Dentro da água também se brinca

Dentro da água também se brinca

Antes de mais nada, folião que é folião não escolhe passarela. Nem fantasia. Que pra brincar, como diz a marchinha com dinheiro ou sem dinheiro…E o carnaval dentro d’água, em manhã de domingo, tem suas vantagens. Diverte e tira ressaca, o que não deixa de ser a mesma coisa, ou divertida. Essa animação toda, com uns mergulhos acontece nos balneários da cidade, com cenas que se repetem idênticas a esta de domingo último, no Guanabara Clube de Campo. E não digam que a pose foi para o fotógrafo. Que essa gente ai brinca nos salões e no asfalto, desde que seja carnaval. E vale como um convite para aquele que, devido ao reumatismo, ataque de asma, fígado e outras mazelas, ficam deitados em casa, esquecendo que o melhor da vida é brincar. E, enfim, que o carnaval tai.

Coluna A Cidade em Foto do Jornal A Gazeta, 05 de fevereiro de 1964.