24ª semana de 1969

compartilhe

11 DE JUNHO – QUARTA-FEIRA

• Lançamento dos carros da Citroen em Manaus, pela firma José Antônio Ferragens S.A., com exposição realizada na rua Ramos Ferreira, n. 1.195, esquina com avenida Getúlio Vargas. “Os veículos Citroen a serem lançados hoje em Manaus são do tipo de carro de passeio, furgão e furgonete, além dos tradicionais jipes, sendo um carro ultraleve, além de apresentar características próprias para estradas cuja conservação não é das melhores”. (O Jornal, de 11 de junho de 1969, p.3)

• Alunos da Faculdade de Medicina realizam a “Festa dos Calouros”, nos salões do Ideal Clube, com a participação do conjunto “Os Embaixadores”. (A Notícia, de 11 de junho de 1969, p.6)

12 DE JUNHO – QUINTA-FEIRA

• As empresas Consórcio ETESCO S.A., Conama, Kosmos Engenharia S.A., Irmãos Prata Engenharia e Comércio S.A. e Carvalho Hosken apresentam proposta à Concorrência Pública aberta pela Secretaria de Viação e Obras Públicas para a continuação da construção do Estádio Vivaldo Lima. O presidente da comissão julgadora era José da Paz Monteiro, formada também pelo economista Antônio Gladston Saraiva, bacharel Miguel Barrela e engenheiro João Luiz Sapucaia, assessorada pelos engenheiros Severiano Mário Porto e Hugo Reis e o bacharel Carlos Parede Pereira. (O Jornal, de 13 de junho de 1969, p.12)

• Disco-voador acompanha ônibus da empresa Transamazon que fazia a linha Manaus-Itacoatiara, nas proximidades do rio Preto, exatamente quando o veículo procedia da Velha Serpa. Foram testemunhas do fato o dr. Valci Alves de Castro, médico de Itacoatiara; Galdino de Alencar, acadêmico de Direito e ex-prefeito da Velha Serpa; Antônio Simões, comerciante itacoatiarense; Cleomar Valois, morador da capital, e Honorina Nassib, comerciante em Itacoatiara. (O Jornal, de 18 de junho de 1969, p.5)

13 DE JUNHO – SEXTA-FEIRA

• Premiação aos vencedores do “1º Concurso de Trovas do Amazonas”, realizado pela Associação Amazonense de Imprensa e pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas. O prêmio “Aristophano Antony” para o 1º lugar ficou com Alexandre Oto, que ganhou uma eletrola Nivico. O vice-campeão, que recebeu o prêmio “Herculano de Castro e Costa”, foi Carlos Farias Filho, ganhador de um ventilador de mesa. E o 3º lugar, vencedor do prêmio “Álvaro Maia”, foi Thamis, que levou um rádio ABC ofertado pela loja “S. Monteiro”. (Jornal do Comércio, de 14 de junho de 1969, p.8)

• Início das aulas do Curso Pré-Médico Adriano Jorge, “ministradas por professores tarimbados, dois deles, formados pela Universidade do Brasil e os outros dois acadêmicos da Faculdade de Medicina da UA. O professor de inglês, Ariosvaldo Duarte, tem curso especializado na Universidade de Massachussets, nos Estados Unidos, onde passou cinco anos estagiando”. (A Crítica, de 3 de junho de 1969, p.5)

• Finalistas do Instituto de Educação do Amazonas realizam baile no Ideal Clube. (Jornal do Comércio, de 4 de junho de 1969, p.3)

• O Bancrevea Clube promove a “Festa dos Namorados” em sua sede campestre, com a apresentação do conjunto “The Rocks”. (Jornal do Comércio, de 12 de junho de 1969, p.8)

• A Manbra Comércio e Representações, distribuidora em Manaus dos produtos da linha “Cinzano”, oferece coquetel à imprensa e autoridades no Restaurante Jupaty, localizado na estrada do aeroporto. (Diário da Tarde, de 13 de junho de 1969, p.2)

14 DE JUNHO – SÁBADO

• A União Brasileira de Escritores – Seção Amazonas decide conceder título de “Honra ao Mérito” ao escritor português Ferreira de Castro por ser “o primeiro a explorar, em romance, a problemática do homem dos seringais amazonenses, no seu famoso romance ‘A Selva’, já traduzido em vários idiomas”. Ficou resolvido também estender a homenagem aos amazonólogos Arthur Cézar Ferreira Reis e Leandro Tocantins. A proposição foi de Moacyr Andrade. (A Notícia, de 18 de junho de 1969, p.5)

• Finalistas do 3º Pedagógico do Colégio Normal Ajuricaba realizam o baile “Noite da Elegância”, na sede do Fast Clube, com a coroação de Líbia Correia como “Rainha Ajuricabense 1969”. (Diário da Tarde, de 13 de junho de 1969, p.3)

• Realização da tradicional “Festa Portuguesa”, no Olímpico Clube, com a participação dos fadistas Maria Alcina e Mário Simões. (O Jornal, de 10 de junho de 1969, p.3)

• Após passar por algumas reformulações na sede do Clube dos Sargentos, a Associação dos Sargentos do Amazonas (ASA) reinicia suas atividades sociorecreativas. (O Jornal, de 11 de junho de 1969, p.3)

15 DE JUNHO – DOMINGO

• O arcebispo D. João de Sousa Lima é eleito membro do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (Igha), para ocupar a cadeira de número 22, patrocinada pelo frei Gaspar da Madre de Deus. (Jornal do Comércio, de 17 de junho de 1969, p.8)

• Apresentação oficial da torcida feminina do “Galo Carijó”, no jogo entre Rio Negro e Olímpico, realizado no estádio da Colina. (A Notícia, de 10 de junho de 1969, p.4)

• Inauguração do Alvorada Hotel, com 10 apartamentos, na rua Comendador Clementino, de propriedade de Álvaro Neves. (A Crítica, de 6 de junho de 1969, p.5)

• Inauguração do novo posto de serviços Texaco, de propriedade de Orlando Marreiro, na rua Tarumã, esquina com Duque de Caxias. (Jornal do Comércio, de 8 de junho de 1969, p.2)

16 DE JUNHO – SEGUNDA-FEIRA

• Início das matrículas para a terceira etapa do Rodízio Escolar, em 22 unidades de ensino primário da capital: Adalberto Vale, Antônio Teles de Souza, Cônego Azevedo, Farias Brito, Fueth Paulo Mourão, Governador Melo e Póvoas, Herbert Palhano, Machado de Assis, Major Silva Coutinho, Nossa Senhora da Divina Providência, Nossa Senhora de Nazaré, Plácido Serrano, Diana Pinheiro, Saldanha Marinho, São Luís de Gonzaga, Vicente Teles, Zulmira Bittencourt, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Glória, São Geraldo, Santa Luzia e Santo Agostinho. (Jornal do Comércio, de 15 de junho de 1969, p.8)

17 DE JUNHO – TERÇA-FEIRA

• Aniversário de 50 anos do matutino “O Jornal”. (Jornal do Comércio, de 17 de junho de 1969, p.9)

• Festa de comemoração do 147º aniversário de fundação do Grande Oriente do Brasil, no Amazonas, ocorrida em 1822. A sessão foi realizada no Templo da Loja Oriente Unido. (A Notícia, de 18 de junho de 1969, p.5)

• Comitiva de 53 universitários e três engenheiros, dirigida pelo tenente-coronel engenheiro da Escola de Engenharia Aeronáutica da França e professor da Universidade da França, André Flourens, desembarca em Manaus, num avião da Força Aérea Francesa, para uma estadia de dois dias. “Em nossa capital será cumprido o seguinte programa: hoje à tarde, uma visita pelos principais pontos turísticos de Manaus. Amanhã, os estudantes franceses passarão o dia viajando pelo Rio Amazonas, retornando à noite e seguindo no dia seguinte para Brasília”. (Diário da Tarde, de 17 de junho de 1969, capa)

• Assembleia Legislativa aprova doação de uma gleba de terra à Sociedade Industrial de Manaus Ltda. (SIM) na Estrada do Bombeamento. “Encaminhando a votação, falou o deputado José Belo Ferreira, líder da Maioria, que discorreu sobre a importância econômica e social dessa indústria, já em funcionamento na Cachoeirinha e que, em sua nova fábrica a montar na gleba doada, dará emprego a cerca de 500 empregados, com um amplo programa de assistência social a seus servidores, e contribuindo para o enriquecimento econômico do nosso Estado”. (O Jornal, de 18 de junho de 1969, p.2)

Por Durango Duarte.

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Diretor-Presidente do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas #PESQUISA365 e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.