Este acervo conta com vários recortes de fotografias e charges da Revista O Malho, conhecida por suas sátiras relacionadas a história política do Estado do Amazonas e que circularam durante os anos de 1907 e 1952.

O comércio e a crise da Borracha

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 576 ano XII – 27 de setembro de 1913.

Visualizar

Intervenção: solução para a crise da Borracha

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 576 ano XII – 27 de setembro de 1913.

Visualizar

A “renúncia” de Jonathas Pedrosa

Instantâneo a lápis da Revista O Malho mostrando a alegria da população amazonense pela suposta renúncia do governador Jonathas Pedrosa.

Visualizar

Greve em favor da Borracha, 1913

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 577 ano XII – 4 de outubro de 1913.

Visualizar

Charge sobre a crise no Amazonas

Na charge do O Malho, Rivadavia, Hermes e Zé Povo conversam assim sobre a crise que está afetando o Amazonas. Por causa da crise o comércio fechou as portas.

Visualizar

A crise da borracha no Amazonas e Pará

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 577 ano XII – 4 de outubro de 1913.

Visualizar

A “reforma”da Constituição do Amazonas, 1913

Na charge da Revista O Malho, lado esquerdo, podemos ver a figura da “justiça” sendo agredida pela nova Constituição do Amazonas.

Visualizar

Decadência da Borracha no Amazonas, 1913

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Visualizar

Força Policial do Estado do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 570 ano XII – 16 de agosto de 1913.

Visualizar

Charge sobre a politicagem em Manaus

A charge do O Malho é sobre a politicagem que reina em Manaus. Os comerciantes tiveram então que fechar as portas por causa dos tiroteios. Fonte: O Malho, Ed. 569 ano XII – 9 de agosto de 1913.

Visualizar

Família reunida na fazenda “Cantidia”

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 566 ano XII – 19 de julho de 1913.

Visualizar

Liga de Proteção à pobreza no Amazonas (1)

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 597 ano XIII – 21 de fevereiro de 1913.

Visualizar

Os progressos da politicagem

Num telegrama enviado de Manaus, constava em seu conteúdo que um grupo armado assaltou a casa do vice governado do Estado do Amazonas.

Visualizar

Liga de Proteção à pobreza no Amazonas (2)

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 597 ano XIII – 21 de fevereiro de 1913.

Visualizar

Ataques ao governador Jonathas Pedrosa

A figura do governador Jonathas de Freitas Pedrosa, sentado numa rede, sendo atacado por uma nuvem de mosquitos, faz referência a todos os ataques sofridos pelos governadores que ocupam o cargo.

Visualizar

Charge sobre a revolta do Amazonas

Na charge sobre a revolta do Amazonas, O Malho mostrou que os personagens, governador Jonathas Pedrosa e seu vice Guerreiro Antony, fugindo das forças federais.

Visualizar

Eleição ao Senado Federal, 1913

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 553 ano XII – 19 de abril de 1913.

Visualizar

Charge sobre a crise da borracha

O Zé Povo, criado pela Revista O Malho, em conversa com o então governador Jonathas Pedrosa pergunta sobre a crise da borracha no Amazonas.

Visualizar

Grupo de defesa da borracha em Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 548 ano XII – 15 de março de 1913.

Visualizar

Charge sobre Jonathas Pedrosa

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 540 ano XII – 18 de janeiro de 1913.

Visualizar

Jonathas Pedrosa governador do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 539 ano XII – 11 de janeiro de 1913.

Visualizar

Governador Bittencourt versus Sá Peixoto, 1913

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 538 ano XII – 4 de janeiro de 1913.

Visualizar

Família reunida em Paricatuba, Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 531 ano XI – 16 de novembro de 1912.

Visualizar

Empastelado O Conservador em Itacoatiara

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 531 ano XI – 16 de novembro de 1912.

Visualizar

Habitação característica do interior do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 526 ano XI – 12 de outubro de 1912.

Visualizar

Edifício do Hospital Militar construído em 1808

Edifício do Hospital Militar construído em 1808. Segundo informações o edifícil foi construído no local onde existia um antigo cemitério de indios.

Visualizar

Bittencourt indicado ao Senado Federal

Dá cá, toma lá… o governador do Amazonas Antonio Clemente Ribeiro Bittencourt, aderiu novamente aos Nery, em troca de uma cadeira no Senado Federal.

Visualizar

Charge sobre a política Amazonense

Na charge do O Malho, o Zé Povo fala que não imaginava que o governo do Amazonas se rendesse tão facilmente aos Nerys.

Visualizar

Coronel Leopoldino de Parintins

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 504 ano XI – 11 de maio de 1912.

Visualizar

Proprietário, amigos e fregueses do “Arapuca”

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 495 ano XI – 9 de março de 1912.

Visualizar

Funcionários da casa de detenção de Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 495 ano XI – 9 de março de 1912.

Visualizar

A Oligarquia Nery no Amazonas

Na edição especial da Revista O Malho de setembro de 1952, em comemoração aos 50 anos de sua fundação, é feita uma reportagem sobre a oligarquia da família Nery no Amazonas.

Visualizar

Herbert Lessa de Azevedo

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 149 ano L – junho de 1952.

Visualizar

Alunos do Colégio Universitário em Manaus

Os alunos do Colégio Universitário em Manaus estavam acompanhados dos senhores José Ramos, José Chevalier, Walmick Chevalier, Alfredo Carvalho, Cassiano Nascimento e Albino Gomes.

Visualizar

Júlio Nery inaugura edifício Rio Negro

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 78 ano XLIV – julho de 1946.

Visualizar

Posse do interventor do Amazonas, Júlio Nery

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 74 ano XLIV – março de 1946.

Visualizar

Eleição municipal em Codajás, Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 491 ano XI – 10 de fevereiro de 1912.

Visualizar

Acampamento de manobras na Ponta do Ismael

Na imagem, encontravam-se reunidos no acampamento de manobras na Ponta do Ismael, os militares da 1ª Região Militar e o 19º Grupo de Montanha.

Visualizar

Vista parcial do acampamento dos soldados da Borracha

Na imagem podemos ver a chegada dos novos soldados da borracha no acampamento em Ponta Pelada. Ao fundo podemos ver as árvores que cercam o acampamento.

Visualizar

Militares em acampamento perto de Manaus

Fotografia tirada no acampamento próximo de Manaus, do coronel Rego Barros, dos membros do grupo de inferiores do 46 de caçadores e do 19º grupo de montanha.

Visualizar

Mulheres e o beneficiamento da Borracha em 1944 (2)

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 52 ano XLII – maio de 1944.

Visualizar

Piquenique na ponta do Marapatá, Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 485 ano X – 30 de dezembro de 1911.

Visualizar

Mulheres e o beneficiamento da Borracha em 1944 (1)

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 52 ano XLII – maio de 1944.

Visualizar

Leitores assíduos de O Malho, 1911

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 478 ano X – 11 de novembro de 1911.

Visualizar

Marco limite entre Amazonas e Mato Grosso, 1911

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 471 ano X – 23 de setembro de 1911.

Visualizar

Acampamento dos soldados da Borracha

Imagem das acomodações, em Ponta Pelada, que iriam receber os novos soldados da borracha. Ao fundo podemos ver o Rio Negro.

Visualizar

Festa na fazenda do major Sotero, Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 467 ano X – 26 de agosto de 1911.

Visualizar

Grupo carnavalesco na Vila de Borba

Na fotografia tirada no carnaval de 1911, mostra um grupo carnavalesco na Vila de Borba. Na foto o grupo é formado por jovens e adultos.

Visualizar

Festejo religioso em Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 462 ano X – 22 de julho de 1911.

Visualizar

Porto de Manaus em 1944

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 52 ano XLII – maio de 1944.

Visualizar

Imagem da avenida Eduardo Ribeiro

Vista aérea da avenida Eduardo Ribeiro, tendo ao fundo o Rio Negro e as torres da Igreja da Matriz. Ainda podemos ver o trabalho de podagem feito nas árvores nas calçadas da avenida.

Visualizar

Monumentos Arquitetônicos de Manaus em 1938

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 290 ano XXXVII – 22 de dezembro de 1938.

Visualizar

Inauguração do Departamento de Saúde do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 188 ano XXXV – 7 de janeiro de 1937.

Visualizar

Porque desaparecem os nossos indígenas?

Porque desaparecem os nossos indígenas? Na edição do O Malho, é mostrada as várias causas que influenciaram o desaparecimento dos povos indígenas nas Américas.

Visualizar

Habitação ribeirinha na Amazônia em 1935

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 123 ano XXXIV – 10 de outubro de 1935.

Visualizar

Convênio para a valorização da borracha, 1911

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 447 ano X – 8 de abril de 1911.

Visualizar

Formandos do curso Ginasial, 1910

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 430 ano IX – 10 de dezembro de 1910.

Visualizar

Chegada de Bittencourt em sua residência

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 429 ano IX – 03 de dezembro de 1910.

Visualizar

Abertura do Congresso Estadual do Amazonas

Solenidade que abriria oficialmente os trabalhos do Congresso Estadual do Amazonas, com a participação da banda de música que aguarda, enfileirados, na avenida Sete de Setembro.

Visualizar

Governo Federal ordena retorno de Bittencourt

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas.

Visualizar

Miss Amazonas de 1929

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 1.347 ano XXVIII – 20 de abril de 1929.

Visualizar

A briga das feras pelo poder no Amazonas

Na charge da Revista O Malho vemos sobre o caso do Amazonas ou a briga das feras, onde a briga pelo poder é simbolizada pelos jacarés.

Visualizar

Ephigênio Salles, governador do Amazonas em 1926

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 1.254 ano XXV – 25 de setembro de 1926.

Visualizar

3ª Companhia de Metralhadoras

Imagem retirada da Revista O Malho. Na foto posando para o fotógrafo, estão os membros da 3ª Companhia de Metralhadoras que retornaram a pouco tempo do Amazonas.

Visualizar

Edifício dos Correios do Amazonas

O prédio de estilo eclético, possui revestimento cerâmico e tijolos aparentes em toda fachada. Sua construção datada do início do século XX foi para abrigar a firma Marius & Levy.

Visualizar

Agência Vale Quem Tem de Manáos

Imagem da festa realizada, num bonde, pela Agência Vale Quem Tem em Manaus. A comemoração foi porque a Loteria Federal vendeu o bilhete premiado a um apostador de Manaus. 

Visualizar

Ecos do Centenário da Independência do Brasil

Fotografias do O Malho mostram a concentração de pessoas que foram comemorar o Centenário da Independência do Brasil. Chamam atenção a iluminação noturna dos edifícios.

Visualizar

Centenário da Independência do Brasil em Manaus

Fotografias da revista “O Malho”, mostram a reunião de pessoas em diversos locais da cidade de Manaus em comemoração ao Centenário da Independência do Brasil.

Visualizar

Bittencourt volta ao governo do Amazonas em 1910

Na charge do O Malho, o governador do Amazonas, Antonio Clemente Ribeiro Bittencourt está sendo posto, novamente, no comando do Estado. Isto com o apoio do presidente Nilo Peçanha.

Visualizar

Funcionários da “The Manáos Markets”

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 1.110 ano XXII – 22 de dezembro de 1923.

Visualizar

Tenente coronel Virgílio de Barros de Coari

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 419 ano IX – 24 de setembro de 1910.

Visualizar

Banda de Música do 27º Batalhão de Caçadores

Na fotografia estão os integrantes da Banda de Música do 27º Batalhão de Caçadores. O 27º Batalhão de Caçadores ficava aquartelado na cidade de Manaus.

Visualizar

A morte de Thaumaturgo de Azevedo

O marechal Gregório Thaumaturgo de Azevedo, militar do Exército Brasileiro, faleceu em agosto de 1921. O Malho faz um pequeno histórico da vida do marechal Thaumaturgo.

Visualizar

A chegada de Thaumaturgo de Azevedo a Manaus

Na imagem retirada da Revista O Malho, uma parte da população de Manaus aguarda a chegada do marechal Thaumaturgo de Azevedo a cidade. A foto foi tirada na frente do Paço da Liberdade.

Visualizar

Auxiliares do Jornal do Commercio de Manaus

Na fotografia constam parte do corpo tipográfico do Jornal do Commercio de Manaus: Santos Aranha, Raymundo Caboclo, José Godinho Ferreira, Roque Peixoto, Roque Braga entre outros.

Visualizar

A crise da borracha nos seringais do Amazonas

Na charge da Revista O Malho os trusts norte americanos com suas calças listradas prendem a borracha, retratada por uma mulher, a uma árvore.

Visualizar

Eleição ao senado, 1920

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 923 ano XIX – 22 de maio de 1920.

Visualizar

Briga Política no Amazonas

Na charge do O Malho é mostrado a luta entre duas feras, a sussuarana e a onça pintada. As feras representam os rostos do governador Antonio Bittencourt e do senador Silvério Nery.

Visualizar

Diplomados da Escola Normal em 1918

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 876 ano XVIII – 28 de junho de 1919.

Visualizar

Família de Luiz A. Costa, 1919

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 858 ano XVIII – 22 de fevereiro de 1919.

Visualizar

Grupo de salva-vidas em Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 401 ano IX – 1910.

Visualizar

Indicação de Silvério Nery ao Senado

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 804 ano XVII – 9 de fevereiro de 1918.

Visualizar

Maximino Corrêa e a indústria no Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 793 ano XVI – 24 de novembro de 1917.

Visualizar

Família Archanjo Monteiro, 1910

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 394 ano IX – 2 de abril de 1910.

Visualizar

Posse conturbada do governador Alcântara Bacellar

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 748 ano XVI – 13 de janeiro de 1917.

Visualizar

Piquenique nos arrabaldes de Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 381 ano IX – 1º de janeiro de 1910.

Visualizar

Carro enfeitado para o Carnaval de Manaus em 1917

O carro com seus ocupantes que aparece na edição do O Malho foram clicados ao lado do Teatro Amazonas. Na ocasião os mesmos estavam enfeitados para o desfile no carnaval de 1917.

Visualizar

Educação no Amazonas em 1916

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 744 ano XV – 16 de dezembro de 1916.

Visualizar

Charge sobre o caso do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 374 ano VIII – 13 de novembro de 1909.

Visualizar

Sessão da Assembleia Legislativa do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 736 ano XV – 21 de outubro de 1916.

Visualizar

Barracão do seringal Soccó no Amazonas

Na fotografia do O Malho estão os extratores do látex do seringal Soccó juntamente com suas esposas e filhos. Na imagem podemos ver as inúmeras crianças que habitam o seringal.

Visualizar

Thaumaturgo de Azevedo versus Alcântara Bacellar

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 736 ano XV – 21 de outubro de 1916.

Visualizar

Conde José Sabbatini (2)

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 353 ano VIII – 19 de junho de 1909.

Visualizar

Pic-nic no Bosque Municipal Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 731 ano XV – 16 de janeiro de 1916.

Visualizar

Banda de Música de Coari

Na fotografia tirada da Revista O Malho, estão os integrantes da Banda de Música do município de Coari. A Banda tocou em homenagem ao novo governo municipal e também a sua criação. 

Visualizar

Diplomados da Escola Normal em 1907

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 346 ano VIII – 1º de maio de 1909.

Visualizar

Alcântara Bacellar e as eleições no Amazonas

Na charge do O Malho a disputa eleitoral para ocupar o cargo de governador do Amazonas é ilustrado como uma caçada, onde os caçadores são Silvério Nery e Jonathas Pedrosa.

Visualizar

Irmandade Nery

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 346 ano VIII – 1º de maio de 1909.

Visualizar

General Thaumaturgo de Azevedo e o Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 716 ano XV – 3 de junho de 1916.

Visualizar

Coronel Alberto Ventura da Conceição

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 339 ano VII – 13 de março de 1909.

Visualizar

Candidatos ao governo do Amazonas em 1916

O governador Jonathas Pedrosa aparece na charge tentando espantar a nuvem de mosquitos que teimam em atacar o dr. João Lopes, seu indicado ao governo do Amazonas.

Visualizar

Inauguração da Alfândega de Manaus

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 339 ano VII – 13 de março de 1909.

Visualizar

Força Policial do Amazonas de 1916

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 712 ano XV – 6 de maio de 1916.

Visualizar

Piquenique em Cachoeirinha

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 334 ano VIII – 6 de fevereiro de 1908.

Visualizar

Variante da oligarquia dos Nerys

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 290 ano VII – 4 de abril de 1908.

Visualizar

Cerimônia de casamento em Manacapuru

Fotografia do O Malho retrata a festa de casamento do capitão Ignácio Gomes de Oliveira, na Fazenda Santa Luzia em Manacapuru. Na foto ao centro, estão os noivos e seus convidados.

Visualizar

Fraude na eleição ao governo do Amazonas 1916

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 731 ano XV – 16 de setembro de 1916.

Visualizar

Grupo Pessoal do Avança

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 281 ano VII – 1º de fevereiro de 1908.

Visualizar

Enlace Nery-Reis

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 689 ano XIV – 27 de novembro de 1915.

Visualizar

Fraude na eleição à Assembleia Estadual do Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 689 ano XIV – 27 de novembro de 1915.

Visualizar

Conde José Sabbatini

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.
Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.
Fonte: O Malho, Ed. 264 ano VI – 15 de outubro de 1907.

Visualizar

Jonathas Pedrosa versus a tribo dos Nerys

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 676 ano XIV – 28 de agosto de 1915.

Visualizar

Matriz de Nossa Senhora de Nazaré em Manacapuru

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 655 ano XIV – 3 de abril de 1915.

Visualizar

Decadência da Borracha no Amazonas

Recortes de fotografias e charges publicadas na revista “O Malho”, do Rio de Janeiro, relacionadas à história política e social do Estado do Amazonas, que circularam no período de 1907 a 1952.

Fundada por Luís Bartolomeu de Souza e Silva, “O Malho” foi a primeira no país a substituir a pedra litográfica pela placa de zinco. Seu conteúdo principal era voltado para assuntos relacionados à vida política do país, à cultura e à crítica de costumes à época presentes através de charges, artigos e fotografias.

Fonte: O Malho, Ed. 605 ano XIII – 18 de abril de 1914.

Visualizar

Banquete oferecido a Silvério Nery

Na fotografia tirada do O Malho podemos ver, ao redor de uma mesa, os ilustres convidados do banquete oferecido em Lisboa ao senador Silvério Nery.

Visualizar

19º Grupo de Artilharia Montada

Na imagem aparecem algumas crianças com chapeu de papel. Segundo a legenda, o Grupo de Artilharia estaria fazendo um treinamento pacífico.

Visualizar

Charge de Constantino Nery

Na charge o governador Constantino Nery segura em sua mão, seu irmão Silvério Nery. Dizem que Silvério está se preparando para assumir o governo no lugar de seu irmão.

Visualizar