São Sebastião é guerreiro militar

A Cidade em Foto

[vc_row][vc_column][vc_images_carousel images=”6242″ img_size=”large”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Coluna A Cidade em Foto do Jornal A Gazeta de 20 de janeiro de 1964.

O negócio começou a muitos séculos, numa homenagem à Mãe Natureza, cultuava-se a árvore, símbolo da fecundação. Não sabemos como veio para o Amazonas, trazido por nossos avós, para se tornar no ritual tão conhecido na capital e no interior do Estado, como a Festa do “Pau do Santo”, que, na maioria, se divide em três comemorações. O levantamento, a derrubada e o arranca toco. Os terreiros de Manaus estão hoje celebrando o dia de São Sebastião, e há uma semana houve a “plantação do mastro”, que esta noite será derrubado. É um ritual bonito, sendo constituída uma comissão, integrada do juiz, mordomo, etc. os festeiros se organizam para derrubada, cabendo ao juiz a primeira e a última machadadas. Muita bebida, muita comida, com os tambores batendo, marcando o ritmo das danças. O mastro fica, enfeitado, com muitas frutas, devido a sua origem, dedicada a natureza. Os cânticos são célebres, sendo de relembrar um dos mais conhecidos, em homenagem ao santo de hoje: São Sebastião, guerreiro militar/baixou xangô no terreiro/no terreiro imperial/. O mastro da foto é do terreiro do Morro da Liberdade.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA MAIS