Praça Marechal Thaumaturgo Já Extinta

Praça Marechal Thaumaturgo Já Extinta

Vista Praça Marechal Thaumaturgo Já Extinta. Em formato de canteiro central, hoje extinto, estendia-se assim da avenida Floriano Peixoto com as ruas dos Andradas, Theodoreto Souto e Doutor Moreira, até a Praça Tenreiro Aranha.

Recebeu a nomenclatura Praça Marechal Thaumaturgo em 1921, por meio da Lei 1.107, de 27 de outubro, proposta pelo então intendente municipal Sérgio Rodrigues Pessoa. Em 1934, na gestão municipal de Pedro Severiano Nunes,concluiu-se o seu calçamento com pedra tosca e a construção das bordaduras e sarjetas.

Com a construção do então Hotel Amazonas, uma parte considerável dessa Praça teve sua desativação no final da década de 1940. Restando-lhe, apenas, um jardim, situado no encontro das ruas Floriano Peixoto, dos Andradas, Doutor Moreira e Theodoreto Souto.

Em 5 de abril de 1951, por meio da Lei Municipal 322, essa área restante foi denominada Praça Adalberto Valle em homenagem ao fundador do Hotel Amazonas – que viria a ser inaugurado dois dias depois. A então Praça desapareceu na década de 1970 devido às intervenções estruturais realizadas no sistema viário.

In: Relatório do prefeito municipal Pedro Severiano Nunes, 1934.

Imagem retirada do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.