Antigo Cemitério dos Remédios

Durango Duarte - Antigo Cemitério dos Remédios

A criação do antigo Cemitério dos Remédios, ou da Cruz, aconteceu no dia ano de 1854. A então necrópole era na Rua da Cruz, atual Leovegildo Coêlho e da Rua dos Andradas, no centro.

A administração municipal preparou esse terreno próximo da Igreja dos Remédios e, assim que ficou pronto, começou a realizar os sepultamentos públicos da cidade lá. Na época, o juiz de Direito da Comarca, doutor Manoel Gomes Corrêa, proibiu o enterro de cadáveres nos templos ou em seus terrenos.

Além disso,  ele adicionou uma multa de vinte mil réis ou oito dias de prisão para quem não respeitasse a ordem.

Em 1856, os sepultamentos passaram a ser realizados no Cemitério São José, hoje extinto.

Representação da vista do local em que ficava o antigo Cemitério dos Remédios. No centro, ao fundo, vê-se a igreja de Nossa Senhora da Conceição.

Gravura: Sant’Anna Nery. In: Le Pays des Amazones, 1885. Frederico José de Sant’Anna Nery.

Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.