Igreja de Nossa Senhora de Nazaré no Bairro Adrianópolis

Igreja de Nossa Senhora de Nazaré no Bairro Adrianópolis

Fachada principal da igreja

Washington Saturnino da Cruz

Com o nome de capela de São Saturnino, a primeira sede dessa Igreja foi construída em uma chácara na então rua Paraíba. A Chácara era de propriedade pertencente à Washington Saturnino da Cruz, funcionário da Alfândega.

Esse pequeno templo foi erguido e teve sua inauguração entre os anos de 1912 e 1913 e sua primeira missa foi celebrada por frei José de Leonissa, vigário da Paróquia de São Sebastião.

A primeira igreja própria erguida em honra a Nossa Senhora de Nazaré é datada de 1914. Sua construção ocorreu em um terreno doado por José Carneiro dos Santos, localizado no entorno da então praça Orlando Lopes, atual Nossa Senhora de Nazaré.

A inauguração da parte interna desse primitivo templo ocorreu em 19 de novembro de 1933, mas, somente em 1934 é que seria totalmente concluído. Oito anos mais tarde, essa ermida de madeira cedeu lugar a outra em alvenaria.

Em 11 de junho de 1948, o bispo Dom João da Mata de Andrade e Amaral elevou assim essa Igreja à condição de Paróquia e confiou sua coordenação pastoral aos recém-chegados missionários italianos do Pontifício Instituto das Missões Estrangeiras. Seu primeiro vigário foi o padre Domingo Rossi. Entre 1963 e 1964, durante a então administração do padre Carlos Forcella, esse templo foi ampliado com a construção das laterais da sua nave central.

Círio de Nazaré

Hoje, a igreja integra o então complexo da praça Nossa Senhora de Nazaré – situado no cruzamento da avenida   denominada, recentemente, Mário Ypiranga Monteiro, ex-rua Recife, com a rua Fortaleza, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, onde existe uma estátua da Santa.

O dia de Nossa Senhora de Nazaré tem sua comemoração no dia 8 de outubro. Todos os anos, essa Paróquia organiza, em Manaus, o tradicional Círio de Nazaré, com missas e procissões.

A programação inicia assim com a trasladação da imagem da Virgem de Nazaré até a igreja de Fátima, no bairro Praça 14 de Janeiro. Retornando no dia seguinte para a igreja da Padroeira.

Foto: Thiago Duarte.

Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.