem ao Dia do Caixeiro, o Diretório dos Estudantes da Escola Técnica de Comércio Solon de Lucena inaugurarão a sua biblioteca Agnello Bittencourt.

Visualizar

O Jornal, 28 de outubro de 1945

Foi instalado, à avenida Eduardo Ribeiro, o Partido de Representação Popular que empossou a diretoria estadual provisória.

Visualizar

O Jornal, 27 de outubro de 1945

Nova Constituição do Amazonas, outorgada por Álvaro Maia, estabelece que 34 deputados representarão o Estado com subsídio mensal de Cr$ 5,000,00.

Visualizar

O Jornal, 26 de outubro de 1945

A coluna Gazetilhas informa que a Nova Constituição do Estado do Amazonas será publicada no Diário Oficial da edição de amanhã (27.10.1945).

Visualizar

O Jornal, 25 de outubro de 1945

O pagamento de salários aos estivadores do porto, pela agência local do Llouyd Brasileiro, estava agitando a imprensa manauara em 1945.

Visualizar

O Jornal, 24 de outubro de 1945

A Comissão Municipal de Preços tabelou em Cr$ 188,00 o preço do açúcar, chegado a Manaus em outubro de 1945. Coluna Gazetilhas publicada em O Jornal.

Visualizar

A Gazeta, 19 de junho de 1959

“Em Tefé, são amplas as possibilidades de vitória do candidato trabalhista à Prefeitura, sr. Orlando Marinho. Dificilmente a oposição lançará candidato.”

Visualizar

A Gazeta, 18 de junho de 1959

“Suplente de deputado (com assento na Assembleia) não deveria receber subsídios quando licenciado. Assim não é possível.”

Visualizar

A Gazeta, 16 de junho de 1959

“O PSD de Manaus está em situação bem difícil para formar a sua chapa de candidatos à Câmara de Vereadores.” – Coluna Instantâneos Políticos.

Visualizar

O Jornal, 13 de maio de 1965

“Verdade seja dita que a tolerância dos chefes revolucionários tem sido demasiada com os adversários intransigentes do movimento de 31 de março […]”

Visualizar

O Jornal, 12 de maio de 1965

Leia a coluna de Aristóphano Antony para O Jornal em 1955. O articulista fala sobre a política amazonense e denuncia os problemas enfrentado pela população.

Visualizar

O Jornal, 11 de maio de 1965

“Permanecem o comércio e a indústria em sentido de alerta. O povo vive numa inquietação constante […]” – Aristóphano Antony.

Visualizar

O Jornal, 09 de maio de 1965

Enganaram-se os que pensaram que o afastamento do comandante Gilberto Ferraz da Capitania dos Portos paralisaria a extinção da Cidade Flutuante.

Visualizar

O Jornal, 08 de maio de 1965

“Confirmando a sua predisposição anti-revolucionária o Supremo Tribunal Federal mandou por em liberdade o Padre Alípio Freitas, agitador comunista […]”

Visualizar

Santa Casa de Misericórdia

No governo de Efigenio de Sales, a entrada da Santa Casa de Misericórdia que ficava na rua José Clemente, foi mudada para a rua 10 de Julho.

Visualizar

Grande agitação popular

Ocorreu uma agitação popular na cidade, por causa da subida da canhoneira norte-americana “Wilmington” no rio Amazonas, sem licença prévia. A canhoneira iria seguir para a cidade de Iquitos, no Peru. Por causa dessa atitude, à noite, um grupo de anônimos atacaram o consulado americano localizado na avenida Eduardo Ribeiro.

Visualizar

Superintendência da Defesa da Borracha

O distrito de fiscalização da Superintendência de Defesa da Borracha, sediado em Manaus, era localizado na estrada Epaminondas nº 13. Em seu quadro de pessoal haviam engenheiros civis e auxiliares técnicos.

Visualizar

O naufrágio do vapor Pais de Carvalho

Em 22 de março de 1926, ocorreu o cinistro e naufrágio do vapor Pais de Carvalho, da frota da Amazon River, comandado pelo piloto João de Deus Cabral dos Anjos.

Visualizar

Doutor Àlvaro Botelho Maia

Em 19 de março de 1926, Àlvaro Botelho Maia foi nomeado professor catedrático de Instrução Moral e Cívia no Ginásio Amazonense Pedro II.

Visualizar

Academia Amazonense de Letras

Situado no flanco esquerdo do Instituto Benjamin Constant à praça Antonio Bittencourt, canto da rua Tapajós, o prédio da Academia Amazonense de Letras foi doado, em caráter definitivo, de conformidade com o Ato n. 3.708, de 5 de junho de 1934.

Visualizar

Os Hotéis de Manaus em 1898

Na obra de Lino de Machado, “Amazônia”, foi publicado os nomes dos hotéis que haviam em Manaus por volta de 1898. A lista contem 14 nomes com seus endereços, são eles: Internacional e do Porto, Duas Nações, Cassino, do Comércio, Familiar e de França, Cercle, Central, Cova da Onça, Artistas, Dois Amigos, Francês e Estrela do Norte.

Visualizar

Os visitantes na Chácara o Pensador

Segundo um reporter da época, dia 15 de outubro de 1900, após saberem da morte de Eduardo Ribeiro, muito nomes ilustres estiveram na chácara. Entre eles: Afonso de Carvalho, Raul Azevedo, coronel Leonardo Malcher, doutor Plácido Serrano entre outros.

Visualizar

Prefeito Antonio Botelho Maia

Na Administração do prefeito Antonio Botelho Maia, foi construído a Praça Oswaldo cruz, o Aviaquário Municipal, destinado a coleta, classificação e manutenção de espécies amazônicas.

Visualizar

A Gazeta, 16 de março de 1949

Os deputados Menandro Tapajós e Carlos Melo, ex-governadores interinos, e Abdul Sá Peixoto, ex-líder da maioria, foram eleitos suplentes do secretário.

Visualizar

A Gazeta, 14 de março de 1949

A De Relance felicitou o novo presidente da Assembléia, Negreiros Ferreira, e pediu que o deputado adotasse o sistema de economia do dr. Leopoldo Neves.

Visualizar

A Gazeta, 12 de março de 1949

O Governador Ademar de Barros, segundo a imprensa matutina, entende que o país é um grande estabelecimento comercial e está precisando de um grande gerente.

Visualizar

O Jornal, 21 de outubro de 1945

O desembargador Sadoc Pereira foi promovido a membro do Tribunal de Apelação do Estado e seus amigos e admiradores vão lhe prestar uma homenagem.

Visualizar

O Jornal, 20 de outubro de 1945

A inauguração do Stand de Tiro Olavo Bilac, cujas obras estão em vias de conclusão, será no dia 16 de dezembro de 1945, afirma a coluna Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 19 de outubro de 1945

O padre Pena, vigário de Humaitá, comunicou ao sr. Interventor Federal que teve início os trabalhos de construção do prédio do Patronato daquela cidade.

Visualizar

Tefé, uma das mais antigas cidades do Amazonas

Anisio Jobim, desembargador, presidente do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas -IGHA- escreve um breve histórico da cidade de Tefé.

Visualizar

O poeta Ramayana de Chevallier

“Um dia, levado pela sua fantasia de poeta, com toques românticos, Ramayana de Chevalier, atirava à publicidade um livro”: No circo sem teto da Amazônia, obra do escritor Ramayana de Chevalier, o autor expoe em suas páginas um estranho refletor da vida amazônica.

Visualizar

Adolfo Ducke, pequeno histórico

De acordo com Anisio Jobim, o sr. Adolfo Ducke “firmou o seu nome de egrégio naturalista com os estudos e pesquisas que empreendeu.”

Visualizar

Nilo de Vasconcelos, artigo de Anisio Jobim

Anisio Jobim faz homenagem ao Dr. Nilo Carneiro Leão de Vasconcelos, diretor e redator-chefe da Revista de Crítica Judiciária, falecido no Rio de Janeiro.

Visualizar

1ª Expedição ao Amazonas, Gonçalo Pizarro

“Todos conhecem mais ou menos as expedições que desceram o Amazonas, de oeste para este. A primeira foi comandada por Gonçalo Pizarro, irmão de Francisco Pizarro, conquistador do Perú.

Visualizar

Sá Peixoto, de Anisio Jobim

Homenagem de Anisio Jobim, ao desembargador Antonio Gonçalves Pereira de Sá Peixoto, que foi Parlamentar, jurista e depois magistrado.

Visualizar

O Rio Branco, texto de Anisio Jobim

O Rio Branco foi senhoriado há séculos pelos portugueses que firmaram posse imemorial e o exploraram. Foi teatro de muitas tropas de resgates que o percorriam a procura de cativar os indios e ficar com as drogas do sertão.

Visualizar

Manacapuru, e os indios Muras

Em janeiro de 1911, com recomendação de amigos, Anisio Jobim embarcou para Manacapuru, onde ia exercer o cargo de Juiz Municipal de Termo.

Visualizar

Anisio Jobim fala sobre o cel. Temistocles Brasil

Anisio Jobim fala sobre o Coronel Temistocles Brasil que empenhou trabalhos de demarcação das nossas fronteiras com a República da Colômbia.

Visualizar

A Gazeta, 11 de março de 1949

Coluna De Relance publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre os transtornos enfrentados pelos alunos do Colégio Estadual pela exigência de fardamento para assistir as aulas.

Visualizar

A Gazeta, 10 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre uma característica do Estado no que se refere à educação escolar.

Visualizar

A Gazeta, 09 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre a reunião da UDN, onde foi discutida a eleição do novo presidente da mesa da Assembleia.

Visualizar

A Gazeta, 08 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre a novidade política do dia, que o deputado Aristóphano Antony ingressou nos quadros do Partido da União Democrática Nacional.

Visualizar

A Gazeta, 07 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre a tensão que toma conta dos udenistas e pessedistas em torno da eleição da mesa da Assembleia Legislativa no próximo dia 15.

Visualizar

A Gazeta, 05 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre a possível reeleição do dr. Leopoldo Neves ao governo do Estado do Amazonas.

Visualizar

A Gazeta, 04 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comentou sobre a possível nomeação à Procurador Fiscal da Fazenda Pública o dr. Abdul Saiol de Sá Peixoto.

Visualizar

A Gazeta, 03 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta comenta sobre a dívida que a Assembleia Legislativa do Estado deve na praça de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 19 de maio de 1946

O panorama político do Estado vem sendo agitado desde que o ministro Carlos Luz resolveu nomear Leopoldo Tavares para 3ª cadeira de senador pelo Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 18 de maio de 1946

As criações de cargos e de organizações “dá-nos a impressão de que o erário público amazonense está nadando em ouro” – M. J. Antunes.

Visualizar

A Gazeta, 02 de março de 1949

Coluna De Relance, publicada no Jornal A Gazeta cita a situação precária em que é realizado o pagamento, ao relento, dos operários do Serviço Rodoviário.

Visualizar

O Jornal, 18 de abril de 1946

A “semana inglesa” será instituída a partir do dia 1º de maio após entendimento entre o Sindicato dos Empregados do Comércio de Manaus e outros órgãos.

Visualizar

A Gazeta, 15 de junho de 1959

Destaque para as notícias da política nacional, do primeiro contato da União Democrática Nacional – UDN com Jânio Quadros, onde foi tratado assuntos relacionados à Reforma Agrária e a Petrobrás.

Visualizar

A Gazeta, 13 de junho de 1959

Os partidos UDN e PDC “desapareceram” no baixo Amazonas, perderam sua expressividade política em cidades como Itacoatiara, Itapiranga, Silves, Barreirinha, Maués, Parintins e Nhamundá para as eleições em outubro de 1959.

Visualizar

A Gazeta, 11 de junho de 1959

Sobre o cancelamento do alistamento eleitoral no Amazonas para as eleições municipais de 1959. Os mesmos eleitores que participaram da última eleição em 1954 e elegeram Gilberto Mestrinho, participariam do novo pleito. Vale lembrar que, o alistamento de novos eleitores modificaria alguns resultados “certos” nas urnas.

Visualizar

A Gazeta, 10 de junho de 1959

Viagem programada do governador do Amazonas,Gilberto Mestrinho, ao interior foi marcada com intuito de conhecer as reivindicações das populações mais humildes de alguns municípios amazonenses.

Visualizar

A Gazeta, 09 de junho de 1959

Panorama sobre as eleições municipais em alguns municípios do interior do Amazonas e o apoio dos partidos políticos em algumas candidaturas.

Visualizar

O Jornal, 07 de abril de 1946

O colunista M. J. Antunes fala do mal abastecimento de energia no Amazonas por parte da empresa estrangeira Manaus Tramways.

Visualizar

O Jornal, 05 de abril de 1946

A imprensa manauara noticia as reuniões na capital da República para assentamento de bases para salvação da borracha e da Amazônia.

Visualizar

A Gazeta, 08 de junho de 1959

Destaque para a posse do novo prefeito do município de Nova Olinda, interior do Amazonas, que contou com a presença, não tão esperada, do deputado estadual Roberto Jansen (UDN).

Visualizar

O Jornal, 04 de abril de 1946

O colunista afirma que o mercado negro prossegue “sua marcha tenebrosa” sem que o governo observe isso. E afirma que eles são os sres. feudais do comércio.

Visualizar

O Jornal, 02 de abril de 1946

A Manaus Tramways vai instituir a cobrança dos passageiros, nos bondes grandes, por dois condutores, dividindo o bondo ao meio por uma faixa branca pintada.

Visualizar

O Jornal, 17 de março de 1946

M. J. Antunes publica um abaixo assinado dos moradores da rua Carvalho Leal no bairro da Cachoeirinha sobre o abastecimento de água área.

Visualizar

A Gazeta, 06 de junho de 1959

Sobre a situação política em Lábrea, interior do Amazonas, para as eleições naquele município em 1959, ao que tudo indicava o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) perderia a eleição.

Visualizar

O Jornal, 15 de março de 1946

Está em cogitação, por parte da Interventoria Federal, a criação de um Conselho Técnico, com a finalidade de estudar os assuntos de interesse coletivo.

Visualizar

A Gazeta, 05 de junho de 1959

Destaque para as viagens realizadas pelo sr. Arlindo Porto aos interiores do Estado do Amazonas com intuito de se aproximar dos habitantes ribeirinhos, eleitores que, o levariam ao Congresso Nacional Brasileiro nas próximas eleições daquele ano.

Visualizar

O Jornal, 12 de março de 1946

O balneário do Parque 10 foi construído com o dinheiro do povo. Nestas condições, não está certo que o Prefeito ceda-o com exclusividade para alguém.

Visualizar

O Jornal, 1º de março de 1946

Júlio Nery nomeou o dr. Deodoro Freire, engenheiro eletrotécnico, “para fiscal do governo junto à poderosa empresa britânica ‘The Manaus Tramways'”.

Visualizar

Voo experimental do hidroplano nº 41

Na coluna de Júlio Uchôa, é falado sobre o voo experimental realizado pelo piloto Fileto Santos do Hidroplano nº 41, modelo 9 tipo Curtiss.

Visualizar

Primeiro vigário geral do Rio Negro

O primeiro Vigário Geral da Comarca do Rio Negro, foi o padre dr. José Monteiro de Noronha, cuja posse se verificou a 2 de maio de 1758. Monteiro escreveu, Roteiro da viagem do Pará, até as últimas colonias do sertão da província.

Visualizar

Na Coluna de Júlio Uchôa: A educação no Amazonas

Em 1860, haviam 525 alunos matriculados nas escolas particulares e públicas. As mais frequentadas eram: a de Vila Bela (Parintins), Serpa, Maués, Borba, Coari, Tefé, São Paulo de Olivença, e as da capital.

Visualizar

Os jardins da Igreja Matriz

Em 28 de outubro de 1901, o Superintendente Arthur Cesar Moreira de Araújo declarou inaugurado os jardins que circundam a Igreja Matriz.

Visualizar

O Jornal, 18 de outubro de 1945

Desembargador André Vidal de Araújo, presidente da Cruz Vermelha Brasileira no Amazonas, divulgou ao jornal que a entidade mandaria construir casas no bairro de Constantinópolis (atual Educandos) em Manaus destinadas às vítimas do grande incêndio ocorrido naquele bairro, em 1945.

Visualizar

O cinematógrafo em Manaus

A sensação de Manaus em 1904, foi o cinematógrafo. A tela foi montada no camarote do governador, no Teatro Amazonas, pela empresa E. Hervet. Ao término da passagem de uma fita o público ovacionava.

Visualizar

Farol de pedra no Puraquequara

“A construção de um farol nas pedras de Puraquequara foi autorizada por lei n. 387 de 12 de dezembro de 1902”.

Visualizar

Eduardo Gonçalves Ribeiro, laudo médico

“Circunstâncias um tanto misteriosas” mostra o levantamento cadavérico realizado no corpo de Eduardo Gonçalves Ribeiro no dia de sua morte, em 14 de outubro de 1900. Júlio Uchôa descreve como o corpo do Pensador foi encontrado.

Visualizar

Hotel Amazonas, pedra fundamental

Você sabia que “o lançamento da pedra fundamental do suntuoso Hotel Amazonas foi efetuado a 28 de abril de 1947, sendo inaugurado a 7 de abril de 1951”?.

Visualizar

Colégio Estadual Amazonense

O Ginásio Amazonense foi criado a 13 de outubro de 1893, em substituição ao Instituto Normal Superior Ginásio Amazonense Pedro II. Depois passou a ser chamado de outros nomes até receber o nome de Colégio Estadual Amazonense, em 19 de abril de 1943 por ordem ao Decreto Lei Federal, 4.244 de 9 de abril de 1942.

Visualizar

Legião Brasileira de Assistência

A Comissão Estadual da Legião Brasileira de Assistência foi fundada no Palácio do Governo, a 12 de setembro de 1942, em sessão solene. A senhora Helena Cidade de Araújo, assumiu a direção da entidade.

Visualizar

Alexandre Rodrigues Ferreira

O médico e naturalista baiano, Alexandre Rodrigues Ferreira, chefiou a primeira brasileira no Pará, Mato Grosso e Amazonas, de 1883 a 1893.

Visualizar

A Gazeta, 10 de janeiro de 1953

Você sabia que “o grande trágico italiano Giovanni Emanuel, de renome internacional, representou no Teatro Amazonas, a 13 de maio de 1899, o drama KEAN”?

Visualizar

A primeira Companhia no Teatro Amazonas

A primeira Companhia Dramática Nacional a trabalhar no Teatro Amazonas, em 1899, foi a do ator Braga Dias junto com a atriz Adelaide Coutinho.

Visualizar

O Jornal do Commercio e os Diários Associados

O Jornal do Comércio, fundado pelo dr. Rocha dos Santos em 02 de janeiro de 1904, passando mais tarde, a propriedade e direção do dr. Vicente Torres da Silva Reis, foi incorporado aos “Diários Associados” a 01 de fevereiro de 1943.

Visualizar

O Jornal, 16 de outubro de 1945

Em destaque, a renúncia do sr. Waldemar Pinheiro de Sousa da presidência da Associação Comercial do Amazonas – ACA, em seu lugar, assumiu o dr. Álvaro Bandeira de Melo.

Visualizar

O Jornal, 14 de outubro de 1945

Sobre o alistamento de 254 eleitores no município de Manacapuru, no interior do Amazonas. O juiz eleitoral da 6ª Zona, dr. Teodoro Gonçalves Neto, responsável pelo alistamento, expôs as dificuldades de se realizar esse tipo de serviço na região devido à distância e muitos eleitores provir em canoas dos confins do município.

Visualizar

O Jornal, 12 de outubro de 1945

Proprietário da loja “Chico Preto”, situada na Avenida Sete de Setembro em Manaus, é ameaçado por colocar em sua vitrine um retrato do brigadeiro Eduardo Gomes, caso o retrato não fosse retirado dali, o estabelecimento seria invadido.

Visualizar

O Jornal, 31 de julho de 1946

Sobre a modernização dos eletrodomésticos, os chamados “artigos de luxo” pelos quais podia-se usufruir na década de 40 e o elevado preço pago pela população manauara nas contas de energia. Uma crítica de se “ter” e não poder usar.

Visualizar

O Jornal, 30 de julho de 1946

Crítica sobre o descaso de alguns políticos regionais e nacionais e sua indiferença para com os interesses do povo. Interessante crítica feita na década de 40 sobre o cenário político brasileiro.

Visualizar

O Jornal, 26 de julho de 1946

Desabafo sobre os ataques que ocorreram da parte de alguns constituintes sobre o Amazonas. O artigo faz a defesa do estado que, através da economia da borracha, ajudou o país a armar os patrícios para lutarem nos campos de batalha na Europa e, ainda, o auxílio econômico proporcionado pelo látex à cidade de Volta Redonda e a Argentina. O Jornal defendeu o Estado e enalteceu sua importância nas grandes questões nacionais.

Visualizar

O Jornal, 25 de julho de 1946

Matéria sobre a questão do uso e posse de terras no Amazonas. A ocupação por amazonenses e pessoas vindas de outras regiões que dedicaram sua permanência tirando as vantagens e desfavores da mesma. Aborda ainda, o aumento das taxas portuárias na cidade dada pelo ministro da Viação.

Visualizar

O Jornal, 07 de maio de 1965

O colunista fala sobre a Cidade Flutuante “que tanto desfibrava o porto de Manaus, estendendo-se pelos igarapés que serpenteiam pelo centro citadino”.

Visualizar

O Jornal, 06 de maio de 1965

Destaque da Coluna de Aristóphano Antony para a entrevista que o marechal reformado Henrique Dufles Teixeira Lott concedeu ao “Correio da Manhã”.

Visualizar

O Jornal, 24 de julho de 1946

Artigo sobre os bastidores das eleições para o governo do Estado do Amazonas e, a indicação do nome do dr. Rui Araújo pelo PSD e do dr. Leopoldo Amorim da Silva Neves pelo PTB. Aborda ainda, as obras de construção da Casa do Jornalista, vistoriada pelo presidente da Associação Amazonense de Imprensa o jornalista Aristophano Antony.

Visualizar

O Jornal, 05 de maio de 1965

A revolução de 31/03/1964 teria sido feita pelos tenentes, capitães e majores, que estão mais próximos dos “inferiores”, e não pelos generais e coronéis?

Visualizar

O Jornal, 04 de maio de 1965

Nesta coluna: a entrevista concedida pelo Ministro da Guerra e a libertação do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, concedida pelo STF.

Visualizar

O Jornal, 19 de julho de 1946

Entrevista do interventor do Amazonas Júlio Nery concedida à imprensa de Manaus sobre medidas que seriam postas em prática em benefício da navegação, juta moradias e escolas.

Visualizar

O Jornal, 1º de maio de 1965

O desaparecimento do general Humberto Delgado na fronteira da Espanha com Portugal foi destaque na coluna de Aristóphano Antony de maio de 1965.

Visualizar

O Jornal, 30 de abril de 1965

“Os que se habituaram a mamar nas tetas túrgidas do erário público…” – Artigo de Aristóphano Antony com título “Coisas de Política”.

Visualizar

O Jornal, 29 de abril de 1965

Segundo Aristóphano Antony, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ribeiro da Costa, parecia ser um homem impulsivo.

Visualizar

O Jornal, 28 de abril de 1965

“Houve mais um golpe militar na República Dominicana, onde os levantes armados, nos últimos anos, se têm sucedido periodicamente” – Aristóphano Antony.

Visualizar

O Jornal, 17 de julho de 1946

Artigo sobre o Instituto de Educação do Amazonas contra nomeações irregulares de algumas professoras mais antigas em benefício de outras. O artigo também aborda sobre a escola “João de Deus” mantida pelo Luso Sporting Clube.

Visualizar

O Jornal, 14 de julho de 1946

Funcionários públicos do Estado do Amazonas fazem reivindicação sobre o funcionamento do horário de trabalho. Os mesmos não aguentam o forte calor amazônico e são obrigados a enfrentar altas temperaturas no horário do almoço.

Visualizar

O Jornal, 13 de julho de 1946

A ausência de uma base aérea em Manaus apesar da mesma existir nos decretos oficiais do Estado do Amazonas foi assunto principal da coluna O Jornal comenta de 13 de julho de 1946.

Visualizar

Àlvaro Maia no Teatro Amazonas

Álvaro Maia recitou, no ano de 1923, em comemoração à centenária adesão do Amazonas à Independência sua famosa “Canção de Fé e Esperança”.

Visualizar

Os cabanos em Manaus

Os cabanos invadiram a cidade de Manaus em 6 de março de 1836, permanecendo até 31 de agosto. Seus lideres foram Apolinário Maparajuba e Bernardo de Sena.

Visualizar

A primeira Constituição do Amazonas

A primeira Carta Política do Estado foi decretada a 13 de março de 1891 por Eduardo Gonçalves Ribeiro. Em 1903 começou as obras do porto de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 27 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre os inquéritos listados para julgamento, publicado em O Jornal no dia 27 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 25 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a vida política do senhor Magalhães Pinto, publicado em O Jornal no dia 25 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 24 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre o esquecimento em que iam ficando os inquéritos feitos em Manaus pelas comissões encarregadas dos IPM.

Visualizar

O Jornal, 23 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a mensagem governamental referente à reforma da Lei Eleitoral, publicado em O Jornal no dia 23 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 21 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a insatisfação do senhor Magalhães Pinto com o marechal Castelo Branco, publicado em O Jornal.

Visualizar

O Jornal, 20 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre os inquéritos feitos pelas comissões dos IPM, publicado em O Jornal no dia 20 de abril de 1965

Visualizar

O Jornal, 06 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre as consequências sofridas pela indústria e comércio com a retração bancária.

Visualizar

O Jornal, 03 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a realidade econômico-financeira do país, publicado em O Jornal no dia 03 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 31 de março de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre prova de democracia, publicado em O Jornal no dia 31 de março de 1965.

Visualizar

O Jornal, 22 de fevereiro de 1946

“Parece mentira que se diga existir no Amazonas um Departamento de Saúde Pública” – o colunista M. J. Antunes para O Jornal.

Visualizar

O Jornal, 20 de fevereiro de 1946

M. J. Antunes publicou uma coluna criticando o Frei Timotheo de Porangaba, agora faz uma outra para responder ao defensor do Frei, o sr. Francisco Orofino.

Visualizar

O Jornal, 19 de fevereiro de 1946

M. J. Antunes faz novamente duras críticas a nomeação do sr. Vicente de Mendonça Jr., para o cargo de Diretor da Secretaria da Prefeitura de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 17 de fevereiro de 1946

Em visita ao Bombeamento da Ponta Ismael, o colunista verificou o estado de abandono daquele conjunto maquinário, pela administração Álvaro Maia.

Visualizar

A Gazeta, 28 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta citando a nomeação do Dr. Mário Jorge Couto Lopes como procurador fiscal, vago pelo falecimento do dr. Huascar de Figueiredo.

Visualizar

O Jornal, 16 de fevereiro de 1946

O colunista classificou como imoralidade administrativa a nomeação de Vicente de Mendonça Jr. para o cargo de Diretor da Secretaria da Prefeitura de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 14 de fevereiro de 1946

A ocorrida Assembleia Geral do Sindicado dos Empregados no Comércio de Manaus simbolizou um marco no seguimento e progresso da classe.

Visualizar

A Gazeta, 26 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta citando a vinda do senador Manuel Severiano Nunes, pelo avião da Panair, para harmonizar as diversas correntes de seu partido.

Visualizar

A Gazeta, 25 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta sobre a construção de uma pista de dois mil metros no aeródromo da Ponta Pelada.

Visualizar

O Jornal, 13 de fevereiro de 1946

Vendem a preço exorbitante o açúcar e o café na praça de Manaus. M. J. Antunes pede que o governo resolva a situação com a Comissão de Marinha Mercante.

Visualizar

A Gazeta, 24 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta sobre a agitação que está tomando conta dos líderes da UDN por causa da eleição da mesa da Assembleia.

Visualizar

O Jornal, 10 de fevereiro de 1946

Visando a classe trabalhadora e sabendo da “precariedade de diversões com que conta a população amazonense”, O Jornal lançou uma ideia.

Visualizar

A Gazeta, 23 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance citando o saldo de quatro milhões de cruzeiros deixado pelo Dr. Menandro Tapajoz em sua saída do governo.

Visualizar

A Gazeta, 22 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance citando o interesse do deputado Menandro Tapajoz em se reeleger para a presidência da Assembleia.

Visualizar

A Gazeta, 19 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance citando a sinuca de bico em que a UDN foi metida pela comissão organizadora dos festejos programados para a recepção ao governador.

Visualizar

O Jornal, 09 de fevereiro de 1946

Novamente o colunista falando sobre a questão do aumento de vencimento dos comerciários e a luta do Sindicato dos Empregados do Comércio.

Visualizar

A Gazeta, 18 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta citando o interesse de muitas pessoas em ingressar no Partido Social Progressista.

Visualizar

A Gazeta, 16 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta citando a entrega do bonde nº 2 todo reformado trafegando pela cidade e o cheiro forte de gasolina no ar da cidade.

Visualizar

Aspectos do município de Manicoré

Artigo escrito por Anisio Jobim, publicado em O Jornal, 08 de agosto de 1948, suas impressões sobre o município de Manicoré.

Visualizar

O nome Manaus, de Anisio Jobim

“A denominação Manaus, teria sido a expansão de um arraigado sentimento nativista. Evocava-se o nome guerreiro de uma tribo forte e numerosa para individualizar a vila que se criara com a formação do novo município.

Visualizar

Geólogo e naturalista: Louis Agassiz

Texto sobre o geólogo e naturalista suiço, Louis Agassiz, que escreveu a obra Viagem pelo Brasil. Agassiz veio cercado de desenhistas e outros.

Visualizar

Alexandre Rodrigues Ferreira

Artigo escrito por Anisio Jobim, publicado em O Jornal, 18 de julho de 1948, sobre o naturalista e filósofo, Dr. Alexandre Rodrigues Ferreira.

Visualizar

Charles Marie de La Condamine na Amazônia

Artigo escrito por Anisio Jobim, publicado em O Jornal, 11 de julho de 1948, sobre Charles Marie De La Condamine, um dos sábios mais festejados na Europa.

Visualizar

Aspectos de Barreirinha

Anisio Jobim escreve sobre suas impressões sobre a cidade de Barreirinha. Repousando na chapada de numa colina no Paraná dos Ramos.

Visualizar

O Jornal, 29 de setembro de 1945

Segundo a coluna Gazetilhas, a empresa J. G. Araujo & Cia Ltda dividiu, com seus auxiliares em 1945, uma parte de seus lucros do ano de 1994.

Visualizar

O Jornal, 27 de setembro de 1945

Coluna Gazetilhas publicada no periódico O Jornal entre os anos de 1945 a 1965, sempre noticiando sobre política, economia e acontecimentos.

Visualizar

O Jornal, 26 de setembro de 1945

Foi fundado, na U. E. A., o Grêmio Literário “Araujo Filho”, que pugnará pelo desenvolvimento cultural da mocidade – Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 25 de setembro de 1945

Publicada em O Jornal, a coluna Gazetilhas traz destaques das publicações do Diário Oficial do Estado do Amazonas, política e acontecimentos em geral.

Visualizar

O Jornal, 23 de setembro de 1945

A coluna Gazetilhas desta edição noticia vários decretos-leis publicados no Diário Oficial e um requerimento do interventor federal. dr. Paulo Marinho.

Visualizar

O Jornal, 22 de setembro de 1945

O diretor da Biblioteca Pública do Estado do Amazonas, Genesino Braga, recebeu cerca de 10.000 livros para a reconstrução do lugar após o incêndio.

Visualizar

O Jornal, 21 de setembro de 1945

Getúlio Vargas aprovou o programa relativo a arte indígena no Brasil e em as manifestações artísticas e material de índios Tucuma do Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 20 de setembro de 1945

Em destaque o falecimento de Antonio Lourenço Camelo Junior, amazonense e sócio da firma Camelo, Irmão e Companhia – Coluna Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 19 de setembro de 1945

Na cidade de Codajás não existe açúcar e os regatões que por ali passam não querem vender esse artigo de primeira necessidade, afirma Gazetilhas.

Visualizar

O Jornal, 18 de setembro de 1945

Um incêndio no bairro Constantinópolis destruiu 10 moradias e um homem sofreu queimaduras de 2º grau ao salvar uma criança que estava no local.

Visualizar

Cientista Theodor Koch-Gruñberg

Texto de Anisio Jobim sobre o cientista Theodor Koch-Gruñberg. O etnógrafo veio a falecer na expedição do dr. Alexander Hamilton Rice 1924.

Visualizar

José Francisco de Araújo Lima, médico

Anisio Jobim fala sobre o médico especializado em doenças tropicais, José Francisco de Araujo Lima. Araújo Lima escreveu sobre a Amazônia.

Visualizar

A Gazeta, 03 de junho de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 03 de junho de 1959 citando o início da construção do Novo Amazonas.

Visualizar

A Gazeta, 02 de junho de 1959

Coluna Instantâneos Políticos publicada no Jornal A Gazeta em 02 de junho de 1959 citando a escolha do candidato do PTB à Prefeitura de Barcelos.

Visualizar

A Gazeta, 01 de junho de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 01 de junho de 1959 citando o estado de saúde da bancada da UDN na Assembleia.

Visualizar

A Gazeta, 30 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 30 de maio de 1959 citando o novo prefeito de Nova Olinda do Norte, Samuel Araújo da Silva.

Visualizar

O Jornal, 12 de julho de 1946

O governo pretende instaurar, no Estado do Amazonas, as “Casas Populares” e podem ser adquiridas por um preço razoável – Noticiou a coluna O Jornal Comenta.

Visualizar

A Gazeta, 27 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 27 de maio de 1959 citando a instalação do Movimento Nacionalista Pró-Lott no Amazonas.

Visualizar

A Gazeta, 26 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 26 de maio de 1959 citando a prisão de Antônio Augusto Sá Nogueira.

Visualizar

O Jornal, 11 de julho de 1946

Os alimentos estão escassos em Manaus, o mercado negro cobra preços abusivos e o caboclo não tem meios para trazer o que planta.

Visualizar

O Jornal, 10 de julho de 1946

“O povo sofre, faminto, e procura encontrar, em alguma parte, os alimentos…” – Manaus: cidade-fome, destaque da coluna O Jornal Comenta de 1946.

Visualizar

A Gazeta, 25 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 25 de maio de 1959 citando a candidatura do sr. Acácio Leite à prefeitura de Itacoatiara.

Visualizar

A Gazeta, 23 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 23 de maio de 1959 citando a reunião da Assembleia Legislativa do Estado.

Visualizar

O Jornal, 09 de julho de 1946

Último espetáculo da Cia. Alma Flora em Manaus. O Dr. André Araújo, presidente da L. B. A., anunciou a proposta de uma ampla enfermaria para menores.

Visualizar

O Jornal, 07 de julho de 1946

Tupinambá Nogueira está providenciando a compra do material para asfaltar ruas de Manaus. Mas O Jornal pergunta: Como asfaltar se não são nem calçamentadas?

Visualizar

A Gazeta, 21 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 21 de maio de 1959 citando a possível eleição de Manuel Lins à prefeitura de Fonte Boa.

Visualizar

O Jornal, 06 de julho de 1946

Denúncia da coluna O Jornal Comenta: Todos os dias “estão se verificando cenas de espancamentos, por parte de policiais, contra civis indefesos”.

Visualizar

O Jornal, 05 de julho de 1946

Com a gerência de Aristophano Antony há um prosseguimento dos trabalhos de construção da sede social da Associação Amazonense de Imprensa, afirma O Jornal.

Visualizar

O Jornal, 04 de julho de 1946

Um medida policial pode impedir que os bumbás dancem nas ruas, devido a possíveis atritos entre os seus componentes ou perturbação da sossego público.

Visualizar

O Jornal, 03 de julho de 1946

A coluna deste dia “Zelai pelos leprosos” destaca “os hansenianos de Paricatuba e Aleixo” e incita a população manauara a ajudá-los, com doações ou visitas.

Visualizar

A Gazeta, 15 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando o atraso no pagamento do pintor e marmorista que trabalharam no obelisco.

Visualizar

A Gazeta, 14 de fevereiro de 1949

” O pobre diabo das colunas pagas e da volumosa pasta de couro cheia de produtos farmacêuticos revelou, afinal, a sua identidade, chama-se o poggi de figueiredo.”

Visualizar

A Gazeta, 12 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta divulgando uma carta do dr. José Augusto Borborema esclarecendo o suposto assalto à Imprensa Oficial.

Visualizar

A Gazeta, 11 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance publicada no jornal A Gazeta abordando o suposto assalto que a Imprensa Oficial teria sofrido, forjado pelo próprio diretor Mitridates.

Visualizar

A Gazeta, 10 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando as reuniões dos líderes udenistas nos Palácios Rio Negro e Rio Branco.

Visualizar

A Gazeta, 09 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta, abordando a conduta de cidadãos que exercem funções públicas de destaque.

Visualizar

A Gazeta, 08 de fevereiro de 1949

Divulgação na Coluna De Relance do jornal A Gazeta, do novo titular do Departamento de Educação e Cultura e a estreia do São Paulo Ballet no Teatro Amazonas.

Visualizar

A Gazeta, 24 de janeiro de 1949

Coluna De Relance questiona o destino da verba separada para a mudança da Assembleia Legislativa, para as dependências do prédio da Biblioteca Pública.

Visualizar

O Jornal, 16 de setembro de 1945

Nota sobre as pessoas que fizeram donativos ao Grupo Escolar Carvalho Leal e convocando os membros da diretoria da União dos Estudantes para reunião.

Visualizar

O Jornal, 15 de setembro de 1945

Coluna Gazetilhas, O Jornal, publicada em 15 de setembro de 1945 convocando os ginasianos do Colégio Estadual do Amazonas para reunião do Centro Estudantil.

Visualizar

O Jornal, 14 de setembro de 1945

O dr. Edmundo Levy, delegado regional do Ministério do Trabalho, esteve nos escritórios da “Manáus Tranmways” para fiscalizar os direitos dos empregados.

Visualizar

O Jornal, 13 de setembro de 1945

Coluna Gazetilhas, O Jornal, publicada em 13 de setembro de 1945 abordando a estabilização dos preços na base vigorante em 1942.

Visualizar

O Jornal, 12 de setembro de 1945

Coluna Gazetilhas, O Jornal, publicada em 12 de setembro de 1945 abordando o aumento da taxa tributária que pesou sobre os indivíduos.

Visualizar

O Jornal, 11 de setembro de 1945

Entre a ruas Silva Ramos e Ferreira Pena existe lama e diversos mosquitos que atentam contra a saúde. Os problemas de infraestrutura persistem em Manaus.

Visualizar

O Jornal, 09 de setembro de 1945

Coluna Gazetilhas abordando uma reclamação quanto à falta de higiene no local consequente ao trabalho desenvolvido por um tratorista para a Prefeitura.

Visualizar

O Jornal, 29 de agosto de 1945

Dr. Almir Correia, presidente do Aeroclube do Amazonas, visitou a redação de O Jornal para falar sobre o avião acidentado no piquete de cavalaria.

Visualizar

A Gazeta, 20 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 20 de maio de 1959, sobre a posse do novo prefeito de Autazes, sr. Dorval Cruz.

Visualizar

A Gazeta, 19 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta abordando a instalação do Diretório Regional do Partido Social Trabalhista de Parintins.

Visualizar

A Gazeta, 18 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 18 de maio de 1959, sobre o falecimento do sr. Adamastor Onety de Figueiredo.

Visualizar

A Gazeta, 11 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no jornal A Gazeta abordando a nomeação do general José Antônio Flores da Cunha como Grande Oficial da Ordem do Mérito Militar.

Visualizar

A Gazeta, 04 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 04 de maio de 1959 abordando a escolha do candidato Arlindo Porto à Prefeitura de Canutama.

Visualizar

A Gazeta, 30 de abril de 1959

Coluna Instantâneos Políticos publicada no Jornal A Gazeta em 30 de abril de 1959 abordando a apresentação do candidato à Prefeitura, do PSD.

Visualizar

A Gazeta, 29 de abril de 1959

Coluna Instantâneos Políticos publicada no Jornal A Gazeta em 29 de abril de 1959 abordando a candidatura do ex-deputado Ney Rayol à Câmara de Vereadores.

Visualizar

A Gazeta, 27 de abril de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta abordando a permanência do governador Gilberto Mestrinho à frente do Executivo.

Visualizar

Aspectos históricos de Barcelos

Artigo escrito por Anisio Jobim sobre Barcelos, que surgiu como missão religiosa em 1728, sendo a primeira capital da Província do Amazonas.

Visualizar

J. Barbosa Rodrigues, de Anisio Jobim

Artigo escrito por Anísio Jobim fala sobre o botânico J. Barbosa Rodrigues. O Amazonas, llhe deve reais serviços, por uma série de extraordinárias de pesquisas.

Visualizar

Aspectos de São Gabriel

Artigo escrito por Anisio Jobim, sobre o município de São Gabriel, que foi uma antiga aldeia de indios bravios, difíceis de domar.

Visualizar

As viagens dos naturalistas ao Amazonas

Anisio Jobim escreve sobre as Feições características da Planície Amazônica. Os estudos mais sérios surgiram por causa das viagens dos naturalistas ao Amazonas. A Bacia do Amazonas é estudada desde os anos de 1539.

Visualizar

Aspectos da cidade de Eirunepé

Anisio Jobim escreve sobre a origem do município de Eirunepé. Segundo Jobim, ” o Juruá de ontem, de 1852, não é por certo o Juruá de hoje.

Visualizar

Agradecimento ao desembargador Anisio Jobim

Artigo de agradecimento ao desembargador Anisio Jobim pelo trabalho desenvolvido sobre o município de Silves no dia 10 de abril de 1948.

Visualizar

Campos do Puciarí, vastos campos férteis

Artigo escrito por Anisio Jobim, sobre os campos do Puciarí, que ficam situados entre o rio Madeira e o Purús. E constituem uma das melhores reservas para criação de gado.

Visualizar

De Anisio Jobim, Moura a cidade morta

Artigo escrito por Anisio Jobim, sobre a cidade de Moura, que desapareceu da organização político-social do Amazonas.

Visualizar

A Planície Amazônica, de Anisio Jobim

Artigo escrito por Anisio Jobim, sobre a história geológica da planície amazônica. Jobim cita as impressões que os viajantes tiveram, entre eles frei Gaspar de Carbajal, do padre José de Morais, de Auna, de Pedro Teixeira e tantos outros que por aqui passaram e descreveram de antemão sobre os tesouros que se escondem nas margens dos rios caldalosos.

Visualizar

O Jornal, 30 de junho de 1946

Coluna O Jornal Comenta publicada em O Jornal no dia 30 de junho de 1946 sobre a indiferença da Prefeitura à aplicação da semana inglesa para os gráficos.

Visualizar

O Jornal, 29 de junho de 1946

O interventor Julio Nery obteve, junto aos poderes centrais, a concessão de verba destinada a fundar 28 escolas rurais no Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 28 de junho de 1946

O cenário político no Amazonas têm sido repleto de acontecimentos definidores. Em “A hora política”, a coluna O Jornal Comenta informa as últimas notícias.

Visualizar

O Jornal, 26 de junho de 1946

As “ruas desamparadas” e as calçadas da cidade de Manaus têm sido novamente alvo de duras críticas da coluna O Jornal Comenta, pelo descaso dos governantes.

Visualizar

O Jornal, 22 de junho de 1946

Apelo ao Conselho Administrativo para que julgue a “reivindicação dos nossos laboriosos companheiros de oficinas” para ter horas livres do sábado à tarde.

Visualizar

O Jornal, 21 de junho de 1946

O drama dos seringueiros que aportaram no Amazonas, que não possuíam conforto material, auxílio médico e que padeciam em benefício do progresso desta terra.

Visualizar

O Jornal, 20 de junho de 1946

O problema antigo da falta de água nos bairros da cidade de Manaus é debatido a duras críticas na coluna O Jornal Comenta de 1946.

Visualizar

O Jornal, 19 de junho de 1946

O Parque 10 de Novembro, que é refúgio do manauara nos domingos ensolarados, possui um telefone danificado e a coluna O Jornal Comenta cobra resultados.

Visualizar

O Jornal, 18 de junho de 1946

O diretor do Departamento de Saúde Pública do Estado do Amazonas, declarou que será instalado um dispensário para tratamento de moléstias venéreas.

Visualizar

A febre amarela no Amazonas

Em 1856, ocorreu um surto de febre amarela, transmitida por uma espécie de mosquito, em todo o Amazonas, atacando cerca de 70% da população.

Visualizar

Cemitério São João Batista

Em novembro de 1903, 12 anos após sua inauguração, ocorreram as primeiras exumações no cemitério Municipal de São João Batista. Adolfo Lisboa autorizou os procedimentos de exumação, quebrando assim uma tradição que considerava as exumações um ato de profanação ou desumanidade.

Visualizar

Formação territorial do Amazonas

A formação territorial do Amazonas começou depois da grande penetração do intrépido bandeirante Pedro Teixeira, ligando Belém a Quito, no então vice-reinado do Peru, pelas águas que cortam o vale, entre 1637 e 1639. Começou a circular em 18 de março de 1900 o primeiro número do periódico O PLEBEU, dedicada a defesa da classe operária, sendo seu redator Efigenio Ferreira de Sales, que muitos anos depois seria o chefe do executivo estadual.

Visualizar

Os pracinhas do Amazonas

Você sabia que “a 4 de agosto de 1807, seguiu para Canudos, no sertão baiano, sob o comando do tenente-coronel Cândido José Mariano, o 1º Batalhão de Infantaria, do então Regimento Militar do Estado do Amazonas, […], retornando a Manaus, a 8 de novembro do mesmo ano, após brilhante atuação, contra os fanáticos de Antônio Conselheiro?”

Visualizar

Augusto Ximeno de Vileroy

O tenente de engenheiros Augusto Ximeno de Vileroy, primeiro governador republicano do Amazonas, assumiu em 4 de janeiro de 1890. Em novembro do mesmo ano, Vileroy passa as funções governamentais, para o também tenente e engenheiro Eduardo Gonçalves Ribeiro, seu oficial de gabinete e diretor das Obras Públicas.

Visualizar

Município de Xibaua, atual Carauari

Foi na administração do governador Jonathas de Freitas Pedrosa em 1913, que o município de Xibaua recebeu o nome de Carauari e também foi por ele autorizado a realização da demarcação dos limites do município.

Visualizar

Freguesia de Codajás e Coari

Você sabia que “a lei nº 287, de 1 de maio de 1874, no governo de Domingos Monteiro Peixoto, 14º presidente da Província, elevou as freguesias de Codajás e Coari à categoria de vilas, com as mesmas denominações?”

Visualizar

Ajuricaba, aprisionado pelos portugueses

Em 1727, o chefe indígena Ajuricaba, após ser aprisionado pelos portugueses, se atira acorrentado nas águas do rio Negro para fugir da prisão.

Visualizar

Samuel fritz, o apóstolo do Amazonas

O Padre Samuel Fritz, foi cognominado como o Apóstolo do Amazonas. Fritz faleceu em 20 de março de 1752, em Quito, aos 71 anos de idade, 40 deles usados nas missões amazônicas.

Visualizar

O Jornal, 07 de fevereiro de 1946

M. J. Antunes diz que é “engraçado o modo de ver das pessoas que são contra o aumento de ordenados” e pede que “fiquem calados”.

Visualizar

O Jornal, 05 de fevereiro de 1946

Destaque para descaso com o “Asilo de Mendicidade Dr. Thomas”. Houve promessa do Banco de Crédito da Borracha para melhorias no local mas não concretizaram.

Visualizar

O Jornal, 01 de fevereiro de 1946

A luta do Sindicato dos Empregados no Comércio para que seja concedido aumento dos vencimentos salariais a essa classe. M. J. Antunes faz duras críticas.

Visualizar

O Jornal, 31 de janeiro de 1946

A atitude do Frei Thimoteo Porangaba está equivocada ao atacar instituições religiosas no programa “Hora Católica” ao invés de pregar – M. J. Antunes.

Visualizar

O Jornal, 27 de janeiro de 1946

Os problemas enfrentados pelos comerciários pela falta de aumento salarial, ganhou destaque da edição de hoje da coluna de M. J. Antunes.

Visualizar

O Jornal, 25 de janeiro de 1946

Álvaro Maia, ex-interventor federal do Estado do Amazonas, disse “assumir plena responsabilidade dos atos praticados” pelos companheiros de administração.

Visualizar

O Jornal, 20 de janeiro de 1946

Coluna escrita por M. J. Antunes abordando a educação de crianças pobres, publicada em O Jornal, 20 de janeiro de 1946, p. 04.

Visualizar

O Jornal, 17 de janeiro de 1946

O proprietário do Grande Hotel procurou D. Aldina Bastos, dona da mais confortável pensão de Manaus, para uma possível parceria. Falta hotéis em Manaus.

Visualizar

O Jornal, 16 de janeiro de 1946

Duras críticas ao aumento excessivo dos impostos sobre as mercadorias em Manaus. M. J. Antunes fala dos “lucros extraordinários” do governo.

Visualizar

O Jornal, 18 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre os descuidos da imprensa, publicado em O Jornal no dia 18 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 15 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre o exemplo da vida de Jesus publicado em O Jornal no dia 15 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 14 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a sucessão presidencial, publicado em O Jornal no dia 07 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 13 de abril de 1965

“Foi na Constituinte, que deu ao Amazonas a atual Carta Magna, por mim também subscrita. Éramos trinta, eleitos num pleito limpo […]”. Confira o artigo na íntegra.

Visualizar

O Jornal, 10 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre o tempo em que fundou a Associação Amazonense de Imprensa, publicado em O Jornal no dia 10 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 09 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a entrevista do general Mourão Filho à imprensa esclarecendo os detalhes da Revolução de 31 de março.

Visualizar

O Jornal, 08 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a anulação dos atos revolucionários que foram feitos nos primeiros dias da vitória da revolução.

Visualizar

O Jornal, 07 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre o poder absoluto do Executivo, publicado em O Jornal no dia 07 de abril de 1965.

Visualizar

O Jornal, 02 de abril de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony, sobre Leonel Brizola, publicado em O Jornal no dia 02 de abril de 1965.

Visualizar

Aspectos do município de Lábrea

“Viagem longa, fadigante, por este tortuoso e profundo Purus, que conhecia através de leituras…” – trecho do artigo de Anisio Jobim intitulado Lábrea.

Visualizar

Luséa, depois denominada de Maués

Anisio Jobim escreve sobre a cidade de Maués, antes denominada Luséa. O nome não persistiu e ao ser elevada a vila é denominada Maués.

Visualizar

Rio Madeira, o salto do Teotonio

“O salto do Teotonio”, foi nomeado em homenagem ao bacharel Teotonio da Silva Gusmão, que apoiava a livre navegação no rio Madeira.

Visualizar

Da capital Manaus ao remoto Javari

Artigo de Anisio Jobim, Viagem ao Javari”. … Levado ao desejo de conhecer o rio Amazonas na sua continuação brasileira, que é o Solimões…”.

Visualizar

O balneário do Parque 10 de novembro

Artigo de Anisio Jobim abordando sobre o Parque 10 de Novembro em que destaca que é preciso de cuidados por parte dos governantes e público em geral.

Visualizar

Associação da Imprensa do Amazonas

“A Associação da Imprensa do Amazonas precisa de fazer um grande movimento para obter recursos com que concluir a construção de seu prédio”.

Visualizar

Dentro da Lei, fora da Lei

Artigo intitulado “Dentro da lei, fora da lei” escrito por Anisio Jobim sobre a inconstitucionalidade da Lei número 1, da Camara Municipal.

Visualizar

A Justiça, um sacerdócio

Anísio Jobim comenta sobre sua passagem pelo Tribunal de Justiça, o comportamento dos magistrados e o respeito que ele tem pela justiça.

Visualizar

O falecimento do escritor Benjamin Lima

Anisio Jobim escreve sobre a perda que a Academia Amazonense de Letras teve com o falecimento do escritor Benjamim Lira.

Visualizar

Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas-IGHA

Coluna escrita por Anisio Jobim falando sobre o Instituto Geográfico e Histórico (IGHA), publicada no periódico O Jornal.

Visualizar

A Gazeta, 16 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta abordando a viagem de Arlindo Porto a Urucurituba em apoio aos seus correligionários.

Visualizar

A Gazeta, 16 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta abordando a viagem de Arlindo Porto a Urucurituba em apoio aos seus correligionários.

Visualizar

A Gazeta, 15 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta abordando o desligamento do sr. Campos Vergal, 1º suplente do PSP paulista.

Visualizar

A Gazeta, 14 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no Jornal A Gazeta em 14 de maio de 1959 elogiando a atuação do sr. Arlindo Porto na Assembleia.

Visualizar

A Gazeta, 13 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos publicada em 13 de maio de 1959, p. 02, no Jornal A Gazeta Vespertino Noticioso e Independente de propriedade do sr. Antonio Assmar

Visualizar

O Jornal, 31 de março de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre democracia, publicado em O Jornal no dia 31 de março de 1965. Confira!

Visualizar

O Jornal, 31 de março de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre democracia, publicado em O Jornal no dia 31 de março de 1965. Confira!

Visualizar

A Gazeta, 12 de maio de 1959

Adail Vasconselos e Raimundo Seixas estão nas cogitações da UDN para a liderança da bancada brigadeirista no Palácio “Rui Barbosa”.

Visualizar

O Jornal, 29 de março de 1965

“Quando o respeitável Washington Luís, em 1930, foi deposto e, logo em seguida, exilado, o silêncio que manteve, na França, foi tumular.”

Visualizar

O Jornal, 29 de março de 1965

“Quando o respeitável Washington Luís, em 1930, foi deposto e, logo em seguida, exilado, o silêncio que manteve, na França, foi tumular.”

Visualizar

A Gazeta, 09 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no jornal A Gazeta abordando o movimento liderado pelo deputado Arlindo Porto na cidade de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 27 de março de 1965

Artigo de Aristóphano Antony sobre o posicionamento de Magalhães Júnior em seu livro a respeito de Ruy Barbosa, publicado em O Jornal.

Visualizar

A Gazeta, 08 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no jornal A Gazeta abordando o núcleo trabalhista organizado pelo prefeito de Nhamundá, Sousa Filho.

Visualizar

O Jornal, 25 de março de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony, sobre o resultado das eleições municipais de São Paulo, publicado em O Jornal no dia 25 de março de 1965.

Visualizar

A Gazeta, 06 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no jornal A Gazeta em 06 de maio de 1959 abordando a reestruturação do Diretório do PTB de Parintins.

Visualizar

O Jornal, 24 de março de 1965

Artigo de Aristóphano Antony sobre o estacionamento da revolução brasileira e a desilusão da população com os acontecimentos decorrentes, publicado em O Jornal no dia 24 de março de 1965.

Visualizar

A Gazeta, 05 de maio de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no jornal A Gazeta abordando a homenagem feita ao ex-governador Plínio Coelho pela torcida do Nacional Futebol Clube.

Visualizar

O Jornal, 23 de março de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre as consequências da retração bancária no comércio local, publicado em O Jornal no dia 23 de março de 1965.

Visualizar

Coluna Instantâneos Políticos de 1959

Coluna Instantâneos Políticos, publicada no jornal A Gazeta em 02 de maio de 1959 abordando a reorganização dos Diretórios dos partidos PSD e UDN.

Visualizar

A Gazeta, 07 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando a suposta renúncia do deputado Júlio de Carvalho Filho ao cargo de secretário do partido.

Visualizar

O Jornal, 19 de março de 1965

Artigo escrito por Aristóphano Antony sobre a possível sucessão presidencial, prevista para o ano de 66, publicado em O Jornal no dia 19 de março de 1965.

Visualizar

A Gazeta, 05 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta sobre a falta de compromisso do sr. Antóvila Mourão Vieira com os problemas de interesse do Estado.

Visualizar

A Gazeta, 04 de fevereiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando o início do trabalho de recomposição do calçamento da rua Marquez de Santa Cruz.

Visualizar

O Jornal, 18 de março de 1965

O general Pery Beviláqua destacou-se por sua postura respeitável no comando do Exército Brasileiro e , posteriormente, como ministro do Supremo Tribunal Militar opondo-se às injustiças cometidas pelo foro militar. Confira o artigo na íntegra publicado em O Jornal, no dia 18 de março de 1965.

Visualizar

Deputado Antóvila Mourão Vieira

Na Coluna De Relance, está sendo abordado a tática política utilizada pelo deputado Antóvila Mourão Vieira. Ao que tudo indica, o deputado não mais utilizará a arma da intriga para se projetar no cenário político amazonense.

Visualizar

A Gazeta, 31 de janeiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando a substituição do sr. Chaves Ribeiro pelo sr. Pedro Cordeiro de Melo na Prefeitura Municipal de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 16 de março de 1965

Aristóphano Antony escreve sobre a realidade das campanhas políticas no Brasil, principalmente em período de eleições. Confira o artigo na íntegra, publicado em O Jornal no dia 16 de março de 1965.

Visualizar

A Gazeta, 29 de janeiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando o aumento do registro de casos de furto e assalto à propriedade em Manaus.

Visualizar

A Gazeta, 28 de janeiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta aborda a visita dos turistas de São Paulo ao Amazonas em uma longa excursão pelos Estados do Norte.

Visualizar

A Gazeta, 27 de janeiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta abordando a escolha do local e a construção da Ponte de São Raimundo.

Visualizar

O Jornal, 13 de março de 1965

Quase um ano após a revolução ocorrida no governo, Aristóphano Antony faz um balanço dos seus principais resultados. Confira o artigo na íntegra publicado em O Jornal, no dia 13 de março de 1965.

Visualizar

A Gazeta, 26 de janeiro de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta, abordando a coincidência entre a falta luz na cidade e os planos políticos em desenvolvimento.

Visualizar

Jornal divulga gratificação por escrava

“Nuno Alves Pereira de Melo Cardoso, […] prometia gratificar a quem capturasse sua escrava Angelina, de 25 anos presumíveis, que fugira, em estado de gravidez bem adiantado.

Visualizar

Os soldados do Amazonas na Guerra do Paraguai

O Amazonas enviou 1.500 soldados para a Guerra do Paraguai. Os sobreviventes, apenas 55, retornaram a Manaus em 25 de julho de 1870, comandados pelo capitão honorário Marcelino José Nery.

Visualizar

Vila Bela da Imperatriz, atual Parintins

A Vila Bela da Imperatriz, passa a se chamar Parintins, na administração do presidente da Província Sátyro de Oliveira Dias, em 30 de outubro de 1880.

Visualizar

Coluna De Relance do Jornal A Gazeta de 1949

Coluna De Relance, publicada no jornal A Gazeta descrevendo reunião da Assembleia Geral do Atlético Rio Negro Clube, realizada em seu salão dos espelhos.

Visualizar

Criação do Diário Oficial do Amazonas

Segundo o decreto nº 1, de 31 de agosto de 1892, foi criado a Imprensa Oficial, que recebeu o nome de Diário Oficial do Estado do Amazonas.

Visualizar

Imigração japonesa no Amazonas

Foi Efigênio Ferreira de Sales, durante seu governo, que conduziu a imigração japonesa no Amazonas, com contrato de opção, publicado no Diário Oficial, de 12 de março de 1927.

Visualizar

O bombardeio de Manaus

No governo de Antonio Clemente Ribeiro Bittencourt, a cidade de Manaus foi duramente bombardeada em 8 de outubro de 1910, por forças federais.

Visualizar

A Gazeta, 09 de outubro de 1952

Você sabia que “o Palácio Rio Negro, […] foi adquirido pelo governador Pedro de Alcântara Bacelar, por Cr$ 200.000,00, a 30 de janeiro de 1918?”. Confira esta e outras curiosidades escritas por Júlio Uchôa, na coluna Você Sabia, em 09 de outubro de 1952.

Visualizar

Cinco de Setembro, o primeiro periódico impresso amazonense

O Cinco de Setembro, foi o primeiro periódico impresso do Amazonas, em 3 de maio de 1851. Passou a ser chamado de Estrela do Amazonas após inaugurada a província.

Visualizar

Tenreiro Aranha 1º Presidente da Província

Você sabia que Tenreiro Aranha governou a Província do Amazonas, como seu primeiro presidente, de 1 de janeiro de 1852 a 27 de junho do mesmo ano?. A 24 de maio de 1884, houve total emancipação dos escravos na Província do Amazonas e a 10 de julho do mesmo ano foi declarado não mais existir escravidão na província.

Visualizar

Manoel Francisco Machado, Barão do Solimões

A Coluna é feita de curiosidades referentes ao Amazonas. Tais como: Que o Barão do Solimões, Manoel Francisco Machado, foi o último presidente da Província e tinha sua formação pela Universidade de Coimbra era considerado um homem erudito para o seu tempo.

Visualizar

O Jornal, 16 de junho de 1946

Foi suspensa a matança dos rebanhos do Baixo Amazonas, que alimentavam a população manauara. Permitindo o revesamento da produção nos campos ribeirinhos.

Visualizar

O Jornal, 06 de setembro de 1945

Segundo Giorgio Mortara, do Serviço Nacional de Recenseamento, Amazonas possuía 469.567 habitantes em 1º de janeiro de 1945 e a região Norte 1.637.960.

Visualizar

O Jornal, 15 de junho de 1946

Manaus têm assistido às notáveis peças da Companhia de Comédia Alma Flora no Teatro Amazonas, destaque da coluna O Jornal Comenta em 1946.

Visualizar

O Jornal, 31 de agosto de 1945

Coluna Gazetilhas, publicada diariamente no O Jornal, reúne notícias sobre política, economia e cotidiano da cidade de Manaus e do Estado do Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 14 de junho de 1946

Surgem as cogitações sobre os possíveis interventores que podem ser candidatos ao governo, entre eles, figuram os de Minas Gerais, São Paulo e Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 13 de junho de 1946

A Coluna O Jornal Comenta destaca a “exploração nos colégios” de Manaus, principalmente em internatos, que cobram preços abusivos além da mensalidade.

Visualizar

O Jornal, 30 de agosto de 1945

Getúlio Vargas readmitiu Irineu Francisco da Silva na função de rádio-telegrafista da Diretoria Regional dos Correios e Telégrafos do Amazonas e Acre.

Visualizar

O Jornal, 12 de junho de 1946

Reunião com os altos comerciantes do Amazonas, na Associação Comercial, para debater o preço do açúcar, definiu o aumento de um cruzeiro no açúcar refinado.

Visualizar

O Jornal, 28 de agosto de 1945

O Juiz de Menores baixou portaria censurando os vigilantes de dois menores, “por terem sido vistos em libações alcoólicas” e em uma cabaré de Manaus.

Visualizar

O Jornal, 11 de junho de 1946

O Brasil em comemoração ao feito naval de Riachuelo e relembra os feitos heroicos de Barroso e Greenhalgh que ficaram na história.

Visualizar

O Jornal, 07 de junho de 1946

A carência de pão em Manaus tem atingido toda a população. A causa é falta de trigo que provem da Argentina. “Pão para o povo” – Coluna O Jornal Comenta.

Visualizar

O Jornal, 26 de agosto de 1945

“Foi assinado, pelo dr. interventor federal, o título definitivo do lote de terras denominado “Jará”, no município de Maués, requerido por Isaac Pinto.”

Visualizar

O Jornal, 25 de agosto de 1945

Publicada diariamente no matutino O Jornal, a coluna Gazetilhas apresenta aos leitores um resumo das principais notícias da cidade e do Estado do Amazonas.

Visualizar

O Jornal, 24 de agosto de 1945

Coluna publicada diariamente no matutino O Jornal, nesta, notícias sobre os mais diversos setores da cidade de Manaus e do Estado são publicadas em resumo.

Visualizar

O Jornal, 12 de janeiro de 1946

A problemática na educação do Estado do Amazonas sendo abordada pelo colunista M. J. Antunes para O Jornal em 1946.

Visualizar

O Jornal, 06 de janeiro de 1946

Foi criada a Escola Agronômica da Amazônia por influência de Felisberto de Camargo, diretor do Instituto Agronômico do Norte.

Visualizar

O Jornal, 29 de dezembro de 1945

M. J. Antunes escreve em sua coluna discordando do “mestre” Agnelo Bittencourt que escreveu para o jornal A Tarde com o título “Interesses do Estado”.

Visualizar

O Jornal, 28 de dezembro de 1945

“Até o presente momento não apareceu o culpado pelo estado em que se encontra o serviço de abastecimento dágua à cidade”. Coluna escrita por M. J. Antunes.

Visualizar

O Jornal, 27 de dezembro de 1945

Conheça a Coluna Social escrita por M. J. Antunes para O Jornal na década de 40, com acontecimentos da capital amazonense.

Visualizar

O Jornal, 23 de dezembro de 1945

“Finalmente o sr. prefeito falou… ‘Tudo está por fazer e não há dinheiro’. Até aí, nenhuma novidade.” Coluna escrita por M. J. Antunes para O Jornal.

Visualizar

O Jornal, 19 de dezembro de 1945

Surpreendeu-se a população dos nossos subúrbios com a nova ordem do sr. prefeito municipal de proibição imposta pelo Código de Posturas.

Visualizar

O Jornal, 06 de junho de 1946

Os estivadores do Haurbour estão pleitando um aumento de salário, almejam vencimentos maiores. Pois lidam de sol a sol com o peso dos fardos.

Visualizar

O Jornal, 14 de dezembro de 1945

O colunista denuncia que a “organização estadual, verdadeira irmã siamês da Tramways” nada faz pelo povo e os abusos da companhia estranheira continuam.

Visualizar

O Jornal, 13 de dezembro de 1945

A Prefeitura de Manaus não deve continuar no mercado da carne verde, sob pena do povo vir a ficar em piores condições que já se encontra – M. J. Antunes.

Visualizar

O Jornal, 07 de dezembro de 1945

M. J. Antunes alerta sobre os problemas com a falta de luz e bonde e pede que o Estado tente uma atitude enérgica contra os abusos da Manaus Tramwyas.

Visualizar

Coluna O Jornal Comenta

Coluna O Jornal Comenta, tratava de assuntos da política Amazonense e do Brasil. Nesta edição o sr. Otávio Mangabeira e Getúlio Vargas.
O Jornal em 05 de junho de 1946.

Visualizar

Coluna O Jornal Comenta

“Manaus respira, afinal, uma atmosfera de liberdade, felizmente alcançada com a saída oportuníssima do inefável sr. Cunha Melo.” – Coluna O Jornal Comenta.

Visualizar

O Jornal, 05 de setembro de 1945

A Sociedade Amazonense de Assistência aos Lázaros e Defesa contra a Lepra recebeu Cr$ 1.822,00 do Cassino Império e Cr$ 400,00 do sr. A. de Almeida.

Visualizar

O Jornal, 04 de setembro de 1945

Exoneração de secretário, telegramas, reunião da Cruz Vermelha e a semana da Pátria nas escolas são temas da coluna Gazetilhas deste dia.

Visualizar

Coluna Gazetilhas do O Jornal

A coluna Gazetilhas tratava de política e acontecimentos em Manaus e no Brasil. A coluna era publicada no periódico O Jornal, com edições de 1945 a 1965.

Visualizar

VEJA MAIS