Monumento em Homenagem à Abertura dos Portos

Monumento em Homenagem à Abertura dos Portos

Vista do então monumento em Homenagem à Abertura dos Portos que possui quatro faces, cada uma simbolizando um continente. A Europa, por uma águia de asas abertas e um menino na ponta da barca. A Ásia, pela cabeça de um leão persa e um menino. A África, por um menino que segura assim duas presas de elefante e por uma figura de proa em formato de cabeça egípcia. A América, pelo primeiro navio viking que aportou na América do Norte.

Foto: Marcelo Borges.

Confeccionada por De Angelis no ateliê de Enrico Quattrini, em Roma, Itália. As peças do Monumento à Abertura dos Portos chegaram assim trazidas para Manaus em partes separadas.

Esse Monumento teve sua restauração em 1995 graças à reforma realizada pela então Prefeitura de Manaus em parceria com a empresa Xerox do Brasil. Foram substituídas assim as âncoras douradas de adornos das colunas – arrancadas pela ação de vândalos. Para a proteção desse marco, foi então colocado um gradil de ferro, mais tarde, retirado durante a reforma da praça São Sebastião ocorrida entre 2003 e 2004. Nessa época, o então Monumento também recebeu iluminação especial.

Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.