Neste acervo, você encontra diversos recortes de publicações da coluna “Você Sabia?”, do jornal A Gazeta e que eram escritos pelo professor e escritor Júlio Uchôa, que trazia informações e curiosidades da cidade de Manaus.

Poetisa Matilde Areosa escreve belo soneto

Coluna Você sabia de Júlio Uchôa: Matilde Areosa, esposa de Antônio Duarte de Matos Areosa, escreveu um soneto e gravou na lápide de sua filha, cometida com febre amarela. Tal homenagem most...
Visualizar

Fim da escravidão no Amazonas

As leis que contribuiram para a extinção gradual da escravidão na antiga Província do Amazonas são citadas na coluna de Júlio Uchôa.
Visualizar

Sociedade Emancipadora Amazonense

Em festivais, realizados pela Sociedade Emancipadora Amazonense, eram entreguem cartas de libertação a escravos no Paço da Câmara Municipal de Manaus.
Visualizar

A deposição de Turiano Chaves Meira

A 23 de julho de 1924 o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, doutor Turiano Chaves Meira, foi deposto e Manaus vivenciou graves acontecimentos.
Visualizar

Fundação da Sociedade Emancipadora do Amazonas

A Sociedade Emancipadora Amazonense foi instalada em 6 de fevereiro de 1870. Mais de 300 pessoas compareceram a "festa da liberdade".
Visualizar

A extinção da escravidão no Amazonas

Em 1840 foram computados, na Comarca do Alto Amazonas, 940 escravos; em 1850, 750; em 1860, 1.026, em 1869, 581 e em 1881, 1.716 escravos. Foi criada muito antes da Lei do Ventre Livre, a So...
Visualizar

Construção da estrada Manaus-Boa Vista do Rio Branco

A primeira tentativa da construção de uma estrada de ferro entre Manaus e Boa Vista do Rio Branco, foi do engenheiro civil Rodrigo Carlos da Câmara Júnior. A concessão seria anulada, se no p...
Visualizar

A libertação dos escravos na Província do Amazonas

O dia 10 de julho de 1884, é a data que marca a extinção da escravidão na Província do Amazonas. J.B de Faria e Souza escreveu sobre essa data.
Visualizar

Raul Azevedo escreve no Diário Oficial do Estado

Raul de Azevedo escreveu, em 1948, no Diário Oficial do Estado, como se consumou a evasão de sementes de seringueira, em larga escala, pelo Porto de Manaus.
Visualizar

O cinquentenário do Teatro Amazonas

Coluna "Você sabia?" escrita por Júlio Uchôa para o jornal A Gazeta. Júlio Uchôa escreve sobre o cinquentenário do Teatro Amazonas. E tambem sobre Domenico de Angelis e as obras no Salão Nob...
Visualizar

Estrada de rodagem: de Lábrea a Humaitá

Em agosto de 1919, o engenheiro Erasmo Gnone foi designado para continuar o serviço de exploração e levantamento da estrada de rodagem de Lábrea a Humaitá, tendo como auxiliar o tenente Cíce...
Visualizar

Governador Silvério Nery

O governador Silvério Nery, chegou a conclusão de que somente uma secretaria poderia exercer o serviço público com economia ao Estado. Então é extinta as demais secretarias e é criada a Secr...
Visualizar

Instalação do Liceu Provincial

O Liceu Provincial, construído na antiga Praça 28 de Setembro, atual Praça Heliodoro Balbi, foi inaugurado a 5 de setembro de 1886.
Visualizar

Primeira Constituição do Amazonas

Eduardo Gonçalves Ribeiro, como substituto de Augusto Ximeno de Villeroy, decretou a primeira Constituição Política do Estado do Amazonas a 13 de março de 1891.
Visualizar

Antes rua Municipal, depois Avenida 7 de setembro

A rua Municipal, atual avenida 7 de setembro, recebeu tal denominação do Superintendente Municipal de Manaus, dr. Basílio Torreão Franco de Sá.
Visualizar

A Fábrica de cerveja ou Cervejaria Amazonense

A Fábrica de cerveja ou Cervejaria Amazonense, foi idealizada pelo engenheiro Antonino de Miranda Corrêa. Antonino trouxe da Alemanha o maquinário e dois técnicos para trabalharem na fábrica...
Visualizar

Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha

Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha escreveu o soneto Cultor das Musas, por ocasião do assassinato de uma mulher mameluca em Belém.
Visualizar

Climatologia Médica de Hermenegildo de Campos

O livro de Hermenegildo de Campos "Climatologia Médica do Estado do Amazonas" de 1910, foi usado por Lino de Macedo para explicar sobre a enchente e vazante do rio Amazonas.
Visualizar

Pedra fundamental do Liceu Provincial

Em 25 de março de 1881, ocorreu o lançamento da pedra fundamental do edifício do Liceu Provincial, no governo do Dr. Sátiro Dias.
Visualizar

A enchente do rio Amazonas

Você sabia que "no porto de Manaus a subida das águas, de novembro a março, é devido ao represamento do Rio Negro pelo Amazonas"? E que os afluentes do rio Amazonas não enchem ao mesmo tempo...
Visualizar

Inauguração do Hotel Amazonas

A colocação da pedra fundamental foi em 28 de abril de 1947. A inauguração do imponente edifícil do Hotel Amazonas foi em 7 de abril de 1951.
Visualizar

Breve relato sobre a gripe espanhola no Amazonas

Na coluna de Júlio Uchôa, após fazer uma breve pesquisa ele traz um pouco sobre a gripe espanhola que irrompeu em Manaus no ano de 1918, quando os primeiros praças foram internados na Santa...
Visualizar

Os escravos na Província do Amazonas

Segundo a Lei Rio Branco ou Lei do Ventre Livre, existiam no Amazonas em 7 de outubro de 1881, 175 escravos do sexo masculino e 160 do sexo feminino, perfazendo um total de 335 escravos.
Visualizar

Criação da Alfândega de Serpa

A Alfândega de Serpa foi criada em 25 de janeiro de 1874, sendo seu primeiro Inspetor João Antonio da Silva Egues. Sendo o mesmo substituído após seu falecimento.
Visualizar

Conselho Nacional de Geografia

O Conselho Nacional de Geografia em 31 de outubro de 1952, alterou a superfície Estado do Amazonas de 1.595.818 para 1.593.281 km quadrados.
Visualizar

As primeiras Comarcas do Alto Amazonas

Você sabia que as primeiras comarcas desdobradas da Comarca do Alto Amazonas, no regime monárquico, foram as do Solimões (1853) e de Parintins (1858)? Em 1873 foi criada a Comarca do Rio Neg...
Visualizar

Teatro Amazonas, quanto foi gasto?

Segundo documentos oficiais : "Discordam os pesquisadores das cousas regionais, quanto ao valor real da construção do Teatro Amazonas". Na edição do Jornal do Norte, de 27 de junho de 1906: ...
Visualizar

Cadeira de primeiras letras da Vila de Manaus

O cidadão Joaquim Pereira da Mota foi nomeado para reger a cadeira de primeiras letras da vila de Manaus em 1841. Mota também fazia anotações anuais sobre o desenvolvimento individual de seu...
Visualizar

Os gastos do Tesouro Público no Amazonas

No quadro de gastos realizado em 1906, o Teatro Amazonas e a Penitenciária, entre outros, estão na lista dos 10 maiores gastos do Tesouro Público.
Visualizar

Inauguração do Moinho Municipal

A inauguração do Moinho Municipal, aconteceu na administração de Basílio Torreão Franco de Sá, em 4 de janeiro de 1920. Importado do Rio de Janeiro na administração do superintendente Antôni...
Visualizar

1ª Exportação de borracha do Vale Amazônico

Em 1827, segundo estatísticas oficiais, foi realizada a primeira exportação de borracha do Vale Amazônico, pela então Província do Grão Pará, com a pequena quantidade de látex de 31.365 kg n...
Visualizar

Origem da Universidade de Manaus

A Universidade de Manaus foi criada a partir da remodelação da Escola Livre de Instrução Militar, em 22 de novembro de 1908.
Visualizar

Superintendente Agnello Bittencourt

Você sabia que a Escola de Comércio foi inaugurada a 22 de fevereiro de 1910, sendo Superintendente Municipal de Manaus, o professor Agnelo Bittencourt?
Visualizar

Curiosidades sobre o Relógio Municipal

Você sabia que o Relógio Municipal de Manaus, na Avenida Eduardo Ribeiro, foi erigido pelo Prefeito José Francisco de Araújo Lima. E que sua base quadrangular tem 5 metros de altura e é rod...
Visualizar

Construção do jardim da Praça da Constituição

O Interventor Alvaro Botelho Maia dirigiu ao Dr. Francisco Campos, então Ministro da Justiça, um memorial publicado no Diário Oficial em 1939. O superintendente coronel Adolfo Guilherme de M...
Visualizar

Santa Casa de Misericórdia

No governo de Efigenio de Sales, a entrada da Santa Casa de Misericórdia que ficava na rua José Clemente, foi mudada para a rua 10 de Julho.
Visualizar

Grande agitação popular

Ocorreu uma agitação popular na cidade, por causa da subida da canhoneira norte-americana "Wilmington" no rio Amazonas, sem licença prévia. A canhoneira iria seguir para a cidade de Iquitos,...
Visualizar

Superintendência da Defesa da Borracha

O distrito de fiscalização da Superintendência de Defesa da Borracha, sediado em Manaus, era localizado na estrada Epaminondas nº 13. Em seu quadro de pessoal haviam engenheiros civis e auxi...
Visualizar

O naufrágio do vapor Pais de Carvalho

Em 22 de março de 1926, ocorreu o cinistro e naufrágio do vapor Pais de Carvalho, da frota da Amazon River, comandado pelo piloto João de Deus Cabral dos Anjos.
Visualizar

Doutor Àlvaro Botelho Maia

Em 19 de março de 1926, Àlvaro Botelho Maia foi nomeado professor catedrático de Instrução Moral e Cívia no Ginásio Amazonense Pedro II.
Visualizar

Academia Amazonense de Letras

Situado no flanco esquerdo do Instituto Benjamin Constant à praça Antonio Bittencourt, canto da rua Tapajós, o prédio da Academia Amazonense de Letras foi doado, em caráter definitivo, de co...
Visualizar

Os Hotéis de Manaus em 1898

Na obra de Lino de Machado, "Amazônia", foi publicado os nomes dos hotéis que haviam em Manaus por volta de 1898. A lista contem 14 nomes com seus endereços, são eles: Internacional e do Por...
Visualizar

Os visitantes na Chácara o Pensador

Segundo um reporter da época, dia 15 de outubro de 1900, após saberem da morte de Eduardo Ribeiro, muito nomes ilustres estiveram na chácara. Entre eles: Afonso de Carvalho, Raul Azevedo, co...
Visualizar

Prefeito Antonio Botelho Maia

Na Administração do prefeito Antonio Botelho Maia, foi construído a Praça Oswaldo cruz, o Aviaquário Municipal, destinado a coleta, classificação e manutenção de espécies amazônicas.
Visualizar

Voo experimental do hidroplano nº 41

Na coluna de Júlio Uchôa, é falado sobre o voo experimental realizado pelo piloto Fileto Santos do Hidroplano nº 41, modelo 9 tipo Curtiss.
Visualizar

Primeiro vigário geral do Rio Negro

O primeiro Vigário Geral da Comarca do Rio Negro, foi o padre dr. José Monteiro de Noronha, cuja posse se verificou a 2 de maio de 1758. Monteiro escreveu, Roteiro da viagem do Pará, até as ...
Visualizar

Na Coluna de Júlio Uchôa: A educação no Amazonas

Em 1860, haviam 525 alunos matriculados nas escolas particulares e públicas. As mais frequentadas eram: a de Vila Bela (Parintins), Serpa, Maués, Borba, Coari, Tefé, São Paulo de Olivença, e...
Visualizar

Os jardins da Igreja Matriz

Em 28 de outubro de 1901, o Superintendente Arthur Cesar Moreira de Araújo declarou inaugurado os jardins que circundam a Igreja Matriz.
Visualizar

O cinematógrafo em Manaus

A sensação de Manaus em 1904, foi o cinematógrafo. A tela foi montada no camarote do governador, no Teatro Amazonas, pela empresa E. Hervet. Ao término da passagem de uma fita o público ovac...
Visualizar

Farol de pedra no Puraquequara

"A construção de um farol nas pedras de Puraquequara foi autorizada por lei n. 387 de 12 de dezembro de 1902".
Visualizar

Eduardo Gonçalves Ribeiro, laudo médico

"Circunstâncias um tanto misteriosas" mostra o levantamento cadavérico realizado no corpo de Eduardo Gonçalves Ribeiro no dia de sua morte, em 14 de outubro de 1900. Júlio Uchôa descreve com...
Visualizar

Hotel Amazonas, pedra fundamental

Você sabia que "o lançamento da pedra fundamental do suntuoso Hotel Amazonas foi efetuado a 28 de abril de 1947, sendo inaugurado a 7 de abril de 1951"?.
Visualizar

Colégio Estadual Amazonense

O Ginásio Amazonense foi criado a 13 de outubro de 1893, em substituição ao Instituto Normal Superior Ginásio Amazonense Pedro II. Depois passou a ser chamado de outros nomes até receber o n...
Visualizar

Legião Brasileira de Assistência

A Comissão Estadual da Legião Brasileira de Assistência foi fundada no Palácio do Governo, a 12 de setembro de 1942, em sessão solene. A senhora Helena Cidade de Araújo, assumiu a direção da...
Visualizar

Alexandre Rodrigues Ferreira

O médico e naturalista baiano, Alexandre Rodrigues Ferreira, chefiou a primeira brasileira no Pará, Mato Grosso e Amazonas, de 1883 a 1893.
Visualizar

Apresentação no Teatro Amazonas

O grande trágico italiano Giovanni Emanuel, de renome internacional, representou no Teatro Amazonas, a 13 de maio de 1899, o drama KEAN. A estreia ocorreu numa noite de emoção e beleza.
Visualizar

A primeira Companhia no Teatro Amazonas

A primeira Companhia Dramática Nacional a trabalhar no Teatro Amazonas, em 1899, foi a do ator Braga Dias junto com a atriz Adelaide Coutinho.
Visualizar

O Jornal do Commercio e os Diários Associados

O Jornal do Comércio, fundado pelo dr. Rocha dos Santos em 02 de janeiro de 1904, passando mais tarde, a propriedade e direção do dr. Vicente Torres da Silva Reis, foi incorporado aos "Diári...
Visualizar

Àlvaro Maia no Teatro Amazonas

Álvaro Maia recitou, no ano de 1923, em comemoração à centenária adesão do Amazonas à Independência sua famosa "Canção de Fé e Esperança".
Visualizar

Os cabanos em Manaus

Os cabanos invadiram a cidade de Manaus em 6 de março de 1836, permanecendo até 31 de agosto. Seus lideres foram Apolinário Maparajuba e Bernardo de Sena.
Visualizar

A primeira Constituição do Amazonas

A primeira Carta Política do Estado foi decretada a 13 de março de 1891 por Eduardo Gonçalves Ribeiro. Em 1903 começou as obras do porto de Manaus.
Visualizar

A febre amarela no Amazonas

Em 1856, ocorreu um surto de febre amarela, transmitida por uma espécie de mosquito, em todo o Amazonas, atacando cerca de 70% da população.
Visualizar

Cemitério São João Batista

Em novembro de 1903, 12 anos após sua inauguração, ocorreram as primeiras exumações no cemitério Municipal de São João Batista. Adolfo Lisboa autorizou os procedimentos de exumação, quebrand...
Visualizar

Formação territorial do Amazonas

A formação territorial do Amazonas começou depois da grande penetração do intrépido bandeirante Pedro Teixeira, ligando Belém a Quito, no então vice-reinado do Peru, pelas águas que cortam o...
Visualizar

Os pracinhas do Amazonas

Você sabia que "a 4 de agosto de 1807, seguiu para Canudos, no sertão baiano, sob o comando do tenente-coronel Cândido José Mariano, o 1º Batalhão de Infantaria, do então Regimento Militar d...
Visualizar

Augusto Ximeno de Vileroy

O tenente de engenheiros Augusto Ximeno de Vileroy, primeiro governador republicano do Amazonas, assumiu em 4 de janeiro de 1890. Em novembro do mesmo ano, Vileroy passa as funções govername...
Visualizar

Município de Xibaua, atual Carauari

Foi na administração do governador Jonathas de Freitas Pedrosa em 1913, que o município de Xibaua recebeu o nome de Carauari e também foi por ele autorizado a realização da demarcação dos li...
Visualizar

Freguesia de Codajás e Coari

Você sabia que "a lei nº 287, de 1 de maio de 1874, no governo de Domingos Monteiro Peixoto, 14º presidente da Província, elevou as freguesias de Codajás e Coari à categoria de vilas, com as...
Visualizar

Ajuricaba, aprisionado pelos portugueses

Em 1727, o chefe indígena Ajuricaba, após ser aprisionado pelos portugueses, se atira acorrentado nas águas do rio Negro para fugir da prisão.
Visualizar

Samuel fritz, o apóstolo do Amazonas

O Padre Samuel Fritz, foi cognominado como o Apóstolo do Amazonas. Fritz faleceu em 20 de março de 1752, em Quito, aos 71 anos de idade, 40 deles usados nas missões amazônicas.
Visualizar

Jornal divulga gratificação por escrava

"Nuno Alves Pereira de Melo Cardoso, [...] prometia gratificar a quem capturasse sua escrava Angelina, de 25 anos presumíveis, que fugira, em estado de gravidez bem adiantado.
Visualizar

Os soldados do Amazonas na Guerra do Paraguai

O Amazonas enviou 1.500 soldados para a Guerra do Paraguai. Os sobreviventes, apenas 55, retornaram a Manaus em 25 de julho de 1870, comandados pelo capitão honorário Marcelino José Nery.
Visualizar

Vila Bela da Imperatriz, atual Parintins

A Vila Bela da Imperatriz, passa a se chamar Parintins, na administração do presidente da Província Sátyro de Oliveira Dias, em 30 de outubro de 1880.
Visualizar

Criação do Diário Oficial do Amazonas

Segundo o decreto nº 1, de 31 de agosto de 1892, foi criado a Imprensa Oficial, que recebeu o nome de Diário Oficial do Estado do Amazonas.
Visualizar

Imigração japonesa no Amazonas

Foi Efigênio Ferreira de Sales, durante seu governo, que conduziu a imigração japonesa no Amazonas, com contrato de opção, publicado no Diário Oficial, de 12 de março de 1927.
Visualizar

O bombardeio de Manaus

No governo de Antonio Clemente Ribeiro Bittencourt, a cidade de Manaus foi duramente bombardeada em 8 de outubro de 1910, por forças federais.
Visualizar

A compra do Palácio Rio Negro

O Palácio Rio Negro, foi adquirido pelo governador Pedro de Alcântara Bacelar, por Cr$ 200.000,00, a 30 de janeiro de 1918. O Palácio foi usada como residência particular de Waldemar Scholz,...
Visualizar

Cinco de Setembro, o primeiro periódico impresso amazonense

O Cinco de Setembro, foi o primeiro periódico impresso do Amazonas, em 3 de maio de 1851. Passou a ser chamado de Estrela do Amazonas após inaugurada a província.
Visualizar

Tenreiro Aranha 1º Presidente da Província

Você sabia que Tenreiro Aranha governou a Província do Amazonas, como seu primeiro presidente, de 1 de janeiro de 1852 a 27 de junho do mesmo ano?. A 24 de maio de 1884, houve total emancipa...
Visualizar

Manoel Francisco Machado, Barão do Solimões

A Coluna é feita de curiosidades referentes ao Amazonas. Tais como: Que o Barão do Solimões, Manoel Francisco Machado, foi o último presidente da Província e tinha sua formação pela Universi...
Visualizar