7ª semana de 1969

compartilhe

13 DE FEVEREIRO - QUINTA-FEIRA

• O Nacional Futebol Clube conquista o título de campeão amazonense de voleibol masculino, categoria juvenil, vencendo a equipe do Olímpico Clube por 3 sets a 1. A decisão aconteceu na quadra do Ginásio Sesc-Senac. (Jornal do Comércio, de 14 de fevereiro de 1969, p.4)

14 DE FEVEREIRO - SEXTA-FEIRA

• Coquetel de lançamento do conjunto residencial Cidade Jardim, a ser construído nas imediações do Bosque Clube, na avenida João Coelho, atual Constantino Nery. O evento ocorreu na sede da Empresa de Serviços Urbanos S.A. (Esusa), na avenida Getúlio Vargas, 1085. (A Crítica, de 14 de fevereiro de 1969, p.8)

• Aniversário de 22 anos do Sindicato dos Contabilistas do Estado do Amazonas, criado em 14 de fevereiro de 1947. (A Crítica, de 14 de fevereiro de 1969, p.8)

• Um ano da morte do engraxate Walderglace Grangeiro, de 13 anos, “estrangulado por suas próprias calças e seu corpo foi largado nas margens da estrada do Parque 10 de Novembro, em um crime que emocionou a opinião pública de todo o Estado”. (Diário da Tarde, de 17 de fevereiro de 1969, p.2)

15 DE FEVEREIRO – SÁBADO

• A Fábrica Baré lança a laranjada Clipper, “com água duplamente filtrada e com o sumo extraído da laranja”. (A Crítica, de 15 de fevereiro de 1969, p.8)

16 DE FEVEREIRO - DOMINGO

• Final do 2º Festival da Música Carnavalesca do Amazonas, no auditório do Sesc-Senac, promovido pela Rádio Baré. (Jornal do Comércio, de 16 de fevereiro de 1969, p.8)

Por Durango Duarte.

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Diretor-Presidente do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas #PESQUISA365 e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.