• Durango Duarte - Biblioteca Estadual do Centro Cultural Thiago de Mello
    • Iconografia
    • Manaus
    • Manaus, entre o passado e o presente

    Biblioteca Estadual do Centro Cultural Thiago de Mello

    Fachada principal da biblioteca. Foto: Maurília Gomes.

    Criada com o Centro Cultural Thiago de Melo por meio do Decreto Estadual 24.150, de 12 de abril de 2004, essa Biblioteca Estadual foi inaugurada, oficialmente, em 8 de março de 2004 e funciona na avenida Autaz Mirim, n. 9.018, bairro Cidade Nova, Zona Norte da Cidade.

    O seu acervo contém mais de trinta mil títulos, distribuídos em oito salas temáticas: biblioteca infantil, biblioteca dos ensinos Fundamental e Médio, biblioteca juvenil, biblioteca do professor e da Melhor Idade, sala Amazoniana, hemeroteca, sala Troca- Troca e laboratório de internet.

    THIAGO DE MELLO (30-3-1926)

    Amadeu Thiago de Mello nasceu em Barreirinha/AM e seus primeiros estudos foram realizados em Manaus. Ingressou na Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro, mas deixou o curso no 4º ano para dedicar-se à poesia e ao jornalismo.

    É um dos poetas mais renomados e mais traduzidos do País. Alguns de seus livros foram editados em francês, inglês, alemão e espanhol. Uma de suas principais obras, Os estatutos do homem, foi publicada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – Unesco em mais de trinta idiomas. Iniciou sua vida literária em 1951 com o livro de poemas Silêncio e palavra. Ingressou na Academia Amazonense de Letras em 1954, sendo empossado na Cadeira de número 29. Nos anos 60, por causa da ditadura militar, exilou-se no Chile. Em   1999, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro Campo de milagres.

    Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

Fechar

Deixe uma resposta