39ª SEMANA – SETEMBRO DE 1969

compartilhe

24 DE SETEMBRO – QUARTA-FEIRA

• Julaide de Gomes Coutinho, representante da Escola de Serviço Social, é eleita presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), tendo como suplente a senhorinha Lucimere de Araújo Souza. A posse ocorreu logo após a eleição. (A Notícia, de 25 de setembro de 1969, p.5)

• Aniversário de Clóvis Vale, gerente do Hotel Amazonas. (O Jornal, de 26 de setembro de 1969, p.3)

• Desfile da coleção “Primavera-Verão 1969/70”, do famoso costureiro Dener, no Salão dos Espelhos do Atlético Rio Negro Clube, evento promovido pela primeira-dama do estado, Violeta Areosa, em benefício das suas obras assistenciais. (O Jornal, de 25 de setembro de 1969, p.3)

25 DE SETEMBRO – QUINTA-FEIRA

• Câmara Municipal de Manaus aprova projeto enviado pelo prefeito Paulo Nery instituindo o dia 24 de outubro de 1969 para a comemoração dos 300 anos da cidade. (Diário da Tarde, de 25 de setembro de 1969, p.3)

• Assinatura do contrato de financiamento do edifício “Antônio Simões”, através da Associação de Poupança e Empréstimo do Amazonas. O prédio será erguido na esquina das avenidas Sete de Setembro e Getúlio Vargas. (A Crítica, de 26 de setembro de 1969, p.12)

26 DE SETEMBRO – SEXTA-FEIRA

• Aniversário de 39 anos da Federação Amazonense de Futebol (FAF). (O Jornal, de 23 de setembro de 1969, p.12)

• O Parque Recreativo “Turislândia”, localizado no quilômetro 15 da estrada do Aleixo, inicia suas atividades ao público. Aos domingos, a partir da 8h da manhã, saída de ônibus da Transamazon, de hora em hora, da Praça da Matriz, em frente ao Aviaquário Municipal, direto para o balneário. (A Notícia, de 26 de setembro de 1969, p.7)

•  Academia Amazonense de Letras, sob a presidência de Djalma Batista, celebra o segundo centenário de nascimento do poeta Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha, o primeiro centenário de nascimento do poeta Thaumaturgo Vaz e do jurisconsulto Antônio Gonçalves de Sá Peixoto, e o cinquentenário de falecimento do poeta e gramático Paulino de Brito. (A Notícia, de 26 de setembro de 1969, p.8)

•  Oratório São José inaugura quadra de esportes “Domingos Sávio”, na Visconde de Porto Alegre, com jantar musical ao som do conjunto “Blue Star”. O corte da fita simbólica foi feito pelo sr. Sebastião Bezerra, gerente do Bansul, e a benção foi dada por D. Miguel Alegna, bispo do Alto Rio Negro. (A Crítica, de 29 de setembro de 1969, p.3)

27 DE SETEMBRO – SÁBADO

• Aniversário de cinco anos de instalação do Banco Nacional do Norte (Banorte) em Manaus. A comemoração ocorreu a bordo de um iate da Selvatur, no meio do rio Negro. O gerente do Banorte é o sr. Geraldo Almeida. (A Crítica, de 29 de setembro de 1969, p.3)

• Conjunto de Câmara “Orpheus” se apresenta no Teatro Amazonas (Jornal do Comércio, de 3 de agosto de 1969, p.8)

28 DE SETEMBRO – DOMINGO

• Aniversário de 26 anos de fundação da Igreja Batista da Cachoeirinha. (A Notícia, de 2 de outubro de 1969, p.5)

29 DE SETEMBRO – SEGUNDA-FEIRA

• Aniversário de dois anos de fundação da Empresa de Navegação da Amazônia S/A (Enasa). (A Notícia, de 11 de setembro de 1969, p.5)

• O Centro de Instrução de Guerra na Selva inicia curso para oficiais, com duração de seis meses. (A Crítica, de 20 de setembro de 1969, p.3)

30 DE SETEMBRO – TERÇA-FEIRA

• Lançamento das afamadas máquinas de costura zig-zag “Singer” em Manaus. “Essas máquinas já estão nos salões de exposições e vendas das Lojas das Geladeiras, Credilar A e B, Moto Gel 1 e 2”. (O Jornal, de 1º de outubro de 1969, p.3)

• Início da construção de um hotel de remanejo, nas imediações do aeroporto de Ponta Pelada, destinado a abrigar grupos de estudantes universitários integrados ao Projeto Rondon, que brevemente começarão a chegar a Manaus para desenvolver suas atividades no interior do estado. (A Notícia, de 1º de outubro de 1969, p.5)

• A Companhia Paulo Autran de teatro encena no Teatro Amazonas a peça “Morte e Vida Severina”. (A Crítica, de 30 de setembro de 1969, p.3)

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Diretor-Presidente do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas #PESQUISA365 e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.