4ª semana de 1969

compartilhe

22 DE JANEIRO - QUARTA-FEIRA

• A Delegacia Regional do Trabalho recebe do Ministério do Trabalho as cartas sindicais de dois órgãos patronais do ramo industrial amazonense: o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânica e de Material Elétrico de Manaus e o Sindicato das Indústrias Gráficas de Manaus, “os quais vêm completar nove sindicatos industriais em nossa cidade”. (Jornal do Comércio, de 23 de janeiro de 1969, p.8)

24 DE JANEIRO - SEXTA-FEIRA

• Na avenida Eduardo Ribeiro, em frente à Pensão Maranhense, por volta das 20h30, o biscateiro Walter Grangeiro desfere seis tiros no comerciante José Figueiredo, acusado de ter assassinado o seu filho, o engraxate de 13 anos, Walderglace Grangeiro. “Walderglace teve o seu corpo achado, seviciado, na Estrada que liga o Parque Dez à BR-17, numa restinga à margem da rodovia, metros adiante do Balneário do Fazendário Clube”. José Figueiredo sobreviveu à tentativa de homicídio. (Jornal do Comércio, de 25 de janeiro de 1969, capa)

25 DE JANEIRO - SÁBADO

• Pela tentativa de homicídio contra o comerciante José Figueiredo, é recolhido à Penitenciária Central do Estado (PCE) o biscateiro Walter Grangeiro, pai do engraxate Walderglace Grangeiro, assassinado em fevereiro de 1968. Walter foi recebido como herói pelos detentos da cadeia pública: “De repente, quando adentrou no corredor da PCE, que levas às celas, o velho biscateiro ouviu um estrondar de palmas e um grito uníssono de ‘Saravá, irmão!’. Eram os presidiários, alguns até com mais de 10 anos de cárcere, expressando admiração pelo vingador”. (Jornal do Comércio, de 26 de janeiro de 1969, capa)

• Lançamento do Opala, primeiro carro da Chevrolet a ser fabricado no Brasil pela General Motors. O evento ocorreu às 10h, no salão de automóveis de Braga & Cia., localizado na rua Joaquim Sarmento, n. 130. “Em versão de quatro cilindros, o carro que valia a pena esperar oferece uma extraordinária economia de combustível, já que consome apenas um litro de gasolina em cada 13 quilômetros rodados”. (Jornal do Comércio, de 25 de janeiro de 1969, p.8)

• Comitiva formada pelo reitor da Universidade do Amazonas, professor Jauary Marinho, o diretor da FCE, José Roberto Cavalcante, engenheiros e o presidente do Diretório Central dos Estudantes, foi à sede do antigo Seminário São José para verificar as condições do prédio “que abrigará, a partir deste ano, os três cursos da Faculdade de Ciências Econômicas”. (Jornal do Comércio, de 25 de janeiro de 1969, p.8)

• Inauguração do Pronto Socorro Infantil São Paulo, na rua 10 de julho, em frente à Santa Casa de Misericórdia. (A Crítica, de 28 de janeiro de 1969, p.2)

• Solenidade de assinatura, às 11h, na sede da Camtel, do contrato com a firma INBELSA para a instalação das centrais radiotelefônicas nos municípios de Benjamin Constant, Fonte Boa, Tefé, Codajás, Manicoré, Borba, Humaitá, Maués, Boca do Acre, Lábrea, Eirunepé, Barcelos e São Gabriel da Cachoeira. “Essas unidades deverão ser inauguradas este ano. O ato contará com a presença do governador Danilo Areosa”. (Jornal do Comércio, de 25 de janeiro de 1969, p.8)

• Presente em mais de 140 países, o cartão Diners Clube começa a operar em Manaus, representado pela Sociedade Civil de Engenharia e Economia (Social). “O sócio do Diners não precisa se preocupar com dinheiro durante o mês. Suas compras serão pagas 30 dias depois, pois o cartão Diners é nominal”. (Jornal do Comércio, de 25 de janeiro de 1969, p.8)

• Chegada da boneca Kamélia, um dos símbolos mais tradicionais do carnaval de Manaus. “Tudo pronto para a monumental recepção à maior crioula do samba, a Kamélia, sua majestade autêntica da folia ‘granfina’. A diretoria do Olympico Club já elaborou, inclusive, todo o programa recepcional, que constará de passeatas de carros alegóricos às principais ruas do centro e do subúrbio da capital. A negrona desembarcará, logo mais, às 22 horas, no Aeroporto de Ponta Pelada, onde receberá de Kandu a chave da folia para tocar fogo na cidade. (…) Kamélia desembarcará de um avião da Varig e comandará o samba por toda a cidade até as 23 horas, quando então se deslocará para reger o carnaval do Olympico Club, no seu maior baile momesco”. (A Crítica, de 25 de janeiro de 1969, p.8)

• Manaus recebe a segunda remessa da cerveja Skol, trazida pelo navio ‘Estado do Amazonas’. “A cerveja em questão, que é representada na capital rionegrina pela firma A. Neves & Cia., com escritórios na rua Comendador Clementino nº 20, cujo lançamento foi feito recentemente, tendo Manaus como segunda cidade do país, após o Rio de Janeiro, a conhecê-la, mereceu a maior aceitação por parte dos consumidores da cerveja da capital amazonense, os quais, manifestando o seu apoio às excelentes qualidades da marca internacionalmente conhecida, rapidamente esgotaram os estoques existentes”. (O Jornal, de 25 de janeiro de 1969, p.7)

• Lançamento da cerveja Weiss Export, no bar Cabo Kennedy, um dos mais populares da cidade. (O Jornal, de 26 de janeiro de 1969, p.3)

27 DE JANEIRO - SEGUNDA-FEIRA

• A Companhia Amazonense de Telecomunicações (Camtel) deu continuidade ao seu plano de expansão, convocando os interessados no uso do serviço telefônico, com inscrição do número 1.000 até o 2.000. (A Crítica, de 25 de janeiro de 1969, p.2)

• O governador Danilo Areosa assinou contrato de empréstimo de US$ 7 milhões com a inglesa International Professional Consortium For Health Services para instalação de 42 unidades sanitárias no interior do estado. (Jornal do Comércio, de 28 de janeiro de 1969, capa)

28 DE JANEIRO - TERÇA-FEIRA

• Inauguração do Hotel Madri, na Estrada de Flores, n. 2.060. “Prédio bem-acabado, possuindo conforto em todas as suas dependências, o Hotel Madri dispõe, ainda, de um excelente restaurante, em cujo cardápio os pratos regionais constituem a tônica”. (Jornal do Comércio, de 29 de janeiro de 1969, p.8)

Por Durango Duarte.

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Diretor-Presidente do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas #PESQUISA365 e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.