• Durango Duarte - Capela da Santa Casa na década de 1930
    • Iconografia
    • Manaus
    • Manaus, entre o passado e o presente

    Capela da Santa Casa na década de 1930

    Fachada principal e lateral da capela da Santa Casa. Década de 30. In: Revista Cá e Lá.

    Os templos religiosos secundários são assim denominados por desenvolverem um trabalho religioso voltado para públicos específicos. Os mais conhecidos são as capelas e os santuários existentes em colégios, universidades, presídios, conventos, quartéis e outros.

    O mais antigo de Manaus – e atualmente desativado – foi a capela da Santa Casa de Misericórdia, localizada na rua Dez de Julho, Centro. Seu espaço, inicialmente, era ocupado por um necrotério, inaugurado em 1º de março de 1903. O local sofreu adaptações estruturais na década de 20 e passou a funcionar como templo religioso a partir de dezembro de 1922.

    Entre as várias capelas existentes na Cidade, podem ser citadas a de Santa Paula Frassinetti, no Colégio Santa Dorotéia, a do hospital da Sociedade Beneficente Portuguesa do Amazonas, a de Nossa Senhora Auxiliadora, situada na escola homônima e a da Medalha Milagrosa, na Casa da Criança, além do Santuário do Sagrado Coração de Jesus, no Patronato Santa Teresinha.

    Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

Fechar

Deixe uma resposta