50ª semana de 1969

compartilhe

10 DE DEZEMBRO – QUARTA-FEIRA

• Início das atividades da Patrimônio em Manaus, com cerimônia presidida pelo ministro do Interior, Costa Cavalcanti. (O Jornal, de 30 de novembro de 1969, p.5)

• Inauguração do restaurante e lanchonete “Almanara”, na rua Joaquim Sarmento. No térreo funciona a lanchonete e na sobreloja o restaurante, com cardápio árabe e brasileiro. (A Notícia, de 5 de dezembro de 1969, p.6)

11 DE DEZEMBRO – QUINTA-FEIRA

• Chega a Manaus o embaixador extraordinário e plenipotenciário da Finlândia junto ao Governo do Brasil, sr. Heikki Leppo, para uma visita oficial de quatro dias ao Amazonas. (A Crítica, de 10 de dezembro de 1969, p.3)

• O desembargador Sady Paiva é eleito presidente do Tribunal de Justiça do Estado. (O Jornal, de 12 de dezembro de 1969, p.8)

12 DE DEZEMBRO – SEXTA-FEIRA

• Aniversário do jurista e escritor Carlos de Araújo Lima. (O Jornal, de 12 de dezembro de 1969, p.3)

• Lançamento do selo comemorativo ao milésimo gol de Pelé, no Guichet Filatélico da Diretoria Regional da Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos. (Diário da Tarde, de 12 de dezembro de 1969, capa)

• Carlos de Araújo Lima ingressa na Academia Amazonense de Letras, na cadeira que pertencia ao seu pai, Benjamin Lima. O novo imortal foi saudado pelo acadêmico Waldemar Batista de Sales. (Jornal do Comércio, de 10 de dezembro de 1969, p.8)

• O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas (SJPEA) escolhe os “Homenageados do Ano”: Mérito Jornalístico – Sadia Hauache; Jornalista do Ano – Arlindo Porto; Homenageado do Ano – Paulo Pinto Nery. (Jornal do Comércio, de 13 de dezembro de 1969, p.8)

• A Academia Amazonense de Letras elege o escritor Paulo Herban Maciel Jacob para ocupar a cadeira patroneada por Maranhão Sobrinho e que estava vaga desde o falecimento de Álvaro Maia. O acadêmico Jorge Tufic foi designado para saudar o novo “imortal”. (O Jornal, de 14 de dezembro de 1969, p.5)

• O presidente da Empresa Brasileira de Telecomunicações (Embratel) assina contrato de construção do sistema de telecomunicações de Manaus, Porto Velho, Campo Grande e Rio Branco, que integrarão os estados do Amazonas, Mato Grosso e Acre e o Território Federal de Rondônia ao sistema nacional de telecomunicações. A cerimônia ocorreu no edifício “Maison de France”, na Guanabara. (Jornal do Comércio, de 12 de dezembro de 1969, p.8)

• A Associação Nipo-Brasileira do Amazonas (Anbra) festeja os 40 anos da imigração japonesa para o Brasil, no Olímpico Clube, com show do conjunto “The Blue Birds”. (Diário da Tarde, de 11 de dezembro de 1969, capa)

• Inauguração do restaurante “Manaus 300”, no antigo Boliche, no Boulevard Amazonas. (A Notícia, de 12 de dezembro de 1969, p.6 do 2º Caderno)

• O Salão de Beleza “Art Class” realiza seu segundo Desfile de Penteados do ano, no Cheik Clube, com a participação do conjunto “Os Embaixadores”. (O Jornal, de 11 de dezembro de 1969, p.3)

13 DE DEZEMBRO – SÁBADO

• Cerimônia de colação de grau dos concludentes da Faculdade de Direito do Amazonas, turma “Professor Jauary Guimarães de Souza Marinho”, que tem como patrono o professor Paulo Pinto Nery e como paraninfo o professor Aderson Pereira Dutra. Os finalistas são: Afonso Luiz Costa Lins, Ali Jezini, Amazonino Armando Mendes (orador), Amélia Nogueira Filizola, Ananias Ribeiro de Oliveira, Anavécia Bastos de Góes Ceratti, Antônio Carlos Marinho Bezerra, Antônio Clemente R. de Souza, Antônio Mendes do Carmo, Cláudio Albuquerque da Mata, Cremilda Nazareth de Magalhães, Dircinha Carreira Duarte, Edson de Oliveira, Fred Benzecry, Guido Gherardo A. B. T. de Menezes, Harley Veras de Menezes, Haroldo T. de T. Miranda Braga, Hosanah Florência de Menezes, Iran dos Santos Barbosa, Isa Assef dos Santos, João Raimundo Evangelista, Jonas Pereira da Silva, José Anselmo G. Rodrigues, José Silvestre do Nascimento e Souza, José Vila Beneyto, Laurênio Maia Viga, Leonor do Carmo da Silva Mota, Letícia Guimarães, Lúcia Teresa Cavalcante Lemos, Luso Rodrigues Bandeira Filho, Manoel Catharino dos Santos Gomes, Manuel Glacimar Mello Damasceno, Maria de Jesus Serejo Ramos, Maria do P. Socorro Costa de Meneses, Maria Helena Galvão Pinheiro, Maria Júlia Melo Rodrigues, Maria Murita Pinto Rabêlo, Naziano Pantoja Filizola, Neomésio José de Souza, Omar Dias, Rita Célia de Mello Damasceno, Sheila Ituassú Galvão, Sigrid Lomas Medeiros, Silvino Lopes Lins, Teodoro Gomes Padilha, Valdemar Pinheiro Filho, Valdenice Queiroz Corrêa, Vicente Reis de Queirós, Walter Gonçalves Nogueira, Edson Batista e Ylton de Melo. (A Notícia, de 4 de dezembro de 1969, p.6)

• A Faculdade de Ciências Econômicas realiza a formatura de 27 bacharelandos em Administração, 20 em Contabilidade e 22 em Economia, com baile nos salões do Atlético Rio Negro Clube. O orador da turma foi Osires Messias Araújo da Silva. “Entre os formandos em Administração está o jovem radialista da Rádio Difusora do Amazonas, Josué Cláudio de Souza Filho. Na turma de Economia, forma-se, também, o industrial Alberto Minon Gonçalves Sabbá, diretor das indústrias I. B. Sabbá, e Ricardo Braga, sócio de Braga & Cia”. (A Crítica, de 13 de dezembro de 1969, p.3)

• Inauguração da nova loja da Casanova Magazin, na avenida Eduardo Ribeiro. (O Jornal, de 14 de dezembro de 1969, p.3)

• O Clube da Imprensa escolhe os “Melhores do Rádio Amazonense em 1969”, no Parque Tricentão, na Praça 14 de Janeiro. Os vencedores foram: Maria Augusta (Rio Mar – Melhor Locutora Comercial, Manuel Rosas (Baré – Melhor Locutor Comercial), José Maria Pinto (Difusora – Melhor Noticiarista), Expedito Monteiro (Baré – Melhor Técnico de Som), Jaime Rebello (Baré – Melhor Comentarista), Clodoaldo Guerra (Baré – Melhor Locutor Animador), Mário Jorge (Rio Mar – Melhor Noticiarista), João Bosco Fareco (Rio Mar – Melhor Discotecário). Na votação popular, os vencedores foram: Clodoaldo Guerra, o Melhor Disc-Jockey; Jaime Barreto, o Melhor Locutor Esportivo, e The Blue Star, o Melhor Conjunto Musical. (Jornal do Comércio, de 16 de dezembro de 1969, p.8)

• A Paróquia de Santa Luzia festeja o dia de sua padroeira, com a tradicional procissão e missa festiva comunitária celebrada pelo arcebispo metropolitano Dom João de Souza Lima. (O Jornal, de 12 de dezembro de 1969, p.8)

• A Escola São José realiza a formatura da turma tricentenária da cidade de Manaus, especialista em corte, costura e bordado à máquina. A oradora da turma é Mirian Tôrres Camelo, o patrono é o dr. Wuppsshlander Lima e o paraninfo, o comendador Vicente Cruz. (A Crítica, de 13 de dezembro de 1969, p.3)

14 DE DEZEMBRO – DOMINGO

• O criminalista e escritor Carlos de Araújo Lima toma posse da poltrona n. 11, do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (Igha). A cadeira, que teve como último ocupante o senador Álvaro Maia, é patroneada pelo naturalista alemão João Batista von Spix. (Jornal do Comércio, de 14 de dezembro de 1969, p.8)

• A Fundação Cultural do Amazonas faz homenagem ao ator Procópio Ferreira com a afixação, em uma das dependências do Teatro Amazonas, de uma placa comemorativa com a seguinte inscrição: “Neste Teatro, Procópio Ferreira interpretou ‘O Avarento’, de Moliére, em 12/12/1969”. (A Notícia, de 17 de dezembro de 1969, p.5)

15 DE DEZEMBRO – SEGUNDA-FEIRA

• Formatura da segunda turma de Professoras Primárias, do Centro Regional de Pesquisas Educacionais do Amazonas. A solenidade ocorreu no auditório do Convento do Preciosíssimo Sangue. (Jornal do Comércio, de 11 de dezembro de 1969, p.8)

16 DE DEZEMBRO – TERÇA-FEIRA

• A primeira-dama do estado, dona Violeta Mattos Areosa, realiza festa de Natal para os internos da Colônia “Antônio Aleixo”, com inauguração da escolinha e do centro recreativo e distribuição de brinquedos, roupas, alimentos e aparelhos de TV. A ideia de dona Violeta Areosa era denominar a escola “São José”, porém, os internos e as irmãs não aceitaram a sugestão, preferindo colocar o nome da primeira-dama, em reconhecimento ao seu trabalho em prol daquele leprosário. A fita simbólica foi desatada pelos engenheiros João Loureiro (secretário de obras) e João Teixeira, diretor da SVOP. (Jornal do Comércio, de 17 de dezembro de 1969, p.8)

• Aniversário de Edson Vieiralves, presidente da Frigomasa. (O Jornal, de 17 de dezembro de 1969, p.3)

• Almoço de confraternização das companhias aéreas, autoridades e imprensa, no restaurante “El Torito”, pela passagem do 50º aniversário da Avianca. (A Crítica, de 16 de dezembro de 1969, p.3)

• Aniversário de Mário Oliveira, presidente do Acapulco Clube, “o pioneiro das noturnas amazonenses”. (O Jornal, de 19 de dezembro de 1969, p.3)

Por Durango Duarte.

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Fundador do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas iMarketing e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.