Escola Estadual Carvalho Leal

Escola Estadual Carvalho Leal

  Fachada principal da Escola Estadual Carvalho Leal

Instituição de ensino também criada pelo presidente do Estado do Amazonas, Ephigênio de Salles (Decreto 74, de 27 de dezembro de 1926), a então Escola Estadual Carvalho Leal recebeu essa nomenclatura em homenagem ao republicano Domingos Theóphilo de Carvalho Leal.

A inauguração desse Grupo Escolar ocorreu no dia 1º de janeiro de 1927, instalado na então chácara Affonso de Carvalho – situada na rua Codajás, bairro Cachoeirinha –, que precisou ser reconstruída e adaptada pela administração estadual.

Em 1928, essa mesma chácara recebeu assim a instalação da Creche Alice de Salles, dirigida por Maria de Miranda Leão. Fundada em abril desse ano, servia para abrigar os filhos de até cinco anos de idade dos portadores de hanseníase.

A Creche Alice de Salles – que recebeu esse nome em homenagem à filha daquele ex-presidente do Estado – era subordinada ao então Leprosário Belisário Penna, hospital destinado aos doentes do mal de Hansen, instalado no antigo prédio do Instituto Affonso Penna, na localidade de Paricatuba, hoje, distrito do município de Iranduba.

A construção da atual sede da então Escola Estadual Carvalho Leal – na rua Borba, também no bairro Cachoeirinha – foi iniciada em 1948 e inaugurada no ano seguinte, em 5 de setembro. O prédio dessa Escola tem um pavimento com quinze salas de aula e oferece Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos – EJA.

Carvalho Leal 5.8.1854 a 3.6.1916

Domingos Theóphilo de Carvalho Leal era natural de São Luís/MA. Iniciou seus estudos primários em sua cidade natal e concluiu o Secundário no Rio de Janeiro. Para continuar os estudos, seguiu para a Suíça, onde se graduou em Filosofia e Belas-Artes, na Universidade de Zurique. Quando retornou ao Brasil, em 1879, foi então morar em Belém/PA e dedicou-se à divulgação dos ideais republicanos.

Em 1880, transferiu-se para a então capital amazonense. Nove anos depois, participou da então fundação do Clube Republicano do Amazonas. Que, mais tarde, tornou-se o Partido Democrático. Foi o único civil a compor assim a Junta Governativa Provisória do Estado do Amazonas, instalada em 21 de novembro de 1889. Carvalho Leal também foi jornalista, professor e escritor.

Foto: Alex Pazuello.

Acervo: Moacir Andrade.

Acervo: Centro Cultural dos Povos da Amazônia – CCPA.

Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.