O drama do Padre Wirth (1952)

Em 4 de novembro de 2016 às 07:00.

compartilhe

No dia 2 de novembro de 1950, padre Mauro Wirth partia levando alguns presentes para os índios e o necessário para o culto religioso. Oito dias depois ele alcançou o último ponto civilizado. Depois rumou para as malocas dos Paca-as-Novos. Os mateiros o acompanharam até uma maloca que, há tempos, havia sido destruída por homens brancos. Os mateiros tentaram, em vão, convence-lo a voltar. Foi a última vez que o padre foi visto com vida. O padre foi devorado pelos índios.

FONTE

Revista O Cruzeiro. Rio de Janeiro: Edição 15, 20 de janeiro de 1952.