• Durango Duarte - Lord Hotel
    • Iconografia
    • Manaus
    • Manaus, entre o passado e o presente

    Lord Hotel

    Foto: Durango Duarte.

    O Lord Hotel foi fundado em 23 de novembro de 1959, por David e Maria Tadros, e sua construção foi financiada pelo antigo Banco do Estado do Amazonas – BEA. Ressalte-se que a empresa Tadros & Cia. já atuava no mercado de Manaus no ramo de exportação de produtos regionais e comercialização da borracha. O Hotel foi inaugurado em 13 de junho de 1960, na rua Marcílio Dias, n. 118, Centro.

    Posteriormente, com a aquisição de um terreno localizado também na rua Marcílio Dias, esquina com a Quintino Bocaiúva, os proprietários iniciaram a construção do atual edifício, cuja inauguração aconteceu em 8 de outubro de 1965. A solenidade teve a presença de diversas autoridades, como o então governador Arthur Reis, sua esposa Graziela Reis – a quem coube a responsabilidade de cortar a fita inaugural – e, ainda, a Miss Brasil 1965, Maria Raquel.

    Esse novo prédio continha 53 Unidades Habitacionais, das quais trinta estavam equipadas com ares-condicionados, além de um restaurante internacional no 6º andar. A gerência do hotel ficou sob o comando de Paulo da Costa Góes.

    No início da década de 70, passou a oferecer aos hóspedes os serviços de lavanderia e telefones nos apartamentos. A partir de janeiro de 1980, construiu-se mais um andar, até hoje ocupado pelo salão de reuniões, com capacidade para oitenta pessoas. O restaurante foi transferido do 6º andar para o térreo. Anos mais tarde, o Lord Hotel associou-se à rede Best Western Internacional e a ela permaneceu vinculado de 1991 a 2007.

    Atualmente, o prédio desse hotel disponibiliza 191 leitos, distribuídos em 103 Unidades Habitacionais, que ocupam os seis primeiros andares do edifício.

    Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

Fechar

Deixe uma resposta