Um recanto do Éden, igarapé do bairro de São Jorge

Um recanto do Éden, igarapé do bairro de São Jorge

O leitor que aprecia dar largas à imaginação poderá achar na paisagem um recanto do Éden. Um recanto qualquer, onde a beleza da natureza, o verde da mata e a paz do ambiente fossem a constante.

A foto não foi tirada no Éden. Foi sim tirada no então Igarapé do bairro de São Jorge. No qual entretanto, os moradores das proximidades também encontram beleza na natureza, verde na mata e paz no ambiente. E água para ajudar a molhar a secura da semana de fadigas. Conquistadas nas fábricas, nas usinas e em vários outros locais de onde tiram o pão de cada dia.

Outra foto poderia ser tirada em outros lugares e colocada em cima desta legenda, sem prejuízo para a descrição, pois o cinturão de Manaus é pródigo em cenas assim. Nos “banhos” da BR-17, da AM-1 e da Estrada do V-8, sempre as peixadas (que infalivelmente completam o ambiente) são mais fartas, a bebida é mais cara e a gente mais “Vip”. No Igarapé do Quarenta, naquele de São Jorge e outros já não se observa o mesmo. Mas na alegria, no prazer do então contato íntimo com a natureza e no objetivo do descanso eles são iguais.

Coluna A Cidade em Foto do Jornal A Gazeta, 17 de fevereiro de 1964.