18ª semana de 1969

compartilhe

30 DE ABRIL – QUARTA-FEIRA

• Inauguração do sistema de abastecimento de água do Conjunto Castelo Branco, no bairro Parque 10 de Novembro, construído pelo Departamento de Águas e Esgoto (DAE). “Com um reservatório de baixo recalque com capacidade para 1.200 litros cúbicos, os habitantes do conjunto disporão de um eficiente abastecimento d’água, construído em métodos modernos, inclusive para ter o processo de tratamento, com que serão eliminadas as impurezas da água”. (A Crítica, de 23 de abril de 1969, p.5)

• O Nacional é campeão da 2ª Taça Amazonas de Futebol ao vencer por 3 a 0 a equipe do Fast Clube, no estádio Gilberto Mestrinho, o popular “Estádio da Colina”, no bairro São Raimundo. (Jornal do Comércio, de 1º de maio de 1969, p.4)

• Falecimento do comendador Felix Fink, proprietário da “Drogaria Fink” e fundador do jornal “A Notícia”. (A Notícia, de 1º de maio de 1969, capa)

1º DE MAIO – QUINTA-FEIRA

• Realização da 7ª Olimpíada Operária do Amazonas, organizada pelo Serviço Social da Indústria (Sesi). “Já está assegurada a participação de 15 empresas industriais na VII Olimpíada Operária do Amazonas, que se realiza de 1º a 18 de maio nesta capital, sob o patrocínio e organização da Delegacia do Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria”. (A Crítica, de 26 de abril de 1969, p.5)

• A Companhia de Habitação do Amazonas (Cohab-AM), sob a presidência do major José Ribamar Nunes Moreira, faz a entrega das primeiras casas aos jornalistas amazonenses no conjunto residencial Presidente Castello Branco, no bairro Parque 10 de Novembro. (O Jornal, de 3 de maio de 1969, capa)

• Aniversário de fundação do Luso Sporting Club. (A Crítica, de 29 de abril de 1969, p.5)

• A União da Mocidade da 1ª Igreja Batista de Manaus realiza a tradicional Festa do Livro, no salão de cultos daquele tempo evangélico. O orador foi o pastor Natanael Quadros Barreto. (A Notícia, de 3 de maio de 1969, capa)

• Início do período de inscrições dos grupos folclóricos para se apresentarem no 13º Festival Folclórico do Amazonas, no Estádio General Osório. As inscrições eram realizadas na redação de “O Jornal” e do “Diário da Tarde”, da família Archer Pinto. (O Jornal, de 11 de maio de 1969, p.5)

02 DE MAIO – SEXTA-FEIRA

• Início das inscrições para o concurso “Canção-Tema do 3º Centenário de Manaus”, realizado pela União Esportiva Portuguesa. (O Jornal, de 25 de abril de 1969, p.2)

• Início oficial do funcionamento do moderno parque de estacionamento construído pela Prefeitura de Manaus, na Praça Tenreiro Aranha. (Diário da Tarde, de 2 de maio de 1969, capa)

03 DE MAIO – SÁBADO

• Aniversário de 93 anos da Polícia Militar do Amazonas. “Atualmente comandada pelo coronel José Maury de Araújo e Silva, oficial dos mais brilhantes do Exército Nacional, tem um efetivo de mil homens”. (O Jornal, de 3 de maio de 1969, capa)

• Toma posse a primeira diretoria do Sindicato das Indústrias Gráficas de Manaus, cujo presidente era Isahu Prado Vilhena. A cerimônia ocorreu na sede da Associação Comercial do Amazonas. (Jornal do Comércio, de 3 de maio de 1969, p.8)

• Inauguração da Clínica São Judas Tadeu, na rua Leonardo Malcher, n. 734, especializada no atendimento de casos de ouvido, nariz e garganta. A clínica tinha como médicos especialistas os drs. Hylace Braga, Platão Araújo, Nilson Vasconcelos e Geldásio Portela. (A Crítica, de 3 de maio de 1969, p.5)

• Primeiro dia de exibição do espetáculo de touradas “Fiesta Brava”, no Estádio Gilberto Mestrinho, bairro São Raimundo, com a participação de toureiros espanhóis e colombianos: Garcia Montoja, Miguel Angelo “El Gringo”, Jaime Valenza, Noel Valenza, Rafael Montaña e Mirian Leal. (O Jornal, de 3 de maio de 1969, p.8)

04 DE MAIO – DOMINGO

• Falecimento do ex-interventor e ex-governador do Amazonas, senador Álvaro Botelho Maia, no hospital da Santa Casa de Misericórdia, vítima de um ataque cardíaco. (Diário da Tarde, de 5 de maio de 1969, capa)

• Aniversário de Flaviano Limongi, advogado, membro da Junta de Conciliação da Justiça do Trabalho, comerciante e presidente da Federação Amazonense de Futebol. (Jornal do Comércio, de 4 de maio de 1969, p.3)

• Encerramento da Campanha de Evangelização das Américas, no Amazonas, com um desfile de carros e do povo batista por várias ruas da cidade. Os organizadores foram os líderes Ulysses Pimentel e Barros de Carvalho. (Jornal do Comércio, de 4 de maio de 1969, p.8)

• Realização de missa em ação de graças a Nossa Senhora do Líbano, a milagrosa padroeira dos libaneses e seus descendentes espalhados por todo o mundo. A missa foi celebrada pelo arcebispo metropolitano Dom João de Souza Lima na Igreja dos Remédios. (O Jornal, de 6 de maio de 1969, capa)

05 DE MAIO – SEGUNDA-FEIRA

• O Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) inicia mais um curso de adestramento de militares para o combate na selva. “Haverá, como das vezes anteriores, participação de oficiais estrangeiros – cujo número, este ano, talvez atinja a 11 – já tendo chegado um americano”. (A Notícia, de 1º de maio de 1969, p.3)

• Inauguração do Laboratório Santo Antônio, à rua Joaquim Sarmento, n. 19, dirigido pelos especialistas Edivar Fernandes, Mário Kazniakowski e Raimundo Martins. (A Crítica, de 5 de maio de 1969, p.5)

06 DE MAIO – TERÇA-FEIRA

• Companhias aéreas apresentam às agências de viagem um roteiro sobre Manaus. O evento ocorreu no Rio de Janeiro, em um coquetel no “Terrace Club” (Edifício Avenida Central), com o título “Conheça o lendário Amazonas, gozando das vantagens de seu Porto Livre”. (O Jornal, de 7 de maio de 1969, p.3)

Por Durango Duarte.

Clique aqui e leia a série 50 anos (1969-2019).

sobre o autor

Articulista-Durango-Duarte Durango Duarte é empresário, publicitário, escritor e pesquisador. É Diretor-Presidente do Instituto Durango Duarte e CEO das empresas #PESQUISA365 e The Voice. Nasceu em 11 de novembro de 1963, em Cachoeira do Sul/RS e veio com a família à capital amazonense em fevereiro de 1975. Apaixonado pela história, pelas memórias de Manaus.