As primeiras tentativas de cultivar borracha

Em 28 de maio de 2016 às 07:00.

compartilhe

As primeiras tentativas de cultivar borracha datam de 1860, quando, em Java, se fizeram experiências com a Ficus elástica, que ainda subsistem.

Há indicativos de que desde 1855 o assunto entrara em cogitações por sugestão de Hancock, o mesmo que, em 1842, também encontrara, na Inglaterra, o segredo da vulcanização descoberta por Goodyear. Mas só em 1872 é que se iniciaram as tentativas, quando, a pedido dele, Sir Clement Markham, do Índia Office, determinou pesquisas sobre a possibilidade de plantar borracha nas colônias orientais, tendo ele, anteriormente, estabelecido a indústria da cinchona na índia.

Imediatamente se mandaram buscar à América do Sul sementes de várias plantas. Em 1873 um Sr. Farris enviou 2.000 sementes de Hevea ao jardim botânico de Kew. Apenas doze dessas sementes germinaram. Foram embarcadas para a índia, onde as plantaram no Royai Botanic Gardens.

Chegou, porém, Markham à conclusão de que seis plantas da mesma espécie não bastavam e, enquanto experimentavam a Ficus elástica, mandou procurar mais sementes e espécimes de plantas gomíferas exóticas.

Cross e Wickham chefiaram duas expedições dessa natureza, o primeiro no Panamá, de onde remeteu, em 1875, 134 mudas de Castilloa para Kew Gardens. Em 1876 enviou também, do Brasil, 1.000 mudas de Hevea e 42 de Manihot para a mesma estação botânica.

Mas quem obteve maior êxito, e pode ser considerado o fundador da plantação oriental de borracha, foi o jovem inglês Henry Wickham. Donde haver até assumido visos lendários a sua vitoriosa expedição, assunto que cuidaremos mais adiante.

Afirmam alguns que as sementes que obteve na região de Santarém, no Estado do Pará, foram embarcadas por meios fraudulentos, ou, mesmo, contrabandeadas. Asseveram outros que, por então, não vigorava qualquer lei proibindo a exportação de sementes ou mudas de borracha do Brasil. De fato, não havia preocupação a respeito, pois era voz corrente que a Hevea Brasiliensis não se aclimaria noutros sítios.