Cartão postal para turismo abstrato

Cartão postal para turismo abstrato

Não é pagode chinês. Tão pouco uma palafita e muito menos, embora pareça, um pombal em estilo modernista. Entre o asfalto da Major Gabriel e o leito seco do igarapé da primeira ponte, a residência assim, se criou contrariando todas as regras arquitetônicas. Tem leme, proa, passadiço, aviso aos navegantes. Mas não é navio. Também possui telhado. Na falta de simetria pode ser encontrado muita beleza. Em seus seis andares, um pouco de majestade sobre os humildes flutuantes da margem oposta. Oscar Niemeyer e Lúcio Costa perderam o cartaz. Se Juscelino soubesse Brasília seria bem diferente.

Coluna A Cidade em Foto do Jornal A Gazeta, 04 de novembro de 1963.