Biblioteca Ramayana de Chevalier do IGHA

Biblioteca Ramayana de Chevalier do IGHA

Fachada do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA), onde funciona a biblioteca Biblioteca Ramayana de Chevalier

A biblioteca especializada pertencente ao então Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas deu início a suas atividades na mesma data da fundação desse instituto, em 25 de março de 1917. A denominação Ramayana de Chevalier passou a ser adotada seis décadas mais tarde, em 20 de maio de 1982.

Essa unidade de informação possui um acervo significativo sobre a história do nosso Estado. Destaque para a então coleção de jornais publicados entre 1852 e 1946, adquirida junto aos herdeiros do colecionador J. B. Farias e Souza.

A Ramayana de Chevalier também dispõe assim de algumas raridades entre suas coleções, como manuscritos do século XIX, Relatórios, Mensagens e Regulamentos Governamentais, Leis Orgânicas e Orçamentárias, publicações de viajantes naturalistas e um acervo fotográfico dos séculos XIX e XX.

O atual acervo dessa Biblioteca detém mais de 16 mil títulos. Funciona no andar superior do prédio do Igha, localizado na rua Frei José dos Inocentes, n. 131, Centro.

RAMAYANA DE CHEVALIER  24.9.1909 A 3.8.1972

Walmik Ramayana Paula e Souza de Chevalier nasceu em Manaus e realizou seus estudos Primários no então antigo Instituto Universitário Amazonense. Concluiu o curso de Humanidades no então Ginásio Amazonense D. Pedro II. Em 1931, graduou-se pela então Faculdade de Medicina da Bahia. De volta a sua terra natal, tornou-se médico da Santa Casa de Misericórdia e médico suplente da Beneficente Portuguesa.

Representou o Amazonas na então Primeira Conferência Interamericana de Higiene Mental, no Rio de Janeiro. Na Argentina, representou o nosso País como membro da Delegação Brasileira de Intelectuais. Professor contratado de Medicina Legal da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Manaus, foi também membro da Academia Amazonense de Letras – ocupando a Cadeira de número 2 –, do Igha e da Sociedade Brasileira de Geografia.

Foto: Durango Duarte.

Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.