Floresta Amazônica, Misteriosa e Verde

Em 13 de janeiro de 2017 às 08:00.

compartilhe

Manaus é nova. É velha. Ao lado do Equador. É diferente para ser brasileira. Manaus antiga. De coisas antigas. De fatos passados. Dos dias dourados. Dos shows importados. Dos portugueses engomados. O peixe. A caça. O relógio que marca em ritmo dourado o tempo da cidade.

FONTE

Revista O Cruzeiro. Rio de Janeiro: Edição 28, 13 de julho de 1968.