46ª SEMANA – NOVEMBRO DE 1969

compartilhe

12 DE NOVEMBRO – QUARTA-FEIRA

• Sequestrado avião da empresa Serviços Aéreos Cruzeiro do Sul, prefixo PP-CTL, tipo Samurai YS-11, que decolou do Aeroporto Ponta Pelada, no início da tarde, com destino a Belém e escalas previstas em Itacoatiara e Santarém, levando sete passageiros. Ao chegar em Itacoatiara, desembarcaram Mariano Mendes e Chibly Abrahim e embarcou o indivíduo que dizia se chamar Victor Mario Troiano e era de origem grega. (O Jornal, de 13 de novembro de 1969, capa)

• Decolado o avião, quando se aproximava de Santarém, Victor Mario Troiano invadiu a cabine do comando e, com revólver em punho e um pequeno engenho de dinamite, ordenou que o piloto fosse para Havana e que o telegrafista de bordo fosse para a cauda do avião, onde o trancou. O YS-11 pousou em Caiena, na Guiana Francesa, às 16h45, hora de Manaus, de onde decolou às 17h47 para Piarco, em Trinidad. (O Jornal, de 13 de novembro de 1969, capa)

• A tripulação do YS-11 sequestrado é composta pelo comandante Alexandre, copiloto Castro II, radionavegador Queiroz e comissários de bordo Ademar, Floricéia e Tereza, todos do sul do país. Os passageiros: Mariano Mendes, Chibly Abrahim, João B. Oliveira, José Messias Souza, Vicente Adriano Neves, Roberto Campos e Iran de Souza. “O Itamarati deverá procurar a devolução do YS-11 através do governo da Suécia, de vez que o Brasil não mantém relações diplomáticas com o regime comunista de Fidel Castro”. (O Jornal, de 13 de novembro de 1969, capa)

• Aniversário de Baby Castro e Costa, jornalista e apresentadora de programas de TV. (A Crítica, de 12 de novembro de 1969, p.9)

• Entrega dos prêmios aos estudantes contemplados com os primeiros lugares no Concurso Literário Estudantil, promovido por “O Jornal” e “Diário da Tarde”, sob a orientação da Recor. Os vencedores foram Marcilene Gome Paes, aluna do 1º Ano Pedagógico, e Robério dos Santos Pereira Braga, do 3º Ano Pedagógico, ambos do Instituto de Educação do Amazonas (IEA), e Sônia Helena B. Martins, pertencente ao 5º Ano Primário do Grupo de Aplicação do IEA, Princesa Isabel. (O Jornal, de 12 de novembro de 1969, p.5)

13 DE NOVEMBRO – QUINTA-FEIRA

• Aniversário de 56 anos do Atlético Rio Negro Clube. (A Crítica, de 14 de novembro de 1969, p.3)

• O Rio Negro realiza o coquetel “Porto de Honra”, uma das mais tradicionais solenidades comemorativas dos aniversários do clube da Praça da Saudade. (O Jornal, de 14 de novembro de 1969, p.3)

• O avião PP-CTL dos Serviços Aéreos Cruzeiro do Sul, tipo Samurai YS-11, que partiu de Manaus e foi sequestrado nas proximidades de Santarém, chegou no Aeroporto de Havana, às 7h45. Nenhum dos cinco passageiros do aparelho sofreu coação pessoal, tendo chegado à capital cubana cansados e sob forte tensão emocional. São eles: Roberto Campos (inspetor da Ford-Willys do Brasil, região norte) que se destinava a Belém; Iran de Souza, que também se destinava a Belém; João B. Oliveira, José Messias Souza e Vicente Adriano Neves, com destino a Santarém. (Diário da Tarde, de 13 de novembro de 1969, capa)

• O desembargador Mário Verçosa é eleito o primeiro presidente da Associação dos Magistrados e Servidores do Judiciário, com o juiz Waldir Garcia como vice. A eleição foi presidida pelo desembargador Azarias Menescal de Vasconcelos. (A Crítica, de 14 de novembro de 1969, p.3)

• O Moderno Teatro Amazonas (Meta), formado por universitários de Medicina e Engenharia, estreia com a peça “Olhos de Todos Nós”, de Aristides Pereira, sob o patrocínio da Fundação Cultural. (A Notícia, de 9 de novembro de 1969, p.5)

• O Rotary Clube promove “avant-première” do filme “As Doces Senhoras”, no Cine Ipiranga, em benefício das obras sociais da Casa da Amizade. (A Crítica, de 12 de novembro de 1969, p.9)

14 DE NOVEMBRO – SEXTA-FEIRA

• Inauguração do “Palácio da Indústria” (Edifício Presidente Humberto de Alencar Castello Branco), situado na avenida Getúlio Vargas, sede da Federação das Indústrias e do Departamento Regional do Serviço Social da Indústria (Sesi). (O Jornal, de 11 de novembro de 1969, p.5)

• Aniversário de um ano da Beta – Indústria e Comércio de Joias S.A. (O Jornal, de 13 de novembro de 1969, p.5)

• Aniversário do São Raimundo, agremiação do bairro da Colina. (O Jornal, de 14 de novembro de 1969, p.3)

• O Grêmio 1º de Maio, dos funcionários da Santa Casa de Misericórdia, realiza festa na União Esportiva Portuguesa, com o conjunto Blue Star. (A Crítica, de 6 de novembro de 1969, p.6)

• O Rio Negro Clube realiza o tradicional Baile das Debutantes, no Salão dos Espelhos. A madrinha da turma foi a senhora Marlene Souza e as debutantes eram as seguintes: Nádia Maria Limongi, Marly Farias Gomes, Ana Maria Pinto Sampaio, Elizabeth Regina de Aguiar Caminha, Teresa Cristina Calderaro, Lúcia Delfina Menezes, Heleny Maués, Kátia Regina Medeiros, Hiraneth Veiga de Carvalho, Ana Lúcia Batista, Eleonora Raman Neves, Maria Julia Teresa Mendes, Kátia Vasconcelos da Silva, Margareth Fernandes, Vera Carla Luna, Sigrid Marques da Silva, Maria José dos Santos, Maria Regina Vargas, Sandra Regina Figueiredo, Rosa Maria Cavalcante, Maralice Lavor, Márcia Maria Silveira, Geraldina de Souza, Eliema Monteiro, Sheila Albuquerque Leite, Lauribela Braule Pinto, Yolete da Costa Soares, Yêda Faria, Eglê de Nazaré Lira, Maria Regina Viana, Maria do Perpétuo Socorro Diaz, Simone Abrahim, Teresinha de Jesus Allem Nunes, Carminda Soeiro, Heliana Maria Dantas de Araújo, Laura Pereira Desideri, Maria Fernanda Cardelli, Cinthia Pereira, Fátima Rita Soares, Maria de Fátima Ramos, Silvia Maria Krichanã da Silva, Magagilsa Magalhães, Dayse Moraes da Silva, Sheila Simões Lemos, Judith Frota Assayag, Stella de Queiroz Fortes e Vânia Maria Pôrto. (A Notícia, de 14 de novembro de 1969, p.6)

15 DE NOVEMBRO – SÁBADO

• Aniversário de 15 anos da Rádio Rio Mar. (A Notícia, de 15 de novembro de 1969, p.6 do 2º caderno)

• Inauguração das novas instalações da Ourivesaria Biase, na avenida Eduardo Ribeiro. (O Jornal, de 9 de novembro de 1969, p.3)

• Início das aulas do curso intensivo de admissão ao Ginásio, realizado pelo Colégio Ajuricaba e sob a direção do acadêmico Barros de Carvalho, com o auxílio dos professores Gedeon Rocha e Stanley Costa. (A Crítica, de 7 de novembro de 1969, p.3)

16 DE NOVEMBRO – DOMINGO

• A Soresa leva uma comitiva de jornalistas para uma viagem a São Paulo para demonstração do excelente serviço da Vasp e da tranquilidade e segurança dos voos de seus Boeings. Foram convidados os jornalistas Arlindo Porto (A Notícia), Baby Castro e Costa, Ana Maria Silva, Joaquim Loureiro e Sadia Hauache, além do presidente da FAF, Flaviano Limongi, e dos funcionários da Soresa, Horley Durans e Maria de Nazaré Gandara de Carvalho. A Soresa é dirigida por Carlos e Marlene Souza. (A Notícia, de 13 de novembro de 1969, p.6)

• Coquetel de inauguração de mais uma loja das Organizações Moto Importadora, na avenida Leopoldo Péres, n. 287. A nova casa se chama Credilar-Educandos e venderá mercadorias em geral, especialmente, eletrodomésticos nacionais e estrangeiros, à vista e pelo crediário. (O Jornal, de 13 de novembro de 1969, p.5)

17 DE NOVEMBRO – SEGUNDA-FEIRA

• É aberta ao público a loja Credilar-Educandos, pertencente às Organizações Moto Importadora e que está localizada na avenida Leopoldo Péres, n. 287. (O Jornal, de 13 de novembro de 1969, p.5)

• A Loja Credi-Modas, localizada na avenida Eduardo Ribeiro e que faz parte do grupo Benjamin Alves, é aberta ao público. “Trata-se da primeira loja de departamentos, montada em Manaus, um lugar onde se vai poder comprar presentes de luxo a preços baixos, projetada pelo arquiteto Agesilau Araújo Filho e construída por José Cardoso. Na administração da loja estará o sr. José Lopes da Silva”. (A Notícia, de 13 de novembro de 1969, p.6)

18 DE NOVEMBRO – TERÇA-FEIRA

• Aniversário de Cosme Ferreira Filho, membro da Academia Amazonense de Letras e ex-secretário do Governo. (A Notícia, de 19 de novembro de 1969, p.6)

• A Academia Amazonense de Letras inicia curso sobre Poesia, ministrado pelo renomado professor Aurélio Buarque de Holanda, autor de obras como “Pequeno Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa”. (A Crítica, de 13 de novembro de 1969, p.3)

• A Delegacia de Ordem Política e Social “estourou” diversas casas de jogo-de-azar nos bairros São Jorge, Cachoeirinha e Cohaban da Raiz, e encerrou as atividades de dois arraiais que funcionavam na rua Carvalho Leal e Jardim dos Barés. (A Crítica, de 19 de novembro de 1969, p.4)