Igreja de Santa Luzia

Durango Duarte - Igreja de Santa Luzia

[vc_row][vc_column][vc_images_carousel images=”11979″ img_size=”large”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Fachada principal da igreja de Santa Luzia. Foto: Fabio Nutti.

As atividades religiosas realizadas no bairro Presidente Vargas – conhecido, ainda hoje, como Matinha –, Zona Sul, eram de responsabilidade dos padres redentoristas.

O primeiro prédio da Igreja de Santa Luzia nesse bairro foi inaugurado no dia 4 de junho de 1944, data em que os fiéis comemoram o aniversário do templo.

A construção da atual igreja foi iniciada em 1952, em um trabalho conjunto dos redentoristas com os moradores, sendo inaugurada no ano seguinte, em 6 de dezembro de 1953.

Sua elevação à categoria de Paróquia ocorreu no dia 25 de agosto de 1986 pelo arcebispo Dom Clóvis Frainer e teve como primeiro pároco o padre Luiz Kirschnner.

Após mais de meio século de trabalho dos redentoristas à frente das atividades dessa Igreja, em 1995, a Arquidiocese de Manaus assumiu a Paróquia de Santa Luzia.

Decorridos três anos, suas atividades pastorais e administrativas foram repassadas aos Presbíteros Diocesanos. A igreja está localizada na rua da Legião e o dia dedicado à Santa Luzia é 13 de dezembro, principal festa dessa Paróquia. São celebradas três missas, seguidas de procissão e missa campal. Todos os meses, sempre no dia 13, ocorre a tradicional novena.

Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]