Praça Tenreiro Aranha (3)

Durango Duarte - Praça Tenreiro Aranha (3)

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Perspectiva da praça em seu desenho original, por ocasião do aterro do Igarapé dos Remédios, em 1900. Em 1907 a praça ganhou o Monumento à Tenreiro Aranha,  removido em 1932 e reinstalado na Praça da Saudade. À direita, vê-se um dos bebedouros para animais, instalado na entrada da Rua Marcílio Dias, em frente ao Armazém Máximo. A praça era tradicional parada de carroças de aluguel, chamadas de “condução”. No final da década de 1940, o Armazém Máximo foi demolido para dar lugar à construção do Hotel Amazonas. Oito fontes bebedouros fabricadas e importadas da Escócia, no mesmo pacote dos gradis do Cemitério São João, sumiram da paisagem urbana de Manaus, seus paradeiros são desconhecidos.  A fotografia é um cartão postal da década de 1910.

Fonte: Manaus Sorriso.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

VEJA MAIS