29ª SEMANA – JULHO DE 1969

compartilhe

16 DE JULHO – QUARTA-FEIRA

• O jornalista Epaminondas Corrêa Barahuna recebe a “Medalha do Mérito Jornalístico Assis Chateaubriand”, no Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (Igha), pelos seus relevantes serviços prestados à imprensa amazônica. (Jornal do Comércio, de 16 de julho de 1969, p.8)

• Inauguração do primeiro Supermercado de Ferragens, da Importadora Amazonas Limitada, na avenida Joaquim Nabuco, n. 2.092, no prédio onde funcionou por muitos anos a “Casa Henriques”. (A Notícia, de 18 de julho de 1969, p.5)

• Solenidade de comemoração do “Dia do Comerciante”, realizada pela Federação do Comércio do Amazonas, Associação Comercial do Amazonas e Conselhos Regionais do Sesc e do Senac, no auditório do Sesc-Senac. (O Jornal, de 12 de julho de 1969, p.5)

• Victor Lewinsohn, diretor comercial da Companhia Brasileira de Comércio (CBC), chega a Manaus para implantar o Cartão de Crédito CBC, “que além de facilitar ao seu portador fazer despesas ‘sem dinheiro’, dá ainda um prazo médio de pagamento de aproximadamente 30 dias”. (Diário da Tarde, de 15 de julho de 1969, capa)

17 DE JULHO – QUINTA-FEIRA

• Aniversário de 15 anos de Cristina Calderaro, na cidade de Nova Iorque, filha de Umberto e Rita Calderaro, proprietários do Jornal A Crítica. “Umberto Calderaro tirou-lhe o bolo destes 15 anos para dar-lhe de presente a visão do estágio que a espera, pois já lhe mostrou os principais jornais americanos e lhe ensinou, nestes últimos dias, o mecanismo com que irá manobrar o futuro. Desta forma, Cristina se familiariza com o mundo gráfico, com a batida dos teletipos, para assumir a sua A CRÍTICA na era tecnológica”. (A Crítica, de 17 de julho de 1969, p.5)

• Empresa de transportes Transamazon inaugura linha para o Conjunto Habitacional Castello Branco, no Parque 10 de Novembro, saindo da Estação e percorrendo a avenida Getúlio Vargas, seguindo depois pela Tarumã, avenida Castelo Branco, Codajás, passando em frente ao DER-AM, seguindo depois pela rua Paraíba e Recife, indo daí por diante para o Conjunto Castello Branco. (O Jornal, de 18 de julho de 1969, p.8)

18 DE JULHO – SEXTA-FEIRA

• Aniversário de Max Teixeira, presidente do Acácia Clube. (A Crítica, de 18 de julho de 1969, p.11)

• Festa de reabertura do Smart Clube, na sede do Olímpico Clube, com a participação do conjunto musical “Os Embaixadores”. O Smart Clube era presidido por José Elcy Barroso. (O Jornal, de 9 de julho de 1969, p.3)

• Ruth Albuquerque vence o concurso de “Rainha dos Estudantes”, realizado pelo 3º Técnico do Colégio Brasileiro, no Fast Clube. (O Jornal, de 20 de julho de 1969, p.3)

19 DE JULHO – SÁBADO

• Inauguração do Centro Social da Comunidade de Nossa Senhora das Graças, no bairro do Beco do Macedo. (A Notícia, de 16 de julho de 1969, p.5)

• Sebastião Hindenburgo de Sá Cavalcanti assume a Diretoria Regional dos Correios e Telégrafos do Amazonas e Acre. (A Crítica, de 20 de julho de 1969, p.7)

21 DE JULHO – SEGUNDA-FEIRA

• Início das aulas da Faculdade de Medicina para as duas turmas de alunos excedentes – 1º e 3º anos. (A Notícia, de 17 de julho de 1969, p.5)

• Diretório Acadêmico da Faculdade de Filosofia inicia cursinho para vestibular dos diversos cursos da Faculdade, incluindo jornalismo. (Jornal do Comércio, de 19 de julho de 1969, p.8)

22 DE JULHO – TERÇA-FEIRA

• Sessão solene de abertura do “4º Simpósio Brasileiro de Administração Escolar”, no auditório Alberto Rangel, da Biblioteca Pública do Estado. (O Jornal, de 22 de julho de 1969, p.2)

Por Durango Duarte.

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Diretor-Presidente do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas #PESQUISA365 e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.