• Durango Duarte - Biblioteca Émina Barbosa Mustafa
    • Iconografia
    • Manaus
    • Manaus, entre o passado e o presente

    Biblioteca Émina Barbosa Mustafa

    Interior da biblioteca, no Clube do Trabalhador do Amazonas. Foto: Fabio Nutti.

    Criada e mantida pelo Serviço Social da Indústria no Amazonas – Sesi-Am, a Biblioteca Émina Barbosa Mustafa foi inaugurada no dia 28 de setembro de 1980 e funciona no Clube do Trabalhador do Amazonas – CTAM, localizado na avenida Cosme Ferreira, n. 7.399, bairro São José Operário, Zona Leste.

    Essa Biblioteca, que dispõe também de internet, tem um acervo de mais de quatro mil títulos e uma videoteca com 250 fitas VHS. A consulta local aos livros é permitida somente às pessoas que possuem a carteira de sócio do Clube do Trabalhador, entretanto, apenas os títulos de Literatura podem ser emprestados.

    ÉMINA BARBOSA MUSTAFA (30-11-1926)

    Natural da cidade  de  Lábrea/AM, Émina Barbosa Mustafa formou-se como professora pelo Instituto de  Educação  do Amazonas – IEA e graduou-se como advogada pela então Faculdade de Direito do Amazonas, que hoje faz parte da Ufam.

    Em 1951, ingressou no Sesi-Am, onde permaneceu por 41 anos. Passou por todos os escalões técnicos e administrativos dessa instituição até chegar aos cargos de diretora da Divisão Socioeducacional, superintendente do Departamento Regional e coordenadora das Delegacias do Acre e Roraima. Em 8 de agosto de 1975, na gestão do governador Henoch Reis, assumiu o cargo de subsecretária estadual de Educação e Cultura e foi titular dessa Pasta entre 10 de janeiro de 1978 e 15 de março de 1979.

    Imagem e texto retirados do livro Manaus, entre o passado e o presente do escritor Durango Duarte.

Fechar

Deixe uma resposta