• Durango Duarte - Saint Paul Apart Service
    • Iconografia
    • Manaus
    • Manaus, entre o passado e o presente

    Saint Paul Apart Service

    Vista do Saint Paul Apart Service. Foto: Durango Duarte.

    A partir da inauguração do Hotel Amazonas (ver página 251) no início da década de 1950, o setor hoteleiro da Cidade recebeu a instalação de outros empreendimentos de relevância, como o Palace Hotel, em 1953, e o Lord Hotel, em 1959, ambos em funcionamento até os dias de hoje (ver página 252).

    Com a implantação da Zona Franca de Manaus em 1967, a Cidade passou por um novo período de crescimento, um novo boom de turistas nacionais e estrangeiros que contribuiu para a ampliação do setor hoteleiro, visto que surgiram, nessa época, diversos estabelecimentos de pequeno porte. Na década seguinte, mais precisamente em 1976, inaugurou-se um dos principais hotéis da Cidade ainda em funcionamento: o Tropical Hotel Manaus (ver página 253).

    Em meados da década de 80, conforme dados da extinta Empresa Amazonense de Turismo – Emantur, Manaus possuía 24 hotéis classificados pelo sistema de estrelas, embora apenas um deles fosse certificado com cinco estrelas.

    Nos dia de hoje, existem mais de trinta estabelecimentos na Cidade vinculados à Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH, que disponibilizam cerca de três mil apartamentos, chamados, tecnicamente, de Unidades Habitacionais – UH.

    FLAT

    Apesar de existir um estabelecimento que já utilizava a palavra flat em sua denominação desde 1985, o primeiro hotel da Cidade a funcionar realmente com as características de um flat – condomínio integrado por apartamentos destinados à estada temporária ou moradia, que inclui estrutura hoteleira parcial ou total – foi inaugurado em 1989: o Saint Paul Apart Service. Localizado na rua Ramos Ferreira, n. 1.115, Centro, é administrado pela empresa Serviços de Hotelaria e Turismo Ltda. – HTS, pertencente ao grupo Unipar.

    Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

Fechar

Deixe uma resposta