• Durango Duarte - Praça e igreja de Nossa Senhora de Fátima
    • Iconografia
    • Manaus
    • Manaus, entre o passado e o presente

    Praça e igreja de Nossa Senhora de Fátima

    Vista aérea da praça e da igreja de Nossa Senhora de Fátima. Acervo: Moacir Andrade.

    Em 1928, a Lei Municipal 1.486, de 14 de maio, mudou sua denominação para Praça Nove de Novembro. Passados dois anos, por meio do Decreto 3, de 1º de novembro de 1930, assinado pelo prefeito Marciano Armond, esse logradouro voltou a ser denominado Praça 14 de Janeiro.

    A área dessa Praça permaneceu como um descampado até a década de 60. Durante a administração do prefeito Paulo Nery (1965-1972), foi iniciada a urbanização desse logradouro, cujas obras foram concluídas pelo seu sucessor, Frank Lima. Nessa época, já era conhecido como Praça Nossa Senhora de Fátima, mesmo nome da igreja que estava sendo construída de frente para sua área (ver Capítulo Igrejas).

    Parte dos melhoramentos realizados no local, como a terraplenagem e o asfaltamento das ruas ao redor do templo, foi inaugurada em 22 de dezembro de 1973. A quadra polivalente e o parque infantil foram entregues à população no dia 5 de setembro de 1974, como parte das comemorações da elevação do Amazonas à Categoria de Província.

    Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

Fechar

Deixe uma resposta